Transpiração excessiva-hiperidrose

INDICE

A transpiração excessiva (ou hiperidrose) é um problema comum, especialmente em:

  • Axilas,
  • Mãos,
  • Pés.

Hiperidrose significa que a pessoa transpira mais do que o normal, mesmo se não:

  • Há calor e umidade,
  • Faz exercícios,
  • Têm ansiedade.

 

O suor se mistura normalmente as com bactérias presentes na pele que causam o mau cheiro.
A transpiração ácida depende de vários factores, em particular:

  • Hormônios,
  • Alimentação.

O forte cheiro de suor também depende de quanto tempo passa antes de tomar banho.

No caso de dermatite ou dermatose causada pelo suor (brotoeja ou milária), a pele pode tornar-se avermelhada, geralmente algumas bolhas  vermelhasa são formadas.

 

 

Causas da transpiração excessiva nocturna ou ao dormir

Hiperidrose idiopática
Quando uma pessoa tem transpiração excessiva sem uma doença que a provoca falamos da hiperidrose idiopática.
A hiperidrose pode ocorrer a qualquer momento durante:

  • A infância,
  • A adolescência,
  • A maioridade.

A doença é causada pelas glândulas sudoríparas hiperactivas porque são mais estimuladas pelo sistema nervoso simpático (central).

O suor é muitas vezes localizado:

  • Nas solas dos pés,
  • Nas axilas,
  • Algumas partes do rosto,
  • Nas virilhas,
  • Nas palmas das mãos
  • Embaixo dos seios.


Menopausa
Durante a fase perimenopausa e da menopausa, o declínio de estrogênio provoca um mau funcionamento do hipotálamo.
Isso causa a pele vermelha e a dilatação dos vasos sanguíneos que provoca a transpiração excessiva.
As ondas de calor e uma forte transpiração durante a noite podem ocorret também sin:

  • Um quarto quente,
  • Uma mundança de temperatura.

 

Hipertireoidismo
O hipertireoidismo é uma doença endócrina caracterizada por uma tireóide hiperativa.
Esta doença pode acelerar o metabolismo do corpo, causando:

Hipoglicemia
A hipoglicemia é caracterizada por níveis baixos de açúcar no sangue (< 70 mg/dl) e afeta os pacientes com diabetes que tomam muita insulina.

Causas da hipoglicemia:

  • Esperar muito tempo entre as refeições,
  • Não comer comida suficiente,
  • Um treinamento longo sem comer.

Os sintomas incluem:

  • Tremor,
  • Suores frios,
  • Sensação de fome,
  • Ansiedade,
  • Palpitações.

A hipoglicemia noturna ocorre durante o sono e pode ser assintomática o causar:

  • Sudorese excessiva,
  • Roupa de cama molhada,
  • Pesadelos,
  • Insônia,
  • Dores de cabeça.

Infecções
A tuberculose é uma das causas mais comuns de suores noturnos. Esta doença infecciosa que muitas vezes afeta os pulmões de uma pessoa pode causar:

Há muitas infecções que podem causar transpiração noturna, incluindo:

1. Vírus da imunodeficiência humana (HIV)
2. Infecção complexo mycobacterium avium
3. Mononucleose infecciosa (causada pelo vírus Epstein – Barr)
4. Infecções fúgicas – micoses (coccidioidomicose)
5. Abscesso nos pulmões (necrose do tecido pulmonar)
6. Endocardite (inflamação das válvulas cardíacas)
7. Osteomielite (infecção óssea).

Medicamentos que causam  sudorese excessiva

  • Medicamentos antidepressivos
    Os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS ou SSRI), antidepressivos tricíclicos e medicamentos psiquiátricos causam suores nocturnos.
    Entre os medicamentos que causam suor excessivo está o Sertralina (zoloft)
  • Antipiréticos
    Os medicamentos antipiréticos (para a febre), como aspirina e paracetamol podem afetar o hipotálamo.
    Eles induz o hipotálamo a diminuir a temperatura do corpo.
    O suor é um dos mecanismos que são ativados em resposta a administração desses medicamentos.
  • Outros fármacos:
    1. Alguns medicamentos para pressão arterial sanguínea
    2. Alguns medicamentos para a boca seca

Apnéia do sono
A apnéia do sono ocorre quando há episódios repetidos de obstrução total ou parcial das vias aéreas superiores durante o sono.
Dado que os músculos do toráx e o diafragma agem para abrir as vias respiratórias, a respiração recomeça com um forte estremecimento.

A apnéia obstrutiva pode causar:

  • Transpiração noturna,
  • Distúrbios do sono,
  • Ronco,
  • Fadiga diurna,
  • Inquietação durante o sono.

Câncer
A transpiração excessiva também pode indicar alguns tipos de câncer como:

Se a transpiração excessiva é acompanhada de febre e perda de peso inexplicada, é melhor consultar um médico para descartar a possibilidade de câncer.

Ansiedade e estresse
A ansiedade e as preocupações podem causar um repentino suor nocturno.
A ansiedade ativa o sistema de alerta no organismo.
Isto faz chegar mais sangue em partes do corpo que possívelmente precisam.
A ansiedade causa um estreitamento dos vasos sanguíneos periféricos (vasoconstrição).
A conseqüência é que o corpo começa a suar.
O suor por um estado emocional alterado pode ser frio.

Exaustão pelo calor
A exaustão de calor ocorre quando a temperatura do corpo aumenta para mais de 37° c.
Os sintomas incluem:

Transpiração excessiva-hiperidroseAlimentação
Se você come muita gordura, alimentos salgados ou simplesmente se come muito, é fácil causar uma intensa transpiração nas axilas.
Um remédio simples e eficaz consiste em mudanças na alimentação:

  • Comer frutas e vegetais
  • Evitar alimentos difíceis de digerir.

Quem sofre de indigestão e vai para a cama após uma refeição pesada, pode se acordar suando com cobertores molhados.

A transpiração gustativa (Síndrome de Frey) ocorre quando se mastiga, morde ou chupa a comida.
Esta doença afeta principalmente o rosto e pescoço e pode ser causada pela remoção das glândulas paratireóides ou sem uma razão aparente.



Gravidez
Durante a gravidez a transpiração aumenta devido ao desequilíbrio hormonal e por o aumento do metabolismo.
Quanto mais se come, mais o corpo se aquece.

Problemas neurológicos
Mesmo se as doenças neurológicas são muito raras, pode ocorrer a transpiração noturna, entre estes estão:

  • A Disreflexia autonômica é causada por lesões na medula espinhal entre a quinta vértebra torácica e aquelas superiores.
    Os impulsos nervosos da medula espinhal são bloqueados da lesão.
    A disreflexia autonômica causa hiperatividade do sistema nervoso simpático.
    Os sintomas desta doença são:

  • O acidente vascular cerebral (AVC) é caracterizada por uma perda da função cerebral causada pela perda de suprimento sanguíneo para o cérebro.
    Muitas vezes provoca hiperidrose profusa e dor de cabeça.

Entre as outras doenças que causam suores são:

  • Síndrome da fadiga crônica
  • Diabetes Insipidus
  • Doença do refluxo gastroesofágico
  • Doença granulomatosa crônica (rara)
  • Pneumonia eosinofílica crônica
  • Angina de Prinzmetal (é uma variante rara de angina que ocorre em repouso)

 

 

Excesso de transpiração no rosto e cabeça

A transpiração excessiva da testa pode causar embaraço, por exemplo o cabelo está molhado, emite mau cheiro e pode causar coceira na pele e no couro cabeludo.

Causas da hiperidrose primária no rosto
Se a cabeça tem uma transpiração excessiva, não existe uma doença que o provoca.
Se diz que na maioria dos casos, a hiperidrose primária da cabeça é caracteriza das glândulas sudoríparas hiperativas.

Causas da hiperidrose secundária
A hiperidrose secundária é o sintoma de uma doença.
Existem algumas doenças que podem causar uma excessiva transpiração no rosto, incluindo:

1. Distúrbios da tireóide
2. Ansiedade ou Stress
3. Menopausa
4. Infarto (pode causar suor frio ou gelado)
5. Medicamentos (antiinflamatórios ou fármacos hormonais)
6. Diabetes mellitus
7. Doença de Parkinson
8. Acidente vascular cerebral, lesão medular
9. Síndrome carcinóide
10. Tuberculose, câncer
11. Infecções crônicas.

 

Excessiva sudorese, noturna, noite, glândula de suor, peleTranspiração excessiva nas mãos e nos pés

O sistema nervoso simpático hiperativo
Em caso de situação estressante, o organismo reage através da produção de suor, abaixando a temperatura do corpo.
Estas situações podem ser:

  • Raiva,
  • Stress,
  • Nervosismo,
  • Perigos,
  • Calor externo e menos ventilação,
  • Doenças dos vasos periféricos arteriais e linfáticos,
  • Sepse,
  • Cólicas.

Às vezes há casos de mãos e pés suados em bebês e crianças, estas podem ser causadas por febre.

 

Excesso de suor nas axilas

Factores que contribuem para a hiperidrose nas axilas

  • Problemas da tireóide (hipertireoidismo, hipotireoidismo), hipoglicemia, ondas de calor (menopausa) e ataques cardíacos;
  • Febre;
  • Consumo de alimentos picantes;
  • Uma ingestão excessiva de cafeína;
  • Efeitos de alguns tipos de analgésicos, medicamentos para distúrbios da tireóide ou medicamentos anti-psicóticos.
  • Estresse, ansiedade ou depressão.

 

 

Suor nas nádegas e zonas íntimas

Existem algumas partes do corpo onde a pele não transpira porque está em contacto com a superfície da cadeira ou outras áreas corporais portanto não depende de uma doença.
Este distúrbio afeta por exemplo:
1. Área lombar;
2. Nádega;
3. Zona íntima;
4. Região pubiana.

 

 

Remédios naturais para a transpiração excessiva

Se o problema de tranpiração é genético não podemos esperar uma cura completa, em outros casos, podemos melhorar muito com remédios caseiros.

1. Aplicar o suco de limão fresco nas partes do corpo que transpiram mais para 10-15 minutos, depois enxaguar.
Repetir todos os dias. Esfregue as fatias de limão sobre a área antes de lavar-se.
2. Fazer uma mistura de óleo de tea tree (2 gotas) com água.
Encha um frasco de spray e aplicar como um desodorante.
3. Mergulhe uma bola de algodão em vinagre de maçã e aplicar sobre a área das axilas.
4. Triturar as nozes e folhas de eucalipto juntos para fazer uma pasta.
Aplique essa pasta nas partes do corpo que transpiram mais. Deixe por cerca de 5-10 minutos. Sucessivamente precisa lavar bem com água.
5. Evite café e comida picante.

Selecione um remédio caseiro e continuar regularmente durante um período de cerca de 1 mês.
Se você suar, apesar dos remédios, é necessário consultar um dermatologista.

 

 

Tratamento para transpiração excessiva e medicamentos

Dicas gerais

  • Usar roupas com tecidos respiráveis, tais como T-shirts para esportes específicos.
  • As meias contendo fibra de prata ou óxido de cobre reduzem o cheiro
  • Usar palmilhas absorventes nos sapatos e substituí-las com freqüência.
  • Aplique pó de talco ou bicarbonato de sódio após o banho.

Os medicamentos orais que reduzem a transpiração são chamados anticolinérgicos.
Um exemplo é a diciclomina (Bentyl).

A maioria dos anticolinérgicos estão disponíveis somente com receita médica.
Entre os efeitos colaterais são: boca seca e visão turva.

Antitranspirantes
Existem muitos antitranspirantes disponíveis que bloqueiam as glândulas sudoríparas.
Você deve aplicar estas substâncias à noite sobre o corpo.
Estes antitranspirantes entram nos poros da pele e bloqueiam a transpiração.

Entre os produtos mais eficazes estão:

  • Thaty Desodorante Antitranspirante (extratos naturais de algodão, calêndula e melissa)
  • Desodorizantev Vichy – Cuidado Antitranspirante 48h Antimanchas Brancas & Amarelas
  • Antitranspirante Driclor

Passar de noite.

Ao nível dos pés, os cremes têm um efeito mais limitado porque a pele é mais grossa.

 

Remoção das glândulas sudoríparas
Pode ser feita em uma área particular como a axila.
Embora este método é muito útil, você deve conversar com seu médico sobre os efeitos colaterais da operação.

Simpatectomia torácica
Uma opção cirurgica para a transpiração excessiva é chamada de simpatectomia torácica.
Esta operação prevê a interrupção do nervo do sistema simpático responsável pela transpiração.
Se efetua inserindo um pequeno endoscópio embaixo da axila.
O objetivo é cortar algumas pequenas fibras nervosas que controlam as glândulas sudoríparas.

A simpatectomia torácica é muito eficaz, mas ao mesmo tempo é arriscada.
O cirurgião deve fazer colapsar temporariamente os pulmões para ver claramente os nervos.
A operação tem alguns efeitos colaterais, incluindo:

  • Danos aos nervos;
  • Transpiração compensatória em outras partes do corpo-não operada;
  • Complicações respiratórias;
  • Às vezes, esses transtornos se tornam permanentes.

Bibliografia: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4012678/