Trauma na mão


O trauma na mão pode ser uma contusão, lesão ou inflamação que ocorre na mão e no pulso durante os afazeres domésticos, trabalhos manuais e esportes.

As chances de haver uma lesão na mão direita são as mesmos que na mão esquerda.
No caso de trauma ou entorse, os dedos podem ser empurrados em hiperextensão causando uma luxação.

Contusão, mão, trauma, perda muscular, esportes, bola, salto, inflamação, edema, inchaço, líquido, dor, fadiga, nervos, tendões, academia, jogadores de futebol, atletas, voleibol, basquetebol, ténis, ciclismo.

A mão direita sofreu uma contusão porque foi esmagada na porta.

Na nossa própria casa podemos nos machucar em diferentes maneiras, as mais comuns são:

  • Escorregar no banheiro
  • Cair na cozinha sobre as palmas da mão depois de subir em um banquinho ou cadeira para alcançar as prateleiras mais altas
  • Cortar a mão enquanto se cortam os alimentos
  • Tropeçar nos fios do computador ou outros aparelhos elétricos em lugares mal iluminado;

Muitas vezes as crianças esmagam os dedos no carro quando a porta se fechar, neste caso, também é possível o descolamento da unha.
Existem muitos trabalhadores de fábricas que trabalham com máquinas de alta potência (como por exemplo a máquina de torno mecânico) e inserem os dedos ou a mão inteira dentro das engrenagens.
Em alguns casos, perde o dedo indicador ou médio dentro da máquina.
Isso pode acontecer até mesmo com uma queda de um objeto ou de um pedaço de metal do alto.
Se para evitar lesões no pé existem as sapatos de segurança que funcionam bem, não existe uma coisa semelhante para as mãos que estão sempre expostas a trauma.
As lesões na mão por um trauma esportivos ocorrem, por exemplo, em quedas de bicicleta, chute em uma bola (vôlei, basquete, etc), um trauma direto contra o seu adversário em artes marciais.
O exemplo clássico que vemos mais frequentemente é a luxação dos dedos durante uma parede no voleibol.

 

Quais são os sinais e sintomas de trauma nas mãos e nos dedos?

fratura, contusão, falange, mão, dedos, esmagado, dor, inflamação, terapia, fisioterapia, reabilitação, movimento, osso.

Fratura na base da falange distal do segundo dedo

Os principais sintomas de contusões na mão são a dor durante o movimento e a mão inchada na palma ou no dorso.
Geralmente, a perda de força e a limitação do movimento dos dedos e do pulso são causados pela dor.
Os movimentos passivos são limitados e dolorosos, especialmente para aqueles que sofrem uma lesão nos dedos não consegue dobrar ou estender completamente as falanges.
Depois de uma grande contusão, o paciente pode perder a força quando aperta as mãos, segura objetos, despeja água em uma garrafa, fecha o punho, abre a mão como para receber uma bola, etc.
Os movimentos mais difíceis para os dedos da mão são a extensão das articulações metacarpofalangeanas juntas a flexão da interfalangeana (entre a falange proximal e a  falanghina), ou entre essa e a falangeta.
Se houver quaisquer lesão internas de tendões, ligamentos,ossos, capilares etc. deve haver também um hematoma ou seja uma hemorragia com sangue que permanece sob a pele.
Em casos mais graves pode haver fraturas, lesões nervosas que causam paralisia ou lesões dos tendões que mantêm os dedos em uma posição fixa: se quebrar um tendão dos extensores o dedo permanece flexionado ou dobrado.

 

Diagnóstico da contusão na mão?

O diagnóstico é essencialmente clínico, baseado no histórico médico, o médico verifica as áreas doridas, os movimentos possíveis  e aqueles dolorosos, ele pode recomendar exames instrumentais para verificar a condição das estruturas internas.

Geralmente o paciente que sofre um forte trauma vai ao pronto socorro onde faz uma radiografia para ver se existe alguma fratura óssea.
Para verificar que a condição dos tendões é necessário um ultrassonografia músculo-esquelética para ver lesões e inflamações.

 

O que fazer? Qual é o melhor tratamento para uma lesão na mão?

mobilização da mão para a reabilitação após uma lesão ou um hematoma

mobilização da mão após a lesão

No caso de lesões do tendão o especialista avalia se é necessária uma cirurgia ou se é necessário apenas uma tala para imobilizar o dedo afetado.
Se o trauma provocou uma fratura do punho, da mão ou de um dedo, o ortopedista engessa a mão ou recomenda a terapia magnetica para acelerar a formação de calo ósseo.
No caso de pequeno trauma que não provocou lesões, mas apenas dor e inchaço, a terapia mais adequada é o gelo nas primeiras 24-48 horas, passados dois dias temos de parar a crioterapia (aplicação de gelo), porque o frio retarda a reparação do tecido.
A mobilização deve começar logo que possível para reduzir a rigidez, portanto recomenda-se exercícios de reabilitação em caso de restrição de movimentos.

O médico pode recomendar medicamentos anti-inflamatórios para reduzir a dor e a inflamação, para algumas pessoas isso é suficiente, para outros pode não ser suficiente porque dá alívio apenas temporário.
Após dois dias de lesão, se a dor e inchaço ainda estão presentes, seu médico pode recomendar a fisioterapia, na minha experiência, o tratamento mais eficaz é manual: a manipulação miofascial dissolve as aderências dos tecidos conjuntivos que foram causados por trauma e interferem com o movimento, causam dor, formigamento ou dormência.

 

Dr. Massimo Defilippo Fisioterapista Tel 0522/260654 Defilippo.massimo@gmail.com
P. IVA 02360680355

http://www.facebook.com/fisioterapiarubierese?ref=hl

http://www.fisioterapiareggio.com

© Scott Maxwell – fotolia.com