Como parar o soluço

 

ÍNDICE


O soluço é uma contração involuntária do diafragma, ou seja, o músculo que separa o tórax do abdômen e desempenha um papel importante na respiração.
Cada contração é seguida do fechamento repentino das cordas vocais que produz o som característico “Ic!”.

O soluço é uma ação refletida: significa que não se consegue controlar.

O diafragma é controlado pelo nervo frênico; em caso de irritação desse nervo pode ocorrer o soluço.
O soluço também pode ser causado por algumas partes do sistema nervoso central:

  • O centro nervoso que controla a respiração (o diafragma é o principal músculo da inspiração)
  • O hipotálamo é uma estrutura do sistema nervoso central que controla muitas funções do corpo.

Muitas vezes, o soluço é rítmico. Geralmente é um sintoma temporário, mas um soluço prolongado pode indicar uma doença grave.
O soluço mais longo já registrado durou sessenta anos.

Homens e mulheres podem ter soluço com a mesma frequência, mas o soluço que dura mais de 48 horas é mais frequente nos homens.
O soluço pode ocorrer até mesmo em um feto enquanto ainda está no útero.

Quem sofre de soluço?
O soluço é muito frequente. Afeta homens e mulheres da mesma forma.
O soluço ocorre principalmente à noite.
Nas mulheres, é mais frequente antes do ciclo e é raro durante a gravidez.

 

Causas de soluço temporário

Na maioria dos casos, não há nenhuma razão aparente, ele dura um pouco de tempo e, em seguida, para.
Às vezes é devido a:

  • Excitação súbita;
  • Depois de comer demais, muito rapidamente ou depois de beber bebidas gaseificadas;
  • Aerofagia ou deglutição de ar;
  • A má digestão pode resultar na formação de ar no estômago e, neste caso, pode acontecer a sensação de arrotar durante o soluço;
  • Uma mudança brusca de temperatura no interior do estômago que ocorre pela ingestão de alimentos muito quentes, por ter bebido bebidas geladas, durante uma ducha fria, etc.;
  • Consumir grandes quantidades de álcool (embriaguez);
  • Excesso de fumo;
  • Estresse, sensação de estar sob pressão.

 

 


Causas de soluço persistente

Em casos raros, o soluço persistente pode ser causado por uma doença mais grave, tal como a doença do refluxo gastroesofágico.
No entanto, em outros casos, a causa dos soluço é desconhecida (idiopática).
Várias doenças podem causar soluço.
No entanto, mesmo com testes e exames não é sempre possível identificar uma causa subjacente.

Possíveis doenças concomitantes
Algumas doenças que podem causar soluço a longo prazo são:

  • Doenças gastrointestinais – tais como a doença do refluxo gastroesofágico e a úlcera;
  • Doenças respiratórias como asma, pneumonia ou pleurisia;
  • Doenças que afetam o sistema nervoso central – tais como acidente vascular cerebral (derrame cerebral), um tumor que afeta o cérebro, encefalite ou um trauma craniano;
  • Uma doença que causa a irritação do nervo vago (que poderia perturbar os sinais nervosos) como bócio, meningite ou faringite;
  • Uma reação psicológica, por exemplo: medo, dor, emoção, ansiedade ou estresse;
  • Insuficiência renal;
  • Pericardite – é uma inflamação da membrana exterior do coração. Ela pode estimular o nervo frênico que inerva o diafragma. A consequência é o soluço.
  • Doenças que afetam o metabolismo (a forma do corpo de digerir os alimentos), por exemplo diabetes, hipocalcemia e hiponatremia.

Medicamentos
Às vezes, o soluço persistente pode ser causado por uma reação a certos tipos de medicamentos.
Por exemplo:

  • Anestesia – um medicamento administrado antes de uma cirurgia ou de um procedimento que provoca uma perda de sensibilidade;
  • Cortisona – medicamento que reduz a inflamação (inchaço);
  • Benzodiazepínicos – um tipo de sedativo que ajuda a reduzir a ansiedade, incluindo o diazepam (Valium), alprazolam (Frontal), lorazepam (Lorax);
  • Barbitúricos – um tipo de sedativo utilizado para prevenir convulsões;
  • Opioides – medicamentos usados para tratar a dor; morfina e metadona são ambas opioides fortes;
  • Metildopa – medicamentos usados para tratar a pressão arterial elevada (hipertensão);
  • Medicamentos quimioterápicos

Cirurgias
Uma cirurgia abdominal pode irritar os nervos que controlam o diafragma e, portanto, pode causar soluço.

 


Soluço no recém-nascido

As causas que provocam soluço em recém-nascidos são:

1. Desenvolvimento insuficiente do trato gastrintestinal;
2. Insuficiência da cárdia (válvula entre o estômago e o esôfago);
3. Mudanças repentinas de temperatura externa (por exemplo, quando se troca a fralda);
4. Engolir ar ao comer;
5. A regurgitação.

 

Possíveis complicações do soluço

Os soluços prolongados, às vezes, podem causar várias complicações.
Por exemplo, em alguns casos podem resultar em:

1. Insônia
2. Emagrecimento devido à dificuldade em comer
3. Exaustão
4. Depressão.

 

Diagnóstico do soluço

O soluço que dura menos de 48 horas e para por si só não requer uma consulta médica.
É necessário ir ao médico quando o soluço durar mais de 48 horas.

Teste
Se o médico suspeitar que o soluço é causado por outra doença, poderá se referir a alguns exames, tais como:
1. Exames de sangue para descartar a doença renal e câncer de fígado ou diabetes;
2. Uma radiografia ou uma ressonância magnética para descartar anormalidades anatômicas ou massas que pressionam o nervo frênico, vago ou diafragma;
3. Um eletrocardiograma (ECG) (um teste que mede a atividade elétrica do coração) para verificar se existem algumas possíveis doenças do coração;
4. Uma endoscopia, se o médico achar que o soluço é causado por refluxo gastroesofágico.

 

 

Remédios naturais para soluço

cérebro-nervo-vagoAcredita-se que os remédios caseiros usados para parar os soluço agem com dois princípios. Uma maneira de resolver o soluço é bloquear a ação do nervo vago com outro estímulo.
O nervo vago sinaliza ao cérebro que existem outras coisas para fazer, sendo assim necessário bloquear o soluço.
Outros remédios caseiros afetam a respiração causando um aumento na quantidade de dióxido de carbono no sangue.
Isso faz com que o corpo se ocupe do dióxido de carbono em excesso, ao invés de causar soluço.

Alguns remédios naturais para soluço

Adoçar o soluço
Um truque pode ser causar uma sensação de doce nas terminações nervosas da boca. Se for possível, colocar uma colher de chá cheia de açúcar na parte de trás da língua, na parte que sente o sabor “ácido”.
Desta forma, a sobrecarga de açúcar será mais intensa.
Normalmente, quando se come uma colher de chá de açúcar com algumas gotas de limão em cima, o soluço passa rapidamente.
Infelizmente, o açúcar e o limão não estão sempre disponíveis.

Estímulo da orelha
Alguns médicos recomendam colocar os dedos nos ouvidos para parar o soluço.
Os ramos do nervo vago também atingem o sistema auditivo.
Estimulando as terminações nervosas das orelhas, o nervo vago entra em ação.
É necessário agir com delicadeza, não introduzindo os dedos muito em profundidade nas orelhas.

Susto
Surpreender uma pessoa com soluço faz com que o nervo vago dela seja estimulado de maneira a bloquear o soluço.

Beber água
Engolir água pode interromper o ciclo de soluço e acalmar os nervos.
O gargarejo pode ter o mesmo efeito.

Puxar a língua
Colocar a língua fora da boca e puxá-la pode ser uma maneira de interromper o soluço.

Fazer cócegas
Fazer cócegas no palato mole da boca com um cotonete pode resolver o problema.

Apneia
Apertar o nariz com dois dedos e fechar a boca.
O método é o mesmo usado durante um mergulho na piscina
Prender a respiração tanto quanto possível ou até sentir que o soluço passou.

Colocar o soluço em um saco
Acredita-se que respirar em um saco de papel funcione segundo o mesmo princípio da apneia.
Ambos aumentam a quantidade de dióxido de carbono no sangue e o corpo se esquece do soluço porque precisa lidar com um problema maior.

 

Remédios para soluço em recém-nascidos

O soluço em recém-nascidos passa depois de alguns minutos, como nos adultos, porém há alguns remédios que podem resolver o problema antes.
Por exemplo, dar ao bebê uma colher de chá de água ou dar-lhe o peito para que mame outra vez.
Outra possibilidade é provocar um espirro, colocando um dedo no nariz para esticar o diafragma.

 

Qual é o tratamento para soluço persistente?

Primeiro, tentar qualquer um dos remédios populares utilizados para tratar as curtas crises de soluço explicados acima.
Além disso, é necessário tratar a causa, se for possível.
Em segundo lugar, às vezes são necessários medicamentos para parar o soluço persistente.
Existem vários medicamentos que podem ser usados para isso.
Os seguintes medicamentos podem ser utilizados para o tratamento de adultos com soluço; para crianças, recomenda-se o conselho de um especialista.

Os medicamentos que o médico pode prescrever são:

  • A cloropromazina (Amplictil ®) e o haloperidol são medicamentos que podem relaxar o músculo diafragma e podem parar o soluço persistente.
  • Para problemas de estômago como azia existem os medicamentos antiácidos (por exemplo, Omeprazol ou Ranitidina);
  • Medicamentos para prevenir náuseas e vômitos (por exemplo, Plasil ®).
  • Baclofen, este medicamento ajuda a relaxar os músculos.
  • Gabapentina, este medicamento pode ajudar a reduzir os impulsos nervosos do diafragma.
  • A administração de um medicamento antináusea chamado de metoclopramida intravenosa pode ser uma boa terapia para o soluço.
  • Para pessoas com uma doença terminal, sedativos como o Midazolam podem ajudar a controlar o soluço e aliviar o estresse que ele provoca.

 

 

Injeções e intervenção cirúrgica

Em caso de soluço persistente, o médico pode recomendar uma injeção de anestésico para bloquear o nervo frênico e parar o soluço.

Outra opção é implantar cirurgicamente um dispositivo alimentado a bateria que envia um estímulo elétrico suave ao nervo vago.
Este procedimento é utilizado para tratar a epilepsia, mas pode reduzir o soluço persistente.

Leia também