Remédios para a tendinite do tornozelo


Os remédios para a tendinite do tornozelo são repouso, fisioterapia e medicação, mas sem cirurgia.
Isso é possível porque é uma lesão de sobrecarga e portanto pode curar com o repouso e o tratamento adequado.

Auto-tratamento

Pé, tornozelo,varo, calcâneo,anatomia

parte externa do pé

Se houver muita dor no tornozelo, pode ser uma boa idéia o uso de uma órtese por algumas semanas.
Se não há rigidez ao caminhar você pode tentar usar uma tornozeleira.
Os pacientes devem limitar as horas de atividades em pé e as caminhadas até que a dor não diminua.
Esta fase normalmente requer várias semanas.
A retomada das atividades deve começar muito lentamente e deve ser programada de acordo com as sensações da dor.
Para aqueles pacientes que têm varo do calcâneo, é útil usar as palmilhas ortopédicas que inclinam o tornozelo para o lado oposto, descarregando os tendões fibulares.
É importante conversar com seu médico e mudar hábitos de exercícios, como usar um novo par de sapatos para correr.
A terapia física é também muito importante.
Isso, como para uma entorse do tornozelo, pode ser feito para fortalecer os tendões.
Ultimamente, há um grande interesse para as injeções de plasma rico em plaquetas (PRP) para estimular o processo de cicatrização.
Atualmente, não existem estudos que demonstram a eficácia desta técnica para os tendões fibulares.
Seria melhor evitar injeções de cortisona,porque eles podem enfraquecer o tendão.
O tratamento cirúrgico é indicado somente se a dor não melhora com o tratamento conservador. O tratamento conservador pode durar até um ano antes de considerar a cirurgia.
Se houver uma lesão ou uma fissura que corre ao longo do comprimento dos tendões, é possível considerar uma cirugia de reparação e limpeza e dos tendões.
Às vezes, é possível fazer um canal mais profundo na parte de trás do perónio (onde deslizam os tendões ), de modo a dar um espaço mais largo onde os tendões escorrem.
Finalmente, se o tendão é muito degenerado, pode ser necessário cortar o tendão e ligar o fíbular curto e longo juntos.
Normalmente, apenas um dos dois tendões é envolvido, mas em alguns casos podem estar envolvidos ambos.

 

O tratamento conservador para a tendinite do tornozelo

O paciente com tendinite peroneal ou fibular, mas sem uma lesão significativa, pode ser tratado com sucesso sem cirurgia. O tratamento destina-se a diminuir a carga sobre os tendões peroneais e subsequentemente reduzir a inflamação.

O tratamento conservador inclui:

  • Os medicamentos antiinflamatórios para reduzir a resposta inflamatória dos tendões;
  • Utilizo de uma tornozeleira para diminuir o movimento de inversão;
  • Restringir as atividades que evocam os sintomas por um par de semanas para permitir que a inflamação diminui;
  • Fazer terapias físicas (por exemplo, o tratamento com laser e ultra-som) e exercícios para reduzir a inflamação e fortalecer o tornozelo;
  • Evitar movimentos bruscos e rápidos que colocam mais pressão sobre os tendões dos músculos fibulares, de modo a aliviar a inflamação. Essas atividades incluem movimentos de corte e mudanças de direção.
  • Use uma palmilha com uma área rebaixada sob a cabeça do primeiro metatarso. Em pacientes com um pé varo, uma palmilha pode corrigir parcialmente ou completamente o alinhamento do retropé. Seria intuitivo que os pacientes com um pé cavo que normalmente tem o arco plantar alto construído ao interno do plantar. Na verdade, arco plantar alto não é recomendado porque tende a levar o pé em rotação interna (supinação), agravando a carga sobre as estruturas externas, como os tendões dos músculos peroneais.
  • Usar compressas de gelo sobre a área afetada a cada 10-20 minutos para se livrar dos sintomas agudos.

 

 fisioterapia, exercícios de reabilitação, fortalecimento do tornozelo, tendão, do, alongamento, postura, academia.

Kinesio taping para a tendinite fíbular

Kinesio Taping para entorse de tornozelo, inchaço do pé e tornozelo:
Ação: drenagem.
Forma: duas tiras.
Comprimento: 25 cm. Aplicar as tiras para formar um duplo leque cruzado.
Colocar em alongamento o tornozelo, posicionar e aplicar sem tensão.

 

O tratamento cirúrgico para a tendinite do tornozelo

Em pacientes com grave lesão dos tendões fibulares ou com uma proeminência óssea que irrita o tendão, a cirurgia pode ser útil.
Os agentes irritantes incluem um tubérculo peroneal ou um esporão ósseo na parte de trás da fíbula.
A cirurgia que pode ser executada é o desbridamento dos tendões com a sinovectomia para reparar qualquer rasgamento significativo dos tendões.

Pode ocorrer uma ruptura dos tendões fibulares.
Se a ruptura é inferior a 50 % do tendão, a parte rasgada do tendão é removida. Se é superior a 50%, o tendão é limpado e o tendão envolvido é suturado com outros tendões.

 


Recuperação para a tendinite do tornozelo

Os pacientes geralmente se recuperam completamente. No entanto, isso pode levar um longo tempo. Não precisa ter pressa para dar tempo ao tendão de se recuperar totalmente antes de voltar à atividade.
Se precisa realizar a cirurgia, é necessário um período de reposo total.
Normalmente, os pacientes não podem apoiar o peso no pé por cerca de 6 semanas.

Assim que o cirurgião recomenda a fisioterapia e reabilitação, precisa começar a realizar os exercícios para a recuperação do movimento, força e equilíbrio.

 

Resultado

O resultado final é geralmente bom. No entanto, as vezes a cura é muito difícil e serve mais tempo para as pessoas que têm que retornar às suas atividades.
Se você desenvolve uma lesão crônica, ele cria um espessamento no tendão e o prognóstico não é bom.

 

Complicações da tendinite do tornozelo

Se a pessoa não recorre a um fisioterapeuta, uma tendinite pode se tornar crônica e aumenta o risco de ruptura do tendão. Além disso, a fraqueza dos tendões pode levar a uma entorse do tornozelo.
No caso da cirurgia, se podem desenvolver infecções.
O nervo sural desce no lado externo da perna e fornece a sensibilidade ao pé.
Se esse nervo é esticado ou rasgado pode causar sintomas graves, como perda de sensibilidade ou paralisia muscular no pé.
Uma instabilidade do tornozelo pode originar numerosas entorses que podem danificar a cartilagem no tornozelo e os tendões peroneal.