Coceira na vagina


A coceira na vagina e um distúrbio que afeta varias mulheres.

INDICE

 

Muitas mulheres têm sintomas como coceira, queimação e secreções nas áreas íntimas, a maioria acha que a causa é um fungo.

Na ausência de infecções graves, é muito provável que exista uma irritação íntima, ou seja uma reacção na pele na parte mais sensível.
A coceira na virilha e na área genital pode ser causada por uma bactéria, mas muitas vezes a causa é uma infecção fúngica.

 

A gravidez é caracterizada por um desequilíbrio hormonal. Isto pode causar mudanças bruscas de humor.
Os hormônios também podem causar um desequilíbrio entre boas e bactérias nocivas na vagina.
Isso pode resultar em sintomas como coceira, corrimento com mau cheiro ou dor durante a relação sexual.
Esta situação é muitas vezes diagnosticada pelos médicos como um fungo.
Outra possível causa da coceira íntima durante a gravidez é a retenção de água que atrasa a circulação sanguínea.

 

Coceira íntima em crianças
Nas meninas, a coceira íntima pode ser causada pelo atrito com a fralda ou o contato com a urina.

Coceira íntima em idosos
Os adultos mais velhos podem ter este sintoma porque eles têm menos lubrificação vaginal, devido à redução de estrogênio.
A secura vaginal pode causar coceira íntima.

Coceira íntima no homem
No entanto, os homens podem sentir coceira nos órgãos genitais, mas é muito mais raro do que as fêmeas.
A causa pode ser uma infecção (candidíase ou herpes genital) um fungo, alergia, atrito ou depilação.

Causas de coceira íntima nas mulheres

                                                                      Infecções

Fungo
É uma infecção causada pelo aumento da quantidade de um fungo denominado Candida que altera o equilíbrio natural de hormónios e das bactérias no interior da vagina.
Sintomas: Principalmente irritação ou coceira, pioram uma semana antes da menstruação.
Entre os sintomas também existem a ardência ao urinar.
Você pode ver corrimento branco tipo leite calhado, com ou sem mau cheiro;

Herpes Genital
É uma doença sexualmente transmissível.
Ela é causada por um vírus chamado Herpes Simples.
Os sintomas são: pequenas bolhas na área afetada que se tornam úlceras entre o 5º e o 14º dia.

Tricomoníase
A tricomoníase é uma infecção transmitida por um parasita por contato sexual.
Sintomas:

  • Coceira na parte interna da coxa,
  • Dor ou desconforto durante as relações sexuais,
  • Secreções fina amarelo-esverdeada e espumosa,
  • Coceira vulvar,
  • Inchaço dos “lábios” ou grandes lábios,
  • Mau cheiro vaginal.

Tinea Cruris
Também chamada de micose na virilha, é uma infecção fúngica.
intomas:

 

Escabiose
A escabiose (ou sarna) é uma doença de pele causada por ácaros minúsculos.
Sintomas: secreções branca com odor de peixe, leve irritação.

Vaginose bacteriana
Leve infecção causada por um desequilíbrio entre boas e más bactérias na vagina.
Sintomas: Corrimento vaginal branco, amarelo ou acinzentado com odor de peixe.
Alguns podem não causar sintomas.

                                                                 Doenças da pele
Psoríase
Uma doença frequente que provoca coceira intensa, especialmente na área genital e pode chegar a virilha e ânus.
Sinais da psoríase : Pele avermelhada e descamativa.

Eczema ou dermatite atópica
Uma doença crônica, caracterizada por inflamação e prurido da pele.
Sintomas do eczema: coceira persistente que podeser muito forte.

Líquen escleroso
Outra doença crônica da pele, caracterizada de coceira na vulva e conseqüentes alterações da pele dos órgãos genitais.

Líquen plano
O líquen plano é outra doença de pele que pode levar ao câncer vulvar. Esta doença pode afetar outras partes do corpo e especialmente a boca e as mãos.
Desconforto durante a relação sexual acompanhada de sangramento e dor.

Líquen Simplex
Semelhante ao líquen escleroso, o simplex é uma doença crônica que causa arranhões, coceira e espessamento da pele

Alergias
As alergias e intolerâncias alimentares podem causar vermelhidão e coceira. A área vulvar parece ser muito sensível a produtos químicos, provavelmente porque a vulva é molhada e quente.
Estas condições favorecem a absorção de produtos químicos a partir da pele.
É possível desenvolver uma alergia a quase toda a substância química que entra em contacto com a vulva, por exemplo:

  • Creme para a pele,
  • Sabonete perfumado, sabonete líquido, xampus,
  • Desinfetantes,
  • Sabão em pó e amaciante para lavar roupa,
  • Absorvente auto- adesivo,
  • Desodorante (incluindo aquele íntimo).
  • A lavagem excessiva pode irritar a área da vulva. Não há necessidade de enxaguar área íntima várias vezes ao dia, uma vez é suficiente.
  • Depilação com lâmina de barbear, barbeado, cremes ou depilação com cera, muitas vezes irritar a pele, causando inchaço,
  • Vermelhidão e em alguns casos uma coceira vaginal externa irritante.
  • A pílula anticoncepcional pode causar coceira íntima porque muda os níveis hormonais das mulheres e pode causar secura vaginal.
  • Se forma uma lesão de pele devido a alergia você pode ver traços de sangue sobre a roupa de cama.
Alergia
No caso de coceira após o ciclo, a causa pode ser uma reação alérgica ao absorvente.
Depilação
Quando as jovens se depilam, a pele se irrita e aparecem espinhas que coçam.

Câncer
A neoplasia intraepitelial vulvar é uma doença que geralmente afeta mulheres mais velhas e provoca coceira em uma pequena área. Ocorre porque a pele nessa área é alterada.
Existe o risco de que a neoplasia intraepitelial da vulva torna-se um cancro do revestimento da vulva, por isso é importante consultar o seu médico. Cancro da vulva é muito raro e geralmente afeta as mulheres mais velhas; a coceira pode ser o primeiro sinal, mas pode haver uma protuberância ou uma ferida.

 Coceira na região íntima masculina, no glande
A coceira o pênis é uma sensação irritante que causa uma persistente necessidade de coçar. Pode ser acompanhada pelo aparecimento de manchas vermelhas na área íntima masculina, descoloração ou nódulos sobre os órgãos genitais e área testicular.
Entre os sintomas relacionados ao prurido podem ocorrer ardência, dor, vermelhidão, inchaço, crostas, bolhas e tecido cicatricial.
As infecções sexualmente transmissíveis são a principal causa de coceira íntima nos homens após a relação sexual.
Entre as causas estão infecções fúngicas, sarna, piolhos, roupas apertadas, reação alérgica, atrito da pele, infecções bacterianas e outras doenças similares às que causam coceira vaginal.
Se a coceira acontece de vez em quando, pode ser devido a falta de higiene

Os alimentos que causam problemas de pele

Dolce,dieta,coceira,íntimo,ruim,pioramUma dieta rica em açúcares e hidratos de carbono refinados alimenta os fungos no intestino.
Para resolver este problema, é melhor uma alimentação saudável e evitar cerveja, vinho e queijo.
Evitar carnes frias, alimentos picantes, como pimenta picante porque pode favorecer a inflamação das membranas mucosas.

Quanto tempo leva para curar a coceira íntima ?

O problema não desaparece em uma noite e você precisa continuar com os comprimidos de prebióticos e probióticos por pelo menos 6 meses, continuar mesmo depois dos 6 meses se os problemas continuam.
Infecções secundárias devem ser diagnosticados por um médico.
O fungo Trichophyton rubrum e Candida albicans afetam a camada superior da pele. No entanto, se tem uma ferida, é possivél que se desenvolva uma infecção bacteriana.
Neste caso, você tem que ir imediatamente ao médico que irá prescrever a medicação apropriada.


Tratamento para coceira íntima

Medicamentos

Creme de corticosteróide
Um creme tópica a base de corticosteróides pode aliviar a coceira.
O seu médico poderá aconselhá-lo de aplicar o creme diretamente sobre as áreas afetadas.
Será preciso cobrir essas áreas com algodão úmido embebido em água ou outras soluções. A humidade da pele ajuda a absorver o creme.

Anti-histamínicos
Estes medicamentos incluem anti-histamínicos orais para as alergias que podem causar prurido e inflamação da pele.

Antibióticos e antifúngicos
O antibiótico é indicado apenas em caso de infecção bacteriana, em outros casos é contra-indicado porque elimina todas as bactérias que normalmente habitam na vagina.
O Quadriderm é um dos mais utilizados, contém um antibiótico (gentamicina) e cortisona (Betametasona).
O metronidazol é o mais prescrito para a vaginose bacteriana.

Os antifúngicos são úteis para a coceira provocada por um fungo.
O mais prescrito é o clotrimazol (Canesten ®) que se encontra em forma de pó, creme de uso tópico ou spray.

Vagisil creme
Para a coceira íntima e perianal você pode espalhar o produto que contém lidocaína e Clorotimolo.
Não pode ser aplicado em meninas, em mulheres grávidas ou que estão amamentando.

O que fazer se a coceira não passa? Remédios naturais para a coceira na vulva

Primeiro, é melhor consultar o seu médico ou ginecologista para fazer um tratamento correto contra a coceira na vulva.
O auto-tratamento as vezes pode agravar a situação.
No entanto, existem medidas que podem ser tomadas para aliviar ou diminuir a coceira na vulva.
Evitar a lavagem frequente da vulva. Lavar delicadamente a vulva uma vez por dia.
Porque a coceira na vulva é causada por alergias, irritação ou infecção, evite o uso de produtos de banho e roupa que podem conter produtos químicos nocivos.
Por exemplo, é melhor evitar detergentes perfumados, shampoos, sabonetes, anti-sépticos ou produtos especiais para lavagem feminino.
Ao tomar um banho, certifique-se de que o shampoo não entra na vulva, seria melhor se o cabelo fosse lavado separadamente para evitar o contato do shampoo com a vulva.
Evitar o contato com preservativos ou lubrificantes espermicidas. Interrompa o uso de cremes para a pele, cremes anti-fúngicas, especialmente se você não ver uma melhora após uma semana de aplicação.
Evitar o contato com água clorada, por exemplo, na piscina.
Espere até que a vagina esteja completamente seca antes de colocar roupas íntimas.
Evite calcinhas feitas de material sintético, é aconselhável usar calcinhas de algodão e alterá-las muitas vezes, especialmente depois de suar.
Evitar usar absorventes perfumados ou forros para calcinha. Evite o uso de papel higiênico colorido.
A remoção de pêlos pubianos não é permitido.
Usar calcinhas de algodão e evitar calças e leggings apertadas. Isto permite que o ar circule na área da vulva.
É possível utilizar emolientes para reduzir a coceira.É particularmente útil se você resfriar na geladeira antes da aplicação.
Evitar de coçar as partes da coceira porque se você arranha a área, a coceira piora.
Se a coceira é inevitável, especialmente durante o sono, tente manter as unhas muito curtas. Da mesma forma, usar luvas de algodão pode ajudar a proteger a pele de mais irritação ou infecção.
Se você não consegue dormir por causa da coceira à noite, você pode tomar um anti-histamínico antes de se deitar.

Remédios para coceira vaginal, provados e testados

Aqui está a lista de remédios para coceira vaginal que estão prontamente disponíveis em casa.
Os seguintes remédios naturais foram recolhidos a partir da experiência de pessoas reais.

 

Da geladeira

Blocos de gelo
Uma compressa fria ou aplicação do bloco de gelo são remédios para coceira genital ou queimação.
O gelo adormece as terminações nervosas e assim alivia o desconforto.
Você tem que colocar a compressa sobre a área íntima e mantê-la cerca de 20 minutos para o alívio imediato.
Beber um copo de leite ou iogurte sem fruta todos os dias para manter a boa saúde vaginal.
Ambos estes produtos lácteos são boas soluções para a coceira vaginal externa.
Para proporcionar alívio imediato a coceira genital é aplicada diretamente na área vaginal e enxaguada com água fria após 15 minutos.
Você pode inserir um tampão na vagina depois de molhar com iogurte para acalmar a irritação.
Espere cerca de 15 minutos antes de retirar o tampão e lavar a vulva com água fria.

Da cozinha

Alho
O alho é uma poderosa erva antifúngica. Comer alho por 3-4 dias muitas vezes ajuda a reduzir a coceira vaginal.

Banho de sal
Dissolver 1/2 xícara de sal em uma banheira rasa de água. Enquanto você está sentado na banheira, inserir um dedo na vagina para deixar entrar a água salgada. Retirar o dedo e relaxar por 10-15 minutos.
Faça este banho salgado continuamente por 2 ou 3 noites deve aliviar a coceira vaginal e irritação.

Pó de licorice
Criar um produto para a lavagem acrescetando 1 colher de chá de pó de alcaçuz a meio litro de água. Deixar o pó em água durante 20 minutos. Esfriar e usar como uma lavagem.

Solução à base de plantas – Kacip Fatimah
Kacip Fatimah é uma planta bem conhecida nas culturas orientais por suas propriedades anti-sépticas e adstringentes naturais (ou seja, que reduz ou bloqueia a secreção ou sangramento).
É misturado com manjakani e se forma um produto feminino para lavar sem sabão que ajuda a evitar a coceira e as secreções vaginais.

Um excelente remédio é o óleo do árvore do chá (tea tree), apenas algumas gotas diluídas em uma bacia de água.
Efetuar a lavagem de manhã e de noite por almenos uma semana.