Mau cheiro íntimo

O mau cheiro íntimo pode ter diversas causas e pode ser sentido nos homens, nas mulheres e também nas meninas.

ÍNDICE

 

Cheiro de peixe na área íntima feminina

Talvez o cheiro íntimo descrito mais frequentemente pelas mulheres seja o cheiro de peixe.
O cheiro de peixe é causado por um desequilíbrio do pH vaginal.
Na área vaginal, assim que diminui a quantidade de lactobacilos que produzem peróxido de hidrogênio e ácido lático, crescem:

  • Bactérias,
  • Organismos prejudiciais.

A causa do cheiro de peixe é a presença de aminas (putrescina, cadaverina e tiramina) nas secreções vaginais.

A vaginose bacteriana é a causa mais comum de cheiro de peixe proveniente da vagina.
Pode ser facilmente tratada:

  • Com remédios caseiros,
  • Contatando o médico.

Mau cheiro vaginal e corrimento

Quando o cheiro íntimo é acompanhado por secreções amarelas ou esbranquiçadas, coceira, ardor e irritação da vagina e dos lábios, é muito provável que haja uma infecção.
O cheiro pode variar de pessoa para pessoa e geralmente é mais leve relativamente à irritação causada pelo corrimento.
Se houver perda de sangue, a infecção pode ser transmitida da vagina para os órgãos reprodutivos e é necessário procurar um médico.
Além disso, o mau cheiro íntimo que não passa com cremes antifúngicos e antibacterianos ou com remédios caseiros pode ser causado por uma doença sexualmente transmissível como:

 

Mau cheiro na área genital após a relação sexual

Muitas pessoas têm um problema com o mau cheiro na vagina após a relação sexual.
Isso ocorre se o homem ejacular dentro da mulher.
O pH do esperma junto com as secreções vaginais durante a relação sexual podem criar cheiros fortes.
Algumas mulheres são alérgicas ao esperma do parceiro e isso pode causar dor, inchaço e outros sintomas típicos de alergia.

Uma das razões porque o problema se torna significativo depois da relação sexual é o movimento natural que empurra as bactérias para os órgãos reprodutivos.
Quando ocorre este problema, é necessário pedir ao parceiro que:

  • Ejacule fora,
  • Use preservativos.

No entanto, muitas mulheres têm uma reação negativa ao látex e aos produtos químicos das camisinhas.
Quando a mulher sente o cheiro depois da relação sexual, é necessário simplesmente lavar a vagina com:

  • Água morna,
  • Sabão neutro.

Para fortalecer a flora benéfica é possível tomar probióticos ou comer iogurte diariamente.

 

Mau cheiro vaginal durante a gravidez

Cerca de nove em dez mulheres sofrem de mau cheiro íntimo durante a gravidez.
As causas são:

  • A alteração dos níveis hormonais pode causar uma variação do pH vaginal,
  • As mulheres grávidas são mais propensas a desenvolver vaginose ou uma infecção por cândida.

 

Mau cheiro por infecção bacteriana nas mulheres

A infecção bacteriana apresenta um risco grave para a saúde das mulheres que não procuram ajuda médica.
Existe a possibilidade de sofrer de infertilidade se a infecção bacteriana se espalhar para os órgãos reprodutivos internos de uma mulher.
Algumas destas infecções são:

 

Sintomas de infecção bacteriana nas mulheres

Os sintomas da infecção bacteriana em mulheres incluem:

  • Coceira na vagina
  • Sensação de ardência na vagina
  • Irritação da área vaginal
  • Dor na vagina
  • Vermelhidão no interior dos lábios vaginais
  • Inchaço na vulva e nas partes internas da vagina
  • Corrimento aquoso, cremoso, amarelado, verde ou acinzentado pela vagina
  • Odor fedorento ou de peixe das secreções da vagina
  • Dor durante a relação sexual
  • Dor no baixo ventre

 


Causas de urina com mau cheiro

Infecção do trato urinário
Esta é uma infecção bacteriana que pode afetar qualquer parte do sistema urinário, mas geralmente as áreas mais infectadas são:

  • A bexiga,
  • A uretra.

A inflamação da bexiga é conhecida como cistite.
A infecção urinária é mais comum em mulheres por causa da estrutura anatômica.
Neste caso, o cheiro íntimo é ácido.

Vaginite
As mulheres que se queixam de urina fedorenta podem sofrer de vaginite (inflamação no interior da vagina).
A vaginite é geralmente a consequência de uma infecção bacteriana ou fúngica (levedura).
Embora estes sejam micro-organismos já presentes na vagina, os problemas começam quando o número deles ultrapassa um determinado limiar.

Prostatite
Nos homens, o mau cheiro na urina é frequentemente devido à prostatite, uma doença caracterizada pela inflamação da glândula prostática.
Esta glândula em forma de noz é encontrada somente nos homens logo abaixo da bexiga e realiza um trabalho importante para preservar a qualidade do esperma.

Pedras nos rins
A presença de pedras nos rins pode causar a produção de urina turva e com mau cheiro.
Pode ser um problema tanto masculino, como feminino.
Depósitos cristalinos são formados nos rins devido a anormalidades na composição da urina.

Gravidez
Muitas vezes observa-se que as mulheres grávidas sofrem de “urina fedorenta”.
A razão principal é uma infecção do trato urinário.

Outras causas

  • Desidratação
  • Bebidas
  • Medicamentos – geralmente antibióticos e, em particular, penicilina
  • Problemas no fígado (insuficiência hepática)
  • Fenilcetonúria (distúrbio metabólico caracterizado por um alto teor de ácido fenilpirúvico na urina, causado pela ausência da enzima fenilalanina hidroxilase)
  • Diabetes
  • Comida (por exemplo, aspargos)
  • Excessiva sudorese,

 

Causas de urina com cheiro de amônia

  • Desidratação (causa urina mais concentrada)
  • Uma dieta rica em proteínas (a amônia é composta por nitrogênio que é encontrado nas proteínas)
  • Infecção do trato urinário (as bactérias decompõem a ureia da urina em amoníaco)
  • Danos nos rins (em caso de insuficiência renal, os rins não filtram o sangue corretamente e a urina pode ser alterada)
  • Danos ao fígado
  • Cetoacidose diabética
  • Diabetes tipo 2
  • Problemas metabólicos

 

Corrimento fétido após o ciclo menstrual

Corrimento branco e fétido
As secreções brancas ou transparentes com um mau cheiro (depois da menstruação) podem ser causadas por uma infecção por fungos (por exemplo, cândida vaginal).

A causa pode ser uma alteração do ambiente vaginal favorecida por:

  • Mudanças hormonais na gravidez,
  • Má alimentação,
  • Estilo de vida sedentário.

No entanto, nem todas as mulheres grávidas sofrem desta doença e, assim, a melhor coisa é seguir um estilo de vida saudável, ou seja:

  • Fazer atividade física diária,
  • Seguir uma dieta saudável, sem produtos lácteos, alimentos fritos, embutidos e bebidas estimulantes como o café.

clamídiaSecreção esbranquiçada e acinzentada que cheira a peixe
Um corrimento cinza ou branco com cheiro de peixe pode ser causado por uma vaginose bacteriana.
A bactéria que na maioria das vezes causa essa infecção é a Gardnerella vaginalis.

Se o corrimento for fedorento no final do ciclo menstrual e for acompanhado por dor na vagina, a causa pode ser uma infecção por clamídia.

Corrimento verde, amarelado e com cheiro desagradável
Quando se observa um corrimento amarelo-esverdeado, fedorento e espumoso, é possível que a pessoa sofra de tricomoníase (causada por Trichomonas vaginalis).

Corrimento marrom e fedorento
Muito provavelmente o corrimento marrom é causado pelo sangue velho.

Ovulação
As secreções durante o período da ovulação não devem ter um odor fétido; se tiverem, a mulher deve conversar com o médico.
Muitas mulheres acreditam ou esperam que o mau cheiro seja um sintoma da gravidez, porém não é assim.

Secreção após o parto
Após o parto, as mulheres podem ter secreções que contêm:

  • Sangue,
  • Material da placenta.

Estas secreções podem causar um mau cheiro, mas depois de alguns dias passam sozinhas.

 

Mau cheiro íntimo nas meninas

Irritação
A irritação íntima pode causar mau cheiro e outros sintomas.
Esta forma não infecciosa de vaginite pode ser causada por:

  • Sabonetes perfumados,
  • Detergentes,
  • Amaciantes.


Em algumas meninas pode ser uma reação alérgica a esses produtos químicos.

Outros motivos que podem causar uma irritação na vagina são lavar a área íntima:

  • Com muito sabão,
  • Muitas vezes.

 

Bactérias
A vaginose bacteriana (uma infecção causada por bactérias) é um distúrbio comum nas fêmeas.
Afeta principalmente as mulheres em idade fértil, mas também pode ocorrer nas crianças.
Como as leveduras, as bactérias encontram-se na vagina por natureza.
Quando as bactérias crescem demais, ocorre uma infecção.

A consequência pode ser:

  • Mau cheiro íntimo,
  • Excesso de secreção vaginal.

As secreções vaginais também podem ser densas e ter cor cinza.
Uma menina pode espalhar as bactérias do ânus para a vagina quando se limpa das nádegas em direção da vagina, em vez do contrário.
Uma menina que está aprendendo a usar o penico pode usar uma calcinha não absorvente ou pode permanecer com roupa íntima suja por muito tempo.

 

O que fazer? Remédios naturais para mau cheiro íntimo

Iogurte
Outro bom ingrediente que é possível usar para remover o mau cheiro íntimo é o iogurte.
O iogurte é rico em lactobacilos que ajudam a restaurar o nível normal do pH vaginal.

No entanto, de acordo com algumas teorias de medicina natural (por exemplo, o higienismo ou a dieta do grupo sanguíneo), todos os produtos derivados do leite são prejudiciais e promovem o aparecimento de infecções.

Alho
Este remédio natural é útil pelas propriedades antifúngicas/antibacterianas presentes no alho que ajudam a combater infecções por levedura e erradicar as bactérias ruins.

Óleo de tea tree
O óleo de tea tree tem fortes propriedades antifúngicas e antissépticas; portanto, pode ser usado para remover o mau cheiro íntimo.

Vinagre
O vinagre é um antibacteriano natural que também pode ser usado para evitar infecções e para melhorar a higiene íntima.
É necessário derramar um copo de vinagre na banheira e efetuar uma lavagem vaginal.

Bicarbonato
Algumas mulheres melhoram com lavagens de água e bicarbonato de sódio.

Dieta e nutrição
Existem várias soluções para o mau cheiro íntimo, mas a alimentação é essencial em caso de infecção.
Os açúcares e doces incentivam o crescimento de fungos e bactérias; portanto, esses alimentos devem ser evitados.
É necessário comer muitos legumes e evitar produtos lácteos que podem criar problemas para o intestino.

Leia também