Manchas e bolhas no pênis

O que provoca as bolhas no pênis, os pontinhos e as manchas?

Algumas pequenas manchas não são sempre um sinal de uma doença sexualmente transmissível.

ÍNDICE

Existem outras causas de manchas, pontos ou bolhas brancas na glande (ponta do pênis), mas uma pessoa sexualmente ativa deve realizar os exames para as infecções, mesmo depois de relações sexuais do tipo oral.

Manchas e bolhas no pênis
Manchas e bolhas no pênis

É possível ter uma doença sexualmente transmissível mesmo se o parceiro ainda não notou marcas na pele e for assintomático.
Em alguns casos, as manchas e as bolhas são vistas somente quando o pênis está ereto e o prepúcio está retraído.


Manchas no pênis sem uma doença sexualmente transmissível

As seguintes doenças não estão relacionadas com as relações sexuais, mas podem causar pequenas bolhas brancas no pênis:

  • A acne afeta principalmente o rosto, peito e ombros, mas às vezes pode surgir em outras áreas do corpo, incluindo os órgãos genitais.
  • A coceira no pênis e na glande é causada por uma infecção por fungos e também pode causar bolhas brancas ou claras na pele do pênis.
    Acredita-se que essas manchas sejam causadas pela transpiração da pele do pênis, dado que o fungo prospera em áreas úmidas como a virilha, mas em casos graves pode se espalhar também para os órgãos genitais. As pessoas que sofrem de outras infecções fúngicas (tais como o pé de atleta) são mais propensas a ter coceira no pênis.
    Embora não seja uma doença sexualmente transmissível, esta infecção pode infectar outras pessoas em caso de contato com a área da pele afetada; portanto, é necessário considerar a abstenção da atividade sexual.
  • As pápulas peroladas do pênis são pequenas bolhas não infecciosas e inofensivas, embora sejam parecidas com verrugas genitais.
    Geralmente são encontradas em torno da coroa da glande (na base); não é necessário um tratamento, mas alguns homens preferem fazer um tratamento a laser.

  • Em caso de trauma, é possível desenvolver equimoses (ou pequenos hematomas) no pênis que têm uma cor escura (preta ou azul).
  • Sobre a pele do pênis pode se desenvolver uma mancha marrom; muitas vezes trata-se de um nevo.


Manchas e bolhas no pênis causadas por uma doença sexualmente transmissível

Existem três doenças sexualmente transmissíveis que podem causar manchas ou bolhas brancas na pele do pênis.

Herpes genital
Para identificar uma pápula (bolha) causada por herpes genital na pele do pênis existem várias pistas a serem consideradas.
A lesão da pele parece uma borbulha pequena que se torna uma crosta.
São necessárias até quatro semanas para curar completamente.

Geralmente, as bolhas são vistas em duas semanas após a transmissão e podem ser dolorosas, mas às vezes não causam dor.
Além dessas lesões da pele, também podem se desenvolver sintomas semelhantes à gripe, como febre, gânglios linfáticos inchados na virilha, dor de cabeça e dor ao urinar.

Embora geralmente as verrugas genitais tenham a cor da pele, podem aparecer mais claras e, assim, podem causar manchas brancas na glande e no prepúcio.
São causadas pelo papilomavírus humano e são transmitidas durante a relação sexual com um parceiro infectado.
Infelizmente, o vírus pode permanecer no corpo por mais de um ano antes de provocar as verrugas, sendo assim difícil lembrar o momento da infecção.

O molusco contagioso é uma infecção viral que pode ser transmitida durante a relação sexual; é possível ficar doente mesmo através do contato não sexual.
As bolhas no pênis causadas por esta infecção são redondas e brilhantes como cera e muitas vezes têm uma pequena depressão no centro.
As pápulas causadas pelo molusco contagioso formam-se em cerca de dois ou três meses e podem causar coceira na glande ou dor ao toque.
O molusco contagioso pode ser transmitido para outras pessoas durante a relação sexual.


Quais são as causas de manchas brancas no pênis ou dos pontinhos?

Os grânulos de Fordyce são pequenas manchas, em relevo, amareladas ou brancas com um diâmetro entre 1 e 3 mm.
Podem ser observados no corpo do pênis.
Os pontos de Fordyce são frequentes em homens de todas as idades e não representam uma doença.

Os cistos sebáceos são pequenas manchas que podem se formar no corpo do pênis.
São causados pelo folículo piloso que se encontra na superfície da pele.
Os cistos sebáceos são normais e inofensivos.

As pápulas peroladas do pênis (“Hirsuties papillaris genitalis”) são pequenas (cerca de 1-3 mm) e formam-se na circunferência da coroa da glande.
Elas crescem em geral em homens com idades entre 20 e 40 anos e cerca de 10 por cento de todos os homens são afetados.
Podem ser confundidas com verrugas, mas não são infecciosas e não precisam de tratamento.

Psoríase: geralmente afeta outras partes do corpo, especialmente os joelhos, cotovelos e couro cabeludo, mas ocasionalmente aparece no pênis, normalmente na superfície da glande ou na parte interna do prepúcio.
A psoríase consiste em pápulas espessas e de cor avermelhada que possuem um limite bem definido.
Normalmente a superfície é escamosa ou rachada. Raramente provoca irritação.
Existem vários tratamentos eficazes disponíveis, tais como cremes com cortisona e calcipotriol (Daivonex).


Placas no pênis

Geralmente, as placas no pênis não são causadas por uma razão séria, mas algumas são infecciosas.

Balanite e balanopostite: a balanite é uma doença inflamatória da glande.
A postite é uma doença inflamatória do prepúcio.
Entre os sintomas estão irritação local, queimação e uma erupção cutânea vermelha.
Entre as causas estão as bactérias e leveduras, como cândida.
É mais comum em homens mais velhos, naqueles com diabetes ou após um ciclo de antibióticos que alteram a flora intestinal.
Podem ser tratadas com cremes antibióticos, mas se a causa for um fungo, o médico pode prescrever uma pomada à base de diflucortolona e isoconazol (Gyno-Icaden).
No caso de balanite, o pênis tem secreções brancas que emitem mau cheiro.

Eritroplasia de Queyrat: esta doença rara provoca a formação de uma placa vermelha brilhante, bem delimitada com uma superfície aveludada.
É geralmente indolor e não causa coceira.
É uma manifestação inicial de câncer peniano.
Um diagnóstico e tratamento rápidos são essenciais.
Não é contagiosa.

Balanite plasmocitária de Zoon: a balanite plasmocitária de Zoon provoca uma mancha discrômica vermelha e brilhante na superfície do prepúcio interno.
É geralmente indolor, mas pode causar coceira.
A causa é desconhecida.
O médico pode prescrever uma pomada que contém cortisona.
Muitos pacientes têm recidivas.
A circuncisão é curativa, mas não essencial.
É uma doença inofensiva e não é contagiosa.

Líquen escleroso e balanite xerótica obliterante: o líquen escleroso é caracterizado por placas brancas na glande, no prepúcio ou no corpo do pênis.
Geralmente não causa sintomas, mas em alguns casos provoca ardência e irritação.
A balanite xerótica obliterante é uma forma grave de líquen escleroso que afeta o prepúcio de homens não circuncidados.
A abertura ou a borda do prepúcio é estacionária e vê-se uma cicatriz branca.
Isso pode interferir com o fluxo de urina ou com as relações sexuais.
As duas condições podem causar câncer no pênis e pode ser necessária a circuncisão.
Não são contagiosas.

Raramente, a eritroplasia de Queyrat, líquen escleroso (ou escleroatrófico) e balanite xerótica obliterante podem causar o desenvolvimento do câncer peniano.

Sintomas de líquen escleroso:

  • Dor no pênis,
  • Bolhas hemorrágicas,
  • A coceira não é normal em homens,
  • Dispareunia, ereções dolorosas devido a fimose,
  • Se houver uma fibrose no meato uretral, o fluxo de urina é reduzido.

Sinais:

  • Manchas brancas na glande ou no prepúcio.
  • Bolhas hemorrágicas ou púrpura.
  • Raramente, bolhas ou úlceras.
  • Uma cicatriz pode causar fimose, degeneração do prepúcio, estreitamento ou espessamento do meato urinário.

Pode ser assintomático.

Tratamento
O líquen escleroso pode ser tratado por um clínico geral, dermatologista ou ginecologista, dependendo das habilidades e protocolos.
O especialista pode ser necessário para confirmar o diagnóstico.

Prognóstico e tratamento do líquen escleroso
Um ciclo de corticoides pode evitar a circuncisão.
A maioria dos homens sara com o tratamento tópico com pomadas de corticoides (50-60%) ou após a circuncisão (mais de 80 por cento).
No entanto, em alguns casos, ocorre uma recorrência.

Eczema: geralmente afeta outras partes do corpo, mas também pode ser observado no pênis.
Em tais casos, pode ser uma reação da pele a uma substância irritante, como uma ‘dermatite‘.
O eczema é caracterizado por manchas vermelhas difusas com uma borda mal definida e com uma superfície rachada.
Não é contagioso.


homem,músculos, músculos abdominaisDiagnóstico de manchas no pênis e bolhas

O médico observa a mancha (ou bolha) e controla o histórico médico do paciente; muitas vezes isso é suficiente para o diagnóstico.
Para confirmar as bolhas do herpes no pênis, é necessário um tampão da bolha.
Este exame é usado para coletar uma amostra de micróbios e vírus para ser analisada.
Em caso de reincidência, também é necessário um exame de sangue.
Também para outras lesões (molusco contagioso ou verruga) é necessário analisar uma amostra de células no laboratório.


Tratamento para as manchas brancas no pênis

Para as pequenas bolhas no pênis que não são causadas por herpes ou outra doença sexualmente transmissível, o tratamento pode ser desnecessário.
No entanto, para a coceira é aconselhável aplicar um creme antifúngico vendido em farmácia, dado que uma infecção fúngica muitas vezes passa sozinha.

Para as doenças venéreas, o exame permite o diagnóstico, sendo assim possível gerenciar os sintomas e proteger os parceiros da infecção.
Não existe nenhum tratamento para o vírus da herpes, mas os medicamentos antivirais reduzem os sintomas e o tratamento antiviral a longo prazo pode reduzir o risco de recorrência e a transmissão do vírus para os parceiros.


Remédios naturais para bolhas no pênis

É possível fazer banhos com sal de Epsom para secar as feridas no exterior.
É necessário manter a área seca.
É importante usar cuecas de algodão.
Para fortalecer o sistema imunológico, é melhor uma alimentação saudável com muitos líquidos e o equilíbrio entre exercícios físicos e repouso.

Embora às vezes as verrugas possam desaparecer sem tratamento, se causarem desconforto é possível a remoção.
Entre as opções existe o congelamento com nitrogênio líquido ou outros tratamentos.
Enquanto existirem as verrugas, é necessário usar um preservativo durante a relação sexual para evitar o contágio.

No caso de molusco contagioso, a cura é espontânea em cerca de 7-8 meses.
Alternativamente, o médico pode prescrever cremes antivirais ou a remoção das bolhas.