Contratura muscular


A contratura muscular é uma contração involuntária, constante e dolorosa de uma parte ou de todo o músculo.

O músculo envolvido é duro, apresenta hipertonia das fibras musculares e limita o movimento das articulações ligadas.

contratura, dor muscular, força, contração, esportes, atletas, sobrecarga, acidente

Anatomia dos músculos das costas

A contratura provoca uma dor muscular que pode ser leve ou forte e pode limitar as atividades diárias.
Há muitas causas diferentes para este diturbo, por isso às vezes é difícil fazer o diagnóstico.
Uma contratura muscular é diferente da um alongamento ou do espasmo.
Espasmo muscular é uma forte contração involuntária do músculo, é um movimento incontrolado de uma pequena parte do músculo que pode ser vista por baixo da pele.
A distensão do músculo é um alongamento excessivo das fibras do músculo que não causa lesão, rasgos ou lacerações do tecido.

 

Os grupos musculares mais afetados são:

  • A panturrilha (gastrocnêmio e sóleo)
  • A parte de trás da coxa (isquiotibiais e outros flexores da perna)
  • Adutor e glácil (interno da coxa, especialmente em jogadores)
  • Área frontal da coxa (quadríceps)
  • Parte de trás do pescoço (músculo trapézio)
  • Área lombar e dorsal da coluna
  • Pés, mãos, braços, abdômen e nádegas, mas neste último caso é muitas vezes confundida com a síndrome do piriforme.

Raramente se observam contraturas nos músculos adutores (virilha ou parte interna da coxa) ou aos peitorais.

 

Causas da contratura no músculo

Existem muitas causas possíveis de contratura muscular e cada uma depende das factores predisponentes, da parte do corpo onde ocorrem e do ambiente em que o organismo está trabalhando.
As contraturas ocorrem principalmente quando um músculo está cansado.
Quando a célula muscular fica sem energia, desenvolve uma forte contração.


A contratura pode envolver parcialmente ou totalmente o músculo, em certos casos, também afeta os músculos adjacentes.
A sobrecarga é a causa mais comum de contratura dos músculos esqueléticos e muitas vezes ocorre em atletas que estão fazendo exercícios intensos em um ambiente quente ou quem faz um trabalho pesado em altas temperaturas.
A contração do músculo do pescoço, ombros, coluna ou abdomem também pode ocorrer durante as atividades diárias de rotina, tais como cortar a grama.

As mulheres grávidas podem ter contraturas lombares ou abdominais pelo peso da criança e a postura anormal.
Mesmo a execução de uma nova atividade pode causar esse distúrbio, as contrações abdominais podem ocorrer quando uma pessoa decide iniciar ou aprimorar seus músculos abdominais fazendo os exercícios muito rapidamente.

Da mesma forma, as cãibras do escritor são causadas pelo uso prolongado dos pequenos músculos da mão.
Normalmente pensamos que a desidratação e a falta de magnésio e potássio provoca contraturas musculares e cãibras. As células musculares exigem bastante água, glicose, sódio, potássio, cálcio e magnésio para permitir as proteínas ao interno de interagir e desenvolver uma contracção organizada. A falta desses elementos pode irritar o músculo e desenvolver uma contratura.

 


Contraturas causadas por outras doenças

Mesmo aterosclerose ou estreitamento das artérias (doença arterial periférica) pode causar uma contratura ou cãibras porque os nutrientes e o fornecimento de sangue não são capazes de atingir o músculo.
A doença arterial periférica pode diminuir o fluxo sanguíneo para as pernas, causando dor com a atividade.
As contraturas das pernas são freqüentemente relacionadas com o exercício, mas as cãibras podem ocorrer durante a noite especialmente nos músculos da panturrilha e do pé.
As cãibras noturnas nas pernas e a síndrome das pernas inquietas são considerados um tipo de distúrbio do sono.
Doenças sistêmicas como diabetes, anemia, doença renal, da tireóide e outros problemas hormonais são outras causas potenciais.
As patologias do sistema nervoso, tais como a esclerose múltipla ou a lesão da medula espinal, pode ajudar a provocar uma contractura.

Atè mesmo o múscolo liso pode ser afetado por este distúrbio.
Por exemplo, o músculo liso da parede intestinal pode ter uma contratura causando dor intensa chamada cólica.
Cólicas são rítmica (vão e vem) e também podem ocorrer no ducto biliar que esvazia a vesícula biliar.

Kinesio taping,lombar, costas,dor, concentração duro, relaxamento, terapia

Kinesio taping lombar

A distonia é uma desordem do movimento na qual um grupo de músculos se contraem involuntariamente com força e causam a incapacidade de manter uma postura normal, causando contraturas por má postura, especialmente ao nível lombar.
Inicialmente, os sintomas podem ser muito leves, mas gradualmente podem progredir para tornar mais frequentes e agressivos.
Raramente não há uma progressão. Um exemplo desse tipo de contratura muscular é torcicolo em que os músculos da cervical obrigam manter a cabeça girada para um lado.

As contraturas dos músculos da cabeça (occipital) podem causar dor de cabeça e confusão mental.
A cefaléia tensional pode ser causada pela tensão dos músculos do rosto, por exemplo, aqueles que apertam seus dentes.

Quando as pedras nos rins tentam passar, os músculos lisos da parede da úretra que ligam os rins à bexiga podem ter um espasmo e causar dor latejante.
Este tipo de dor é freqüentemente associada com náusea e vômitos.
Os músculos que rodeiam o esôfago podem ter um espasmo quando a irritação ocorre com esofagite de refluxo.
Mesmo a diarréia pode estar associada a dor da cólica porque os músculos da parede do cólon tem um espasmo pouco antes da evacuação intestinal.

 

Contratura muscular em bebês e crianças

Bebês e crianças podem sofrer de contraturas e espasmos musculares por várias razões. Baixos níveis de potássio no organismo podem causar o aparecimento de contraturas musculares em um recém-nascido.
Distúrbios mais graves podem ser epilepsia, trauma craniano ou uma febre alta.
Considerando que as crianças não podem falar, é importante consultar um pediatra para descartar doenças graves que causam espasmos musculares.
Uma criança pode sofrer de espasmos musculares como conseqüência de um crescimento muito rápido.
Crianças que crescem experimentando essas contrações dolorosas porque os ossos esticam muito rápido, enquanto os músculos são mais curtos.
Normalmente, estas contracções ocorrem durante a noite e podem durar de 1 a 15 minutos.
Embora sejam muito dolorosas não são preocupantes.
O alongamento diário e beber muitos líquidos pode ajudar a aliviar a dor.

 

Os sinais e sintomas da contratura muscular 

O principal sintoma é a dor na área dolorida.
É possivél haver uma limitação do movimento proporcional à gravidade da lesão.

Dependendo do músculo afetado, existem determinados movimentos limitados e outros livres, por exemplo:

  • A contratura ao trapézio (entre o dorso e o ombro) causa dor cervical, limita a rotação do pescoço do mesmo lado e a inclinação lateral para o outro lado
  • A contratura do bíceps femoral reduz o movimento para a frente da coluna lombar (como quando você coloca suas meias em seus pés)
  • A contratura da panturrilha limita levantar os dedos dos pés (quando subimos uma escada)
  • A contratura do quadríceps limita a flexão do joelho.

À palpação é sentida como uma parte mais dura e dolorosa ao toque.
Algumas pessoas têm contraturas crônicas porque não tratam o músculo, mas continuam a treinar.
As contraturas musculares podem ocorrer em conjunto com outros sintomas que variam dependendo da doença, distúrbio ou condição a seguir.
Por exemplo, no caso de contratura muscular severa você pode ver hematoma e inchaço na área afetada.
Se as contrações são causadas por uma doença que afeta todo o corpo, como o hipotireoidismo, pode ser associada a um ganho de peso, depressão e fadiga.

Graves sintomas que podem indicar um risco de vida:

  1. Em alguns casos, você pode experimentar espasmos musculares, juntamente com outros sintomas que podem indicar uma doença grave ou com risco de vida, tais como desidratação, trauma agudo da medula espinhal, um chiado ou falta de ar.
  2. As contrações dos músculos lisos das artérias do coração podem causar angina ou um ataque cardíaco.

 

Tratamento

O tratamento mais eficaz para as contraturas consiste em fisioterapia, uma alteração da dieta, medicamentos ou uma combinação dos três.
O tratamento depende da causa, você também tem que levar em conta se este é um incidente isolado ou um problema crônico.
Os medicamentos, tratamentos alternativos e complementares ou remédios naturais podem acelerar o processo de cicatrização e reduzir a dor.
O tratamento é eficaz se você:

  • Segue uma dieta saudável
  • Está em repouso
  • Realiza exercícios de alongamento
  • Aplica o kinesio taping no músculo em sofrimento.

Entre os remédios naturais existem também suplementos tais como a pomada com garra do diabo que é muito útil para atletas com contraturas e dores musculares.
O estresse emocional e psicológico, como ansiedade, pânico, tensão, frustração ou raiva pode causar uma série de reações no organismo que afetam o sistema nervoso. Contraturas, tensão muscular, dor e rigidez no pescoço ou nos ombros são sintomas que muitas vezes são sentidas quando uma pessoa está sob estresse emocional.
As doenças mais graves que causam contrações musculares involuntárias são: desidratação, paralisia cerebral, trauma, esclerose múltipla ou danos na medula espinhal.

 

Medicamentos

Medicamentos antiinflamatórios não esteróides (ex. Voltaren) e relaxantes musculares podem aliviar contraturas musculares e reequilibrar o sistema.
Estes medicamentos podem afetar os indivíduos em formas diferentes e deve ser utilizado em conjunto com outras terapias naturais, tais como fisioterapia para obter os melhores resultados.

 

Tratamento complementar e alternativo

Existem várias maneiras para relaxar os músculos e parar a tensão:

Kinesio, taping, contração, bíceps femoral, coxa, flexores do quadril, dor

Taping para contratura dos isquiotibiais

Kinesio taping para contratura dos isquiotibiais.
Ação relaxante
Forma: A faixa” Y”.
Comprimento: a partir da tuberosidade isquiática até a cabeça da fíbula.
Aplicar a faixa sem tensão e pedir ao paciente para realizar a flexão do tronco para a frente com as pernas estendidas.
Com as caudas da ”Y” enrolar no ventre muscular do bíceps femoral.
Durante a aplicação, pedir ao paciente para puxar e segurar a base do ”Y”, a fim de alongar ainda mais a pele.
Entre as terapias instrumentais, o tratamento T.E.C.R. (Transferência de energia capacitiva e resistiva) funciona muito bem porque ela pode afrouxar as contraturas em uma semana enquanto o ultra-som é mais lento.
Ele baseia-se na passagem de uma corrente alternada entre dois pontos, pode desenvolver-se uma grande quantidade de calor, acelerar a circulação sanguínea e o metabolismo celular.

 

O tempo de recuperação da contratura

Se a doença é causada por uma doença sistémica ou orgânica, o tempo de recuperação depende da doença subjacente.
No caso de contratura muscular, com o tratamento adequado, em uma semana se resolve o problema, mas se a lesão não for tratada pode exigir um ou dois meses e aumenta o risco de recorrência.

 

Prevenção das contraturas

Mantenha seus músculos relaxados e flexíveis executando os exercícios de alongamento.
Diminuir o ritmo da atividade física durante o dia.
Manter seus músculos quentes quando você está experimentando as contraturas.
As remédios naturais possíveis são: tomar um banho quente e cobrir-se quando o clima fica mais frio.
Coloque uma fonte de calor ou uma bolsa de gelo sobre a área afetada para relaxar o músculo.

O calor relaxa e solta os músculos, enquanto o gelo atua sobre o nervo que mantém contrato o músculo e bloqueia o sinal nervoso.

Melhorar a postura aprendendo a não desequilibrar o corpo (sentado, em pé e durante a caminhada), para que os músculos não precisam lutar contra a gravidade para manter a posição vertical.
Beba bastante líquidos para evitar contraturas e cãibras musculares durante o exercício.
Reduza o consumo de alimentos ácidos como tomate e vinagre.
Comer alimentos que contenham potássio, como bananas, batatas, farinha de soja, farelo e damascos.
Camomila ajuda a reduzir a contratura muscular.
Aliviar a tensão e estresse praticando técnicas de relaxamento
Aumente a ingestão de minerais, como potássio, cálcio e magnésio.

 

Dr. Massimo Defilippo Fisioterapista Tel 0522/260654 Defilippo.massimo@gmail.com
P. IVA 02360680355

http://www.facebook.com/fisioterapiarubierese?ref=hl

© Scott Maxwell – fotolia.com