Boca seca

A boca seca é a sensação de que não há saliva suficiente na boca.

Todos podem ter uma boca seca de vez em quando, se estiverem:

  • Nervosos,
  • Com raiva,
  • Sob estresse.
ÍNDICE

Uma boca seca todos os dias ou na maior parte do tempo pode ser irritante e pode causar:

  • Sintomas,
  • Doenças.

Também pode ser um sintoma de certas doenças.
O termo médico para a boca seca é a xerostomia.

Biologia da saliva
A saliva é produzida pelas glândulas salivares.
Estas glândulas secretam um líquido na boca que contém:

  • Água,
  • Eletrólitos,
  • Muco,
  • Enzimas.

Funções da saliva
A saliva desempenha muitos papéis:

1. Lubrificante e aglutinante: o muco da saliva amalgama (ou mistura) os alimentos mastigados de forma eficaz, criando um bolo viscoso que flui facilmente através do esôfago, sem causar danos à mucosa. (Dechaume M, Goguel S, Poullain P. Human saliva: Physical properties; chemical composition; cytology; bacteriology; serological properties; role. Revue Stomatol)

2. Impregna com água e torna solúvel os alimentos secos: para apreciar o alimento, as moléculas contidas nele devem se tornar solúveis.

3. Higiene bucal: a cavidade oral é constantemente enxaguada pela saliva, que:

  • Remove os resíduos de alimentos,
  • Mantém a boca relativamente limpa.

O fluxo de saliva diminui consideravelmente durante o sono e permite que as bactérias se acumulem na boca.
A consequência é o mau hálito pela manhã.
A saliva também contém a lisozima, uma enzima que quebra muitas bactérias e previne as infecções. (Dewar MR. The saliva: A short review, with special reference to dental caries. Med J Aust).

A saliva ajuda a prevenir cáries:

  • Limitando o crescimento bacteriano,
  • Removendo as partículas de alimento.

4. Início da digestão do amido: a amilase salivar (ou ptialina) é uma enzima que inicia a digestão do amido e converte-o em maltose. (Neilson CH, Terry OP. “The adaptation of the salivary secretion to diet.” Am J Physiol)

 

Sinais e sintomas de boca seca (xerostomia)

Entre os sinais e sintomas da xerostomia estão:

  • Mau hálito
  • Queilite – inflamação e fissuração dos lábios
  • Lábios rachados
  • Rachaduras e fissuras da mucosa oral (parede interna das bochechas e lábios)
  • Disgeusia – boca amarga ou gosto metálico
  • Infecções fúngicas na boca, tais como a cândida
  • Sensação de paladar alterado
  • O batom tende a sujar os dentes
  • Doenças gengivais mais frequentes
  • Mais placa e cáries
  • Problemas de deglutição e mastigação – especialmente os alimentos muito secos e friáveis, como biscoitos ou cereais.
  • Problemas ao usar prótese – problemas com a manutenção da prótese e formação de feridas
  • Dor de garganta
  • Saliva pegajosa
  • A pele nos cantos da boca pode rasgar ou ser dolorosa.
  • Glossodínia – língua dolorida
  • Grande sede, especialmente à noite
  • Inflamação da língua, úlceras na língua
  • Problemas na língua
  • Infecção das glândulas salivares

Causas da boca seca

A boca seca tem várias causas, incluindo:

Efeito colateral de certos medicamentos
A boca seca é um efeito colateral frequente de muitos medicamentos de prescrição e de venda livre, incluindo medicamentos usados para tratar:

Boca seca pode ser um efeito colateral de relaxantes musculares e sedativos.

 

Efeito colateral de certas doenças e infecções
A boca seca pode ser um efeito colateral de certas doenças como:

O acidente vascular cerebral e a doença de Alzheimer podem causar uma percepção de boca seca, embora as glândulas salivares funcionem normalmente. Roncar respirando com a boca aberta pode favorecer a boca seca.

Tratamento para tumores e câncer
Efeito colateral de certos tratamentos médicos. Danos às glândulas salivares (glândulas que produzem a saliva) podem ser causados pela terapia de radiação para o tratamento da cabeça e do pescoço ou pela quimioterapia para o câncer. Isso reduz a quantidade de saliva produzida.

Envelhecimento
A idade não é um fator de risco para a boca seca por si só.
No entanto, normalmente os idosos tomam medicamentos que podem causar boca seca.
Além disso, as pessoas mais velhas são mais propensas a ter outras doenças que podem causar boca seca.
Na menopausa há uma menor produção de saliva porque diminui o hormônio estrógeno.

Boca seca

Danos aos nervos
Uma lesão ou cirurgia que causam danos nos nervos na área da cabeça e pescoço podem causar xerostomia.

Gravidez
Nos primeiros meses de gravidez, a mulher grávida pode sentir a boca seca, apesar de beber mais do que o habitual.

Cigarros ou fumo de charuto
Fumar ou mascar tabaco pode aumentar a secura na boca.

 

Boca seca pela manhã

Ao despertar é mais fácil ter a boca seca e pastosa porque à noite o corpo produz menos saliva; além disso, dormir com a boca aberta faz a pouca saliva presente secar.

 

Boca seca ao falar ou correr

Atividades como correr ou conversar são feitas com a boca aberta e então é normal ter a boca seca.
Aconselha-se a manter uma garrafa de água ao alcance das mãos ao fazer apresentações, principalmente no palco, porque as situações mais emocionantes podem afetar o fluxo salivar.

 

Diagnóstico de boca seca

Para determinar se a pessoa está sofrendo de boca seca, o médico ou o dentista examinam a boca e verificam o histórico médico.
Às vezes, para identificar a causa são necessários exames de sangue, exames de imagem como ressonância magnética ou cintilografia das glândulas salivares ou outros exames que medem a quantidade de saliva que é produzida (sialometria).
Para a diabetes, é preciso verificar a glicemia no sangue.

 


Tratamento para boca seca

Saliva artificial
O médico pode prescrever um spray ou um gel que atuam como substituto da saliva.
Cada dose dura pouco tempo, sendo por isso necessária uma aplicação frequente.

Estimulantes de saliva
Em alguns casos de boca seca, as glândulas salivares são afetadas apenas em parte e podem ser estimuladas a produzir mais saliva.
Um chiclete sem açúcar pode ajudar a aumentar a produção e o fluxo de saliva.

A pilocarpina é um medicamento que pode estimular as glândulas salivares a produzirem mais saliva. Pode ser prescrita se outras medidas não tiverem ajudado muito.
Geralmente, a pilocarpina funciona bem e rapidamente na maioria das pessoas com boca seca causada por efeitos colaterais de uma medicação.
A pilocarpina não é muito eficaz no tratamento de pessoas cuja boca seca é causada pela terapia de radiação.
A pilocarpina pode causar efeitos colaterais em algumas pessoas, tais como:

Os efeitos colaterais tornam-se menos irritantes com o passar do tempo, quando o corpo da pessoa se acostuma com a medicação.
Assim, um médico pode recomendar uma dose baixa no início, a ser tomada por um tempo até os efeitos colaterais diminuírem.
A dose pode ser aumentada gradualmente com o objetivo de obter o benefício máximo, porém mantendo os efeitos colaterais ao mínimo.

A pilocarpina não deve ser usada normalmente se a pessoa sofrer de:

 


Mudanças de estilo de vida e remédios naturais para a boca seca

Quando a causa do problema não puder ser determinada ou não puder ser resolvida, as dicas a seguir podem ajudar a melhorar os sintomas de boca seca e manter os dentes saudáveis:

  • Mascar chiclete sem açúcar ou chupar balas duas sem açúcar, embora este remédio possa causar outros problemas de saúde porque estes produtos contêm aspartame e outros adoçantes ou aditivos.
  • Comer alimentos que estimulam a salivação. Os mais adequados são as frutas cítricas: limão, laranja e toranja.
  • Se não houver contraindicações, o jejum pode ajudar a resolver as doenças que causam boca seca.
  • Limitar a ingestão de cafeína. A cafeína pode tornar a boca seca.
  • Evitar balas e alimentos açucarados ou ácidos porque aumentam o risco de cárie dentária.
  • Não utilizar um enxaguatório bucal que contém álcool porque o álcool pode causar aumento da secura.
  • Parar de fumar ou mascar tabaco.
  • Beber água ou chupar gelo durante o dia para umedecer a boca ou beber água nas refeições para ajudar a mastigação e deglutição.
  • Tentar substitutos de saliva de venda livre. Existem produtos contendo carboximetilcelulose ou hidroxietilcelulose, como enxaguatório bucal Biotene.
  • Evitar usar descongestionantes e anti-histamínicos de venda livre porque eles podem agravar os sintomas.
  • Respirar pelo nariz, não com a boca.
  • Aumentar umidade do ar durante a noite com um umidificador de ar para quartos.

Leia também