Dor de ouvido no avião ou num mergulho no mar

A dor de ouvido durante um voo de avião ou em caso de mergulho no mar é um sintoma causado pela diferença de pressão entre as estruturas dentro da orelha e o ambiente externo.

ÍNDICE


É importante conhecer o motivo e o que fazer para evitar danos no aparelho auditivo.

Desenvolvimento da dor de ouvido em avião ou durante um mergulho (fisiopatologia)

O ouvido médio é uma cavidade dentro do osso temporal.
As suas funções são:

  • Amplificação das ondas sonoras,
  • Transmissão dessas vibrações para a orelha interna.
Tímpano ou membrana timpânica

Tímpano ou membrana timpânica

A porção externa é delimitada pelo tímpano ou membrana timpânica, uma estrutura circular com uma depressão central.
O tímpano está conectado com uma cadeia de três pequenos ossos: martelo, bigorna e estribo.
No fim da cadeia, há uma membrana semelhante ao tímpano chamada de janela oval.

O ouvido médio em condições fisiológicas contém ar.
Existe uma conexão entre as estruturas da orofaringe (ou seja, a parte central da faringe) e a orelha média: a tuba auditiva ou Trompa de Eustáquio.

Trompa de Eustáquio é um duto virtual em repouso (fechado), mas que se abre em várias situações, durante:

  • A deglutição,
  • A mastigação,
  • O bocejo.

Quando uma pessoa fecha o nariz e sopra, ocorre a entrada de ar em alta pressão no duto.

Todas essas situações permitem a passagem de ar da cavidade oral para o ouvido médio; portanto, em condições fisiológicas, a pressão do ouvido médio é igual à pressão atmosférica.
Há situações em que se forma um desequilíbrio entre a pressão do ouvido médio e a pressão atmosférica. Por exemplo durante:

  • Um voo de avião,
  • Um mergulho muito rápido.

A consequência é uma sensação de desconforto ou dor no ouvido.
Durante um voo de avião:

  • A pressão atmosférica externa diminui,
  • A pressão interna permanece constante.

 

A pressão interna empurra a membrana timpânica causando um deslocamento da parte central para fora.
As consequências são:

Há uma ativação dos mecanoceptores (receptores sensoriais) e nos casos mais severos dos nociceptores (terminações nervosas que transmitem os sinais da dor) e assim o paciente sente dor ou desconforto.

Por outro lado, quando se desce muito rapidamente, ocorre a situação inversa.

Existem doenças que causam a oclusão da trompa de Eustáquio, por exemplo:

  • Sinusite,
  • Rinite,
  • Faringite.
  • Inflamação do ouvido médio com acumulação de fluido. É uma condição frequente que provoca uma perda de audição parcial e sensação de dor.


Dor de ouvido ao voar de avião

A otite barotraumática é uma doença caracterizada por dor no ouvido ou lesão da membrana timpânica e é causada por um aumento ou diminuição da pressão no ambiente.
Algumas pessoas têm dor de ouvido durante o voo ou quando fazem um mergulho devido à diferença de pressão entre o ouvido médio e o ambiente externo.

As causas podem ser:

  • Mau funcionamento da trompa de Eustáquio; se a trompa de Eustáquio não estiver funcionando corretamente, desenvolve-se uma pressão negativa no ouvido médio que causa dor durante um voo (sobretudo durante a aterrisagem) e durante um mergulho submarino.
  • Infecções do trato respiratório superior e otite média. Nesses casos, a mucosa dos seios nasais e da trompa de Eustáquio incha-se. A consequência é uma redução na circulação do ar e problemas para compensar as mudanças de pressão que causam dor nas orelhas.

Entre os sintomas da otite barotraumática estão:

tímpano perfuradoEntre as complicações está o tímpano perfurado, ou seja, a lesão da membrana timpânica, que se situa entre o ouvido médio e o externo.

Tratamento, prevenção e remédios para a dor de ouvido durante uma viagem de avião
Os sintomas do barotrauma desaparecem quando a pressão no ouvido for igual à pressão atmosférica. O ar entra e sai pelo ouvido médio através da trompa de Eustáquio, portanto é essencial que esta estrutura esteja desobstruída e funcione corretamente.

A seguir fornecemos uma lista de remédios para prevenir a otite barotraumática e seus sintomas.

  • Os pacientes que sofrem de otite média, sinusite, de uma alergia ou de dor de cabeça devem adiar o voo para tratar a doença antes.
  • Se não for possível adiar o seu voo, use um descongestionante em gotas ou sprays nasais que reduzem ou aliviam parcialmente os sintomas: aconselha-se aplicar o descongestionante antes da viagem.
  • Manobra de Valsalva: essa manobra facilita a passagem do ar através do tubo de Eustáquio. É necessário tapar o nariz, fechar a boca e tentar soprar.
  • Respirar com a boca aberta ou bocejar, o movimento da boca pode ajudar a reequilibrar a pressão e reduzir o desconforto nos ouvidos.
  • Mascar um chiclete ao subir no avião até o pouso ajuda a manter a trompa de Eustáquio aberta.
  • deglutição ajuda a manter a trompa de Eustáquio aberta; recomenda-se chupar balas durante o voo.

Leia também