Dor nos nervos dos pés

Existem várias doenças  que causam dor nos nervos pé, por exemplo: o neuroma de Morton, síndrome do túnel do tarso, neuropatia diabética, etc.

INDICE

Uma pessoa média faz 5000-7000 passos por dia, por isso não se surpreenda se a dor do pé é um dos sintomas mais freqüentes.
Dado que os pés estão sujeitos a muito stress, é possível que os tendões, articulações e ligamentos causem dor.
Raramente, os nervos são a causa de dor no pé.
A origem do problema pode ser a irritação direta de um nervo ou uma doença que provoca danos nos nervos.
Quando os nervos estão irritados ou danificados, você sente uma forte dor ou sensação de queimação.
A dor começa espontaneamente, também em repouso.
A área atravessada pelo nervo irritado pode ser muito sensível ao toque.

 

Doenças nervosas que causam a dor do pé


1. Neuroma de Morton: o neuroma de Morton é um espessamento benigno do nervo que corre entre o terceiro e quarto dedo.neuroma,de,morton

Os sintomas são ardor ou dor aguda entre o terceiro e o quarto dedo do pé que piora ao caminhar, especialmente caminhando na ponta dos pés.
Você sente desconforto continuamente durante 24 horas por dia.
Outro sintoma comum é uma sensação de compressão sob os dedos dos pés, como se uma meia estava enrolada debaixo ou se foi uma pedra no sapato.
O neuroma de Morton ocorre mais freqüentemente em mulheres, provavelmente por causa de sapatos apertados ou saltos altos.
A ressonância magnética (RM) é o exame mais indicado para o neuroma de Morton porque ele pode mostrar a localização e o tamanho exato.
Para o diagnóstico diferencial, o médico deve descartar a metatarsalgia.
O tratamento consiste em:

A terapia física com ondas de choque, a T.E.C.R. terapia ou o tratamento com laser não são indicados para esta patologia porque não podem reduzir o tamanho da lesão.
Se todas estes remedios não são suficientes, o cirurgião ortopédico pode recomendar a cirurgia para remover o neuroma de Morton, que é realizado em ortopedia com uma anestésia local.

No que diz respeito à pós-cirurgia, se pode retomar a caminhada no mesmo dia da cirurgia com um sapato especial, resta apenas uma cicatriz de cerca de 1 cm entre os dedos, por cima das cabeças dos metatarsos.
Hoje em dia existem técnicas endoscópicas, que permitem que você retire o neuroma com dois pequenos furos no local da incisão.
A convalescença é de dois ou três dias, no máximo, a carga sobre o pé é permitido quando termina o efeito da anestesia.

2. A irritação do nervo, também conhecida como a compressão do nervo pode ocorrer em diferentes regiões do pé.

Muitas vezes, a compressão do nervo é causada por um estiramento, a pressão de um edema (inchaço), pela compressão de um sapato apertado ou uma contusão.
Para identificar o nervo irritado deve olhar para a anatomia do pé, em especial do nervo tibial, o sural e o plantar.
A compressão do nervo pode causar queimação, pontadas ou perda de sensibilidade na parte superior do pé.
Danos ao nervo na parte superior do pé podem ser causados por um excesso de pressão sobre o nervo através da utilização de um sapato apertado.



anatomia,perna,nervos,e,artérias
Outro tipo comum de compressão do nervo é a síndrome do túnel do tarso.
Este síndrome conisiste na compressão do nervo tibial posterior quando sai de dentro do tornozelo atrás do maléolo medial e passa através de um canal conhecido como o túnel do tarso.
Os sintomas da síndrome do túnel do tarso são: queimação, formigamento ou dor latejante que pode irradiar para o peito do pé e do calcanhar para a bola do pé.síndromes de compressão
Você também pode sentir dormência e cãibras no pé que se intensificam à noite em repouso ou durante o sono.
O tratamento da síndrome do túnel do tarso começa com a identificação e eliminação da origem da doença, existem várias causas possíveis, de um problema como o pé plano ao inchaço do tornozelo.túnel,do,tarso,nervo,tibial

O tratamento para a síndrome do túnel do tarso e outras  do nervo incluem injeções de cortisona e medicamentos antiinflamatórios não-esteróides.
Outros tratamentos possíveis são: o enchimento do sapato em áreas onde o pé é comprimido (muitas vezes na parte superior do sapato) ou palmilhas ortopédicas para corrigir as anomalias da estrutura do pé que provoca a irritação do nervo. Se as medidas conservadoras falham, a cirurgia pode ser necessária para liberar o nervo.

 


3. Neuropatia diabética periférica : hiperglicemia crónica causada por diabetes pode causar neuropatia periférica, que é o dano aos nervos do corpo excepto no cérebro e medula espinhal.
Geralmente a neuropatia diabética afeta os membros inferiores e em particular o tornozelo e o pé.
Estima-se que um diabético entre quatro sente uma dor da neuropatia com o tempo.
Como outros tipos de dano do nervo, os sintomas da neuropatia diabética são queimação, pontadas e dor até os pés.
Acontece muitas vezes durante a noite enquanto você está dormindo. A dor neuropática pode ir e vir e pode ser acompanhada por uma perda gradual da sensibilidade nos pés, que começa com os dedos e avança em direção ao peito do pé.
Os tratamentos para neuropatia diabética incluem controle de açúcar no sangue, medicamentos como antidepressivos ou aqueles para epilepsia, suplementos de vitamina B ou ácido alfa-lipóico.


4. Outras causas de neuropatia dolorosa.
Há outras doenças que podem causar danos aos nervos e sintomas neurológicos.
Alguns exemplos são os seguintes:

 

Hérnia,compressão de disco,nervo,lombar,dor,formigamento,queimação
Hérnia de disco que comprime um nervo
Alexmit / bigstockphoto.com
  • Hérnia de disco na coluna lombar que comprime o nervo ciático.
  • Neuropatia do poplíteo, é um ramo terminal do nervo ciático que se origina a partir do joelho.Quem sofrem desta doença tem dor intensa a partir do exterior do joelho até aos últimos dedos. Se o poplíteo é comprimido pode causar paralisia aos músculos anterior-externo da perna e a pessoa afetada não pode realizar a rotação externa do tornozelo ou levantar a ponta do pé.
  • Trauma físico pode ser o resultado de uma cirurgia, um acidente de carro ou uma contusão
  • Alguns medicamentos anticancerígenos, antibióticos ou antivirais
  • Síndrome da dor regional complexa, também conhecido como: distrofia simpático-reflexa (DSR) ou atrofia de Sudeck, é uma doença que afeta os membros, ocorre após um trauma e provoca dor crônica.
  • Os tumores que comprimem o nervo
  • Doença renal ou hepática
  • Deficiências vitamínicas
  • As doenças infecciosas, tais como complicações da doença de Lyme
  • As infecções virais

Leia também: Causas da dor no péTratamento de dores nos pés