Dor nas costas e escapular

ÍNDICE

A dor nas costas (ou dorsal) pode ser sentida a partir da base do pescoço até a última costela, não é frequente como a dor no pescoço ou na coluna.

Jovem bonita,dor dorsal
© Yuri Arcurs – Fotolia.com

Pode ser leve, excruciante, constante ou ocorrer só durante o movimento. A dor lombar mais frequente é de tipo articular ou muscular, mas não pode ser ignorada porque o câncer de pulmão também pode causar sintomas nesta área.  

Anatomia da coluna vertebral e costelas

As costas são comumente conhecidas como costelas, os ossos do peito, planas e fitas, (temos 12 pares) servem para proteger e conter os órgãos vitais da cavidade torácica.
Originam-se das 12 vértebras dorsais e estendem-se até o esterno.

A caixa torácica consiste das costelas, das vértebras torácicas e do esterno e tem um papel importante para proteger o coração e os pulmões.
Desde a primeira até a sétima costelas são chamadas de “costelas verdadeiras” porque se articulam com o esterno através da interposição de uma cartilagem, isto significa que a caixa torácica é menos rígida.

Anatomia, corpo, coluna CERVICAL, dorsal, lombar, costela, nervo, dorso, coluna, coluna, ombro, interscapolare, D1, D2, D3, D4, D5, D6, D7, D8, braço, dor nas costas
Caixa torácica vista posteriormente. © Sebastian Kaulitzki-Fotolia.com

A oitava, a nona e a décima costelas não se articulam com o esterno, mas com a precedente.
A décima primeira e a décima segunda costelas são atípicas, terminam antes e são chamadas de costelas flutuantes.
A interposição da cartilagem costal deixa a caixa torácica mais elástica.
As cartilagens costais se alongam progressivamente da primeira até a sétima, depois diminuem.
É fundamental a liberdade de movimento que deve permitir expandir a caixa torácica durante a inspiração e estreitar durante respiração.

Dor dorsal ou dor nas costas

 O que significa?

Quase todo mundo pensa que a dor nas costas até o esterno seja causada por um resfriado ou pelocostelas,coluna tempo frio, isto é uma crença errônea se percebemos que o desconforto tende a permanecer mesmo depois de uma semana.
É essencial procurar um médico porque os sintomas nesta área do corpo também podem ser causados por doenças graves como tumores, úlceras, pleurisia etc.
Se a dor forte tiver origem no sistema músculo-esquelético ou nos nervos, é necessário ter certeza que não existe uma fratura, lesão muscular, distração da cartilagem das costelas, etc. através da avaliação do histórico médico do paciente.
A dor pode ser bilateral, mas quase sempre se sente só no lado direito ou esquerdo do tórax.

Geralmente ocorre em pacientes que fazem qualquer tipo de trabalho, uma percentagem muito alta da população independentemente do trabalho sofre dessa patologia, vejo diariamente trabalhadores, empregados, técnicos, profissionais, desportistas etc.
A dor lombar é mais frequente do que a dorsalgia, embora tratemos muitos pacientes que sofrem com a parte central da coluna bloqueada porque geralmente os sintomas são muito fortes.
Os pacientes com dor na coluna dorsal podem ter qualquer idade, os adultos são os mais afetados. Esta doença não tratada corretamente pode se tornar crônica, existem pacientes que sofrem com isso por 20/30 anos.
A dor escapular é localizada entre os dois ombros e entre o centro da caixa torácica e pescoço.
Quem sofre de dor nas costas, muitas vezes também sofre de dor lombar, dor cervical ou uma raquialgia difusa.
Muitas vezes, os médicos acreditam que a dor é causada por uma contratura, na verdade a contratura é uma consequência da dor na coluna vertebral e escapular.
A dor escapular é muito frequente, principalmente nos movimentos dos ombros. As pessoas que sofrem dessa dor não conseguem levantar o braço ou colocar a mão atrás da cabeça ou das costas.

 

Quais são as causas da dor nas costas?

A dor nas costas afeta quase metade da população, os pacientes realizam todo o tipo de trabalho e atividades esportivas. É difícil identificar a causa, com certeza existem pessoas que acordam de manhã com dor ou sintomas de baixa intensidade (leve dor) que cresce com o tempo.
A dor é quase sempre causada por um conjunto de causas, é raro que a origem seja de uma única estrutura.
Os idosos podem sofrer de espondilose (artrose vertebral).
Não existe um equivalente do torcicolo ou lombalgia para a coluna dorsal.
O peso do paciente não pode ser a fonte dos sintomas porque ele também afeta as pessoas muito magras.
As doenças auto-imunes como espondilite anquilosante ou artrite reumatoide atacam a parte de trás, no primeiro caso, a coluna vertebral toma uma forma de cana de bambu firme e dura.

Quais são os sintomas da dor nas costas?

Os sintomas da dor dorsal não são só nas costas, a pergunta a fazer ao paciente é: se a dor nas costas desaparecesse, ele se sentiria saudável?
A resposta pode ser negativa porque o paciente pode sentir, por exemplo, cansaço nos braços.
A dor na coluna é muito forte, geralmente é localizada em apenas um lado das costas e pode ocorrer mesmo em repouso.
A dor ocorre girando o tórax ou girando o pescoço.
Os sintomas geralmente estão localizados na região superior das costas, por trás dos ombros e omoplatas, é mais rara uma dor dorsal baixa.
O paciente diz que sente dor quando tosse e quando respira profundamente.

Os sintomas podem ser causados durante o movimento de retorno ou imediatamente após o retorno à posição de descanso. Existem pacientes que acordam às quatro da manhã com a dor e têm de se levantar porque a intensidade é muito alta, mas durante o dia, a coluna é completamente indolor.
A dor também pode ocorrer ao respirar profundamente. Um paciente não deve se sentir idiota só porque sente sintomas estranhos, não é correto considerar a dor psicossomática sem provas.  

 

Como obter o diagnóstico da dor nas costas?

RMN , espinha dorsal, lombar, músculo, nervo, neuropatia periférica, doença do disco, hérnia de disco, protrusão, abaulamento, coluna, coluna vertebral, raiz nervosa, o anel fibroso, núcleo pulposo, D1, D2, D3, D4, D5, D6, D7, D8
Ressonância magnética dorsal

“Um amigo meu diz que a dor se deve aos sapatos, outro pensam que a culpa é do colchão, talvez tenha uma hérnia de disco, mas se lembra de ter carregado um objeto pesado e talvez tenha uma lesão no músculo”.
Estas são alguns hipóteses que geralmente apresenta o paciente; às vezes estão corretas. O médico realiza uma consulta para excluir patologias mais graves, e com base no histórico médico do paciente, nos exames e nas informações que este forneceu, ele diagnostica o tipo de dor nas costas.
Os exames que pode prescrever são: a ressonância magnética e a tomografia computadorizada se suspeita de uma hérnia de disco, ou uma radiografia para qualquer fratura ou anomalias congênitas ao nível dos ossos.
É possível que o paciente sofra de dor nas costas inespecífica, sem uma causa e com exames de diagnóstico (ressonância magnética, tomografia computadorizada, etc.) que não apresentam lesão ou inflamação.
Estes sintomas podem estar em qualquer ponto das faixas verticais que se propagam para baixo ou para cima.  

 

Manipulação miofascial , tratamento, massagem, inflamação, tendinite, contratura, aperto, pontes de colagénio, dor, fisioterapia e reabilitação
Manipulação miofascial

 

O que fazer? Qual é o tratamento para a dor nas costas?

Todos os pacientes devem melhorar a postura para evitar posições incorretas, especialmente quando estão sentados.
Os medicamentos anti-inflamatórios (AINEs, cortisona, analgésicos, etc.) podem proporcionar alívio, mas a melhoria é temporária porque eles geralmente não agem sobre a causa do problema.
A lesão muscular é um evento raro, o tratamento é apenas instrumental, algumas sessões de Laser ou T.E.C.R.® (Transferência de energia capacitiva e resistiva) proporcionam a cicatrização da lesão.
O taping neuromuscular (ou kinesio taping) pode ser associado ao tratamento, serve para relaxar o músculo e estimular o lado saudável, dessa maneira fica homogênea a tensão dos ombros e dos músculos interescapulares.

No caso de hérnia de disco, muito rara a nível dorsal, o tratamento mais adequado é o método mckenzie que empurra o núcleo pulposo do disco intervertebral para sua localização anatômica, portanto dessa maneira o disco para de pressionar sobre o nervo e de causar os sintomas.
Para artrite ou dor nas costas por inflamação, se usa a fisioterapia instrumental que tem um efeito anti-inflamatório local.
Os pacientes que sofrem de dor durante certos movimentos (geralmente ao se girarem), beneficiam com a técnica de reposicionamento articular e osteopatia.
Para a dor inespecífica em pessoas que não têm defeitos anatômicos o tratamento que me dá os melhores resultados é a manipulação miofascial, que dissolve as pequenas aderências que podem causar dor que irradia.
Se o paciente sente dor especialmente de noite ou quando acorda de manhã, será necessário controlar se o colchão é adequado.



Dor ou Neuralgia intercostal. O que é?

 É possível sentir choques no peito que vão do ombro até o esterno?

Exercício para dor nas costas, nevralgia, efectuar, rotação, lombar, coluna, costas, pelve, alongamento, dor lombar, dor de garganta, rachialgia, ráquis, fisioterapia e reabilitação
Exercício de rotação dorsal

A dor aguda entre as costelas é muito forte, tem origem na espinha dorsal e irradia ao longo do curso da costela até o esterno. É possível que não se sinta no meio da coluna, mas ao nível da omoplata, em certos casos a dor não sobe até o esterno, mas termina no peito a nível das costelas.
Se a dor nas costelas inicia lateralmente à vértebra e se espalha para o esterno é de origem nervosa e pode ser causado por um trastorno de osso ou músculo.
Os pacientes sentem uma dor contínua e persistente na metade das costas que pode piorar durante a execução de determinados movimentos ou em algumas posições.
O exame médico é essencial porque os sintomas torácicos podem ser causados por graves doenças viscerais, no entanto, nem sempre é necessário procurar um especialista ou fazer alguns exames.
Este distúrbio afeta todo o tipo de paciente, muitas vezes,adultos que realizam um trabalho pesado ou de tipo sedentário.

 músculos,profundos,do,tórax

Quais são as causas da neuralgia intercostal?

A causa mais provável é a hérnia ou protusão discal, embora nessa parte da coluna vertebral seja raro porque o disco tem uma espessura reduzida.
Pode ser outra causa de dor articular, a dor pode originar nas articulações das vértebras.

O motivo por que aparece a hérnia ou o desalinhamento vertebral é a postura, trauma ou levantar pesos na posição errada.
O vento frio não parece ser um caso de neuralgia intercostal, embora ele pode endurecer os músculos e favorecer o surgimento de dor.  

 

Quais são os sintomas da neuralgia intercostal?

A dor é fortíssima ou se assemelha a uma chicotada muito forte e insuportável.
É possível senti-la mesmo em repouso mas geralmente está relacionada com os movimentos do braço ou das costas.
A dor pode ser como uma ardência e fica localizada como uma meia-cinta sobre a caixa torácica. A respiração profunda pode exacerbar os sintomas em casos graves até mesmo na respiração normal.
O paciente sofre quando mantém o braço levantado por um longo tempo (por exemplo, escovar os dentes), especialmente se o braço está estendido para a frente com o cotovelo na altura do ombro (como esticar o braço para retirar um objeto distante).
Os movimentos do tórax e da coluna são dolorosos, especialmente a rotação de um lado e dobrar-se para a frente.
Se a dor é na parte superior das costas, a rotação ou inclinação de lado do pescoço pode causar desconforto.
Entre os sintomas mais raros estão formigamento e perda da sensação no peito. A dor aumenta quando se fica na mesma posição por um período mínimo de 5/10 minutos, sentado, em pé ou deitado em determinadas posturas.
Em casos graves, o paciente permanece torto para um lado da coluna, às vezes não percebe o trastorno até que vê sua postura na frente de um espelho.  

 

Como obter o diagnóstico da neuralgia intercostal?

O exame médico é suficiente na maioria dos casos e é necessário excluir doenças Dor nas costas e escapularviscerais. Se seu médico acreditar que você precisa de uma avaliação mais aprofundada, irá prescrever um exame instrumental.
ressonância magnética ou TAC mostram alguma protusão ou hérnia de disco que pode ser a causa dos sintomas do paciente.
A radiografia mostra apenas os ossos, por isso é útil diagnosticar uma fratura ou espondilose, artrose e escoliose da coluna vertebral.
ultrassonografia não se executa porque não consegue fornecer informações sobre o disco intervertebral. É difícil discriminar os músculos das costas porque eles estão dispostos em 4 camadas.
Exames de sangue com anticorpos antinucleares que podem indicar uma doença reumática como espondilite anquilosante, a ser confirmado por ressonância magnética em que se vê a coluna vertebral como uma cana de bambu e reta.
Se o médico achar que é necessário, pode recomendar uma consulta com um especialista, um reumatologista ou um ortopedista.
É quase impossível encontrar uma lesão muscular no nível das costas, peitoral e músculos abdominais porque os movimentos do tronco não são rápidos e a presença de muitos ligamentos e cápsulas articulares não permite que os músculos se estendam além da flexibilidade fisiológica.

 

Como ler os relatórios da ressonância magnética, tomografia computadorizada, radiografia etc.

coluna,vertebralA escoliose pode dar uma dor intercostal?
Não na maioria dos casos, se a curva escoliótica é muito grave pode resultar em uma compressão do nervo intercostal, mas são casos extremamente raros.

A artrose pode ser a causa da dor dorsal?
Quase nunca acontece encontrar idosos com uma artrose que comprime o nervo porque essa parte da coluna vertebral é menos flexível e portanto menos sujeita a degeneração articular.

Uma hérnia de disco pode causar dor irradiada da coluna dorsal até o esterno?
Sim, é a causa mais provável.

A coluna dorsal é retilínea, isto provoca dor nas costas e costelas?
Não, não a causa.

 

Qual é a terapia mais adequada?

O médico prescreve o tratamento de acordo com a causa da dor nas costas.
Geralmente a dor que origina na coluna vertebral tem uma causa postural ou é causada por movimentos incorretos, então, a primeira coisa a fazer é corrigir a postura para reduzir a dor.
Se você suspeitar que a protusão, abaulamento ou hérnia de disco provoca sintomas, a terapia mais adequada é manual, com os exercícios do método Mckenzie que dá excelentes resultados.
A terapia instrumental pode ser útil para suprimir a inflamação, mas não cura o paciente para sempre.
Se o núcleo pulposo do disco intervertebral pressiona o nervo, nenhuma terapia anti-inflamatória pode resolver o distúrbio porque a causa não é uma inflamação.

Dor nas costas e na parte de trás do braço

 

corpo de anatomia, braço, membro superior, nervo, músculo, fisioterapia e reabilitação, espinha, neuropatia periférica, doença discal, hérnia de disco, protrusão, abaulamento, coluna, disco, raiz nervosa, cervical, C5, C6, C7, D1
Imagem de sintomas de dor nas costas e braço
© Sebastian Kaulitzki – Fotolia.com

O que é?

A dor de origem espinhal também pode irradiar para o braço, mas somente na parte de trás. Os sintomas são terríveis, o paciente está confortável quando está deitado na cama, mas sentado e em pé não consegue encontrar uma posição que alivie os sintomas. Se o paciente está de pé com as mãos ao longo dos quadris e alonga a palma da mão para a frente, a dor é na parte de trás do braço, no tríceps e ao nível dos extensores do punho e dos dedos.
O paciente vem até a clínica com o antebraço sobre a cabeça ou sustentado pelo outro braço porque dá alívio e acalma os sintomas. Geralmente ocorre associada a dor cervical, o paciente não consegue mover o pescoço sem sentir dor em qualquer direção. Essa síndrome dolorosa muitas vezes é acompanhada por um trastorno articular ou discal ao nível do pescoço.  

 

Quais são as causas da dor nas costas e na parte de trás do braço?

Como qualquer dor nas costas do tipo músculo-esquelético, a dor é causada pela postura incorreta, trauma, espondilose (artrose), levantamento de pesos de maneira incorreta ou malformações congênitas.
O início é agudo e muitas vezes a dor é constante.

Os pacientes me dizem que a dor é causada pela cadeira de trabalho que é muito alta, porque passam muito tempo com uma postura incorreta ou por exercícios na academia.
A dor pode ser causada por uma posição anormal das vértebras que estão ligeiramente desalinhadas e causam atrito no movimento, por uma contratura muscular, uma protusão ou abaulamento do disco.
Alguns pacientes chegam com RM e acham que o problema é o disco intervertebral consumido.
Geralmente não é assim porque o disco intervertebral é muito estreito, o desgaste da cartilagem e do disco é geralmente assintomático e os jovens (e os adultos) são muito mais afetados do que as pessoas idosas.  

 

Quais são os sintomas?

A pessoa que sofre dessa síndrome procura manter uma posição que não seja dolorosa com sua mão acima de sua cabeça ou segurando seu braço com um lenço no pescoço.
Durante o dia, o paciente não sabe que posição manter porque sente uma dor constante e insuportável que aumenta na execução de determinados movimentos.
Neste caso, os sintomas que têm origem na parte da região escapular e terminam nos dedos das mãos são causados por uma compressão da raiz nervosa cervical C6, mas muitas vezes o paciente afirma que o pescoço é assintomático e saudável.
Isso é possível porque muitas vezes a dor do tipo neurológico não dá uma exata correspondência entre a região afetada e os sintomas.

Existem muitos pacientes que se apresentam em clínica com distúrbios que afetam apenas o ombro ou o cotovelo causados por um problema cervical. Ao contrário da dor intercostal ou escapular, o paciente não sente dor levantando seu braço para a frente, mas pode sentir dor no peito do lado doloroso.
Os sintomas incluem formigamento no índice e dedo médio, dor constante no braço, o paciente também sente dor no lado da coluna vertebral junto da escapula. Esta síndrome pode envolver o pescoço porque os movimentos são muito limitados, mas a dor é sentida na região da escápula, o paciente sente mais dor quando:

  • Se inclina para a frente
  • Olha para cima
  • Gira o pescoço para o lado doloroso.

À noite o paciente não sofre, mas durante o dia sente a necessidade de se deitar para se sentir melhor.
Geralmente durante o movimento a dor diminui, mas permanecer firme na mesma posição exacerba os sintomas, como também a respiração profunda.

Existe um outro tipo de trastorno que se pode sentir na primeira vértebra dorsal e continua até metade do antebraço posterior. A dor dorsal também pode afetar os atletas, especialmente os jogadores de vôlei, pois esse esporte envolve muitos saltos, traumas da barreira e golpe de ataque.  

 

Qual é o tratamento?

posição incorreta, dor nas costas, nevralgia, efectuar, inflexão, lombar, espinha, costas, pelve, alongamento, dor, dor lombar, dor de garganta, rachialgia, ráquis, bilhar
Posição errada da coluna.
© dimis – Fotolia.com

A primeira coisa a fazer é corrigir a postura, por exemplo:

  • Ajustar a altura da cadeira de escritório
  • Quando uma mãe amamenta deve colocar uma almofada por cima da coxa
  • Dobrar os joelhos para levantar um objeto do chão ao invés de flexionar a coluna

É importante colocar o rolo lombar na cadeira para manter a posição correta da coluna.
Qualquer terapia terá pouco efeito se o paciente mantiver hábitos incorretos.
A terapia mais eficaz é manual porque o trastorno não é uma inflamação. Laser terapia, Tecar terapia® e massagem servem para eliminar as contraturas na região do pescoço e entre as costelas.


Para a doença de disco, a terapia mais adequada ao nível articular é a terapia Mckenzie associada ao reposicionamento articular.
Se o paciente não tiver uma hérnia de disco, a terapia manual melhor é a manipulação do tecido fascial para soltar as aderências no tecido conjuntivo que interferem com os nervos.

    Leia também

Deixe uma resposta