Vertigem posicional paroxística – manobras, tratamento e duração

A vertigem paroxística posicional benigna é uma desordem do ouvido interno que causa:

 

ÍNDICE

 

Esta doença não é tratada com drogas ou remédios caseiros, mas com um tratamento mecânico que consiste em manobras e exercícios.

 


O que fazer? Tratamento para a vertigem posicional paroxística benigna (VPPB)

 

Manobras liberadoras para a vertigem paroxística posicional do canal semicircular posterior

Existem dois tratamentos para a VPPB (ou canalolitíase) muito eficazes, com uma percentual de recuperação de cerca de 80%.
Esta doença é causada por uma posição anormal dos otólitos (seixos) nos canais semicirculares.
As manobras servem para mover os otólitos da parte sensível do ouvido (canal posterior) para uma posição em que não causam problemas.
Cada manobra dura cerca de 15 minutos.

A manobra de Epley envolve movimentos sequenciais da cabeça em quatro posições, com uma permanência de cerca de 30 segundos em cada posição:

1) Posição inicial, paciente sentado na cama.
2) O paciente deita-se com a cabeça além da borda da cama e roda a cabeça de 45° em direção ao lado da orelha afetada. O médico estende ligeiramente a cabeça do paciente (20°) e mantém esta posição por 30 segundos.
3) O médico gira rapidamente a cabeça do paciente em direção ao lado oposto, mas a posição do paciente permanece a mesma.
4) O médico gira ainda mais a cabeça do paciente até ele olhar para o chão.
5) O paciente volta a se sentar na cama.
Durante a execução da manobra de Epley, recomenda-se muito cuidado porque ela pode provocar sintomas neurológicos (por exemplo, fraqueza, dormência, mudanças visuais).
Às vezes estes sintomas são causados pela compressão das artérias vertebrais.

manobra de epley
Manobra de Epley para vertigem paroxística posicional

 

A manobra de Semont para o diagnóstico e tratamento.

manobra de semont
Manobra de Semont

A manobra liberadora de Semont é uma técnica na qual o médico move o paciente rapidamente de um lado para o outro da cama.
É uma manobra que pode resolver o problema em 4 sessões de tratamento em aproximadamente 90% dos casos.

Posição inicial
O paciente está sentado com as pernas fora da cama.
A cabeça deve permanecer sempre girada de 45° para a direita.

Execução da manobra
O médico deita rapidamente o paciente para o lado esquerdo; se aparecerem o nistagmo ou vertigem significa que a orelha doente é a esquerda.
Neste caso, o tratamento (manobra de Semont) é efetuado deitando o paciente do lado oposto, mantendo esta posição até passar a tontura (2-3 minutos).

Como dormir depois de fazer as manobras liberatórias?

Após as sessões de reposicionamento dos otólitos, o paciente deve dormir em uma posição semideitada (a cabeceira do leito fica elevada a um ângulo de 45º) por duas noites.



 

Manobras liberadoras para vertigem paroxística posicional do canal semicircular lateral

O objetivo dessa manobra pode ser:

  • Afastar os otólitos da ampola,
  • Mover os otólitos do ramo anterior para o ramo posterior do canal semicircular lateral. Nesse caso, o nistagmo passa de apogeotrópico a geotrópico.

De acordo com um estudo científico (Mandala M, Pepponi E, Santoro GP, et al. Double-blind randomized trial on the efficacy of the Gufoni maneuver for treatment of lateral canal BPPV. Laryngoscope 2013;123:1782-6), a manobra de Gufoni é muito eficaz.
É feita para o nistagmo geotrópico (que bate para baixo) para o lado oposto e também para o nistagmo apogeotrópico (que bate para cima) para o mesmo lado.

Posição do paciente

Paciente sentado na cama com os joelhos dobrados sobre a borda e os pés pendurados.

Execução da manobra

  • O examinador segura o pescoço do paciente e leva rapidamente o paciente à posição deitada de lado.
  • Daqui roda a cabeça do paciente para baixo.
  • É necessário esperar cerca de dois minutos ou até a tontura e o nistagmo passarem.
  • Depois, o paciente retorna rapidamente para a posição sentada.

manobra de gufoni

 

De acordo com os estudos científicos, a execução regular do exercício de Brandt-Daroff reduz os tempos de cura em 10-14 dias.
No entanto, o objetivo desse exercício era o vício e a compensação do sistema vestibular.

 

Manobras liberadoras para vertigem paroxística posicional do canal semicircular anterior

A manobra Deep head hanging ou de Jacovino é usada para liberar o canal semicircular anterior ou superior.

Posição inicial
O paciente está sentado com as pernas ao longo da cama.

Execução da manobra

  • O paciente está deitado na cama com a cabeça além da borda, em extensão máxima (dobrada para trás),
  • Esperar até a vertigem e o nistagmo passarem,
  • Na mesma posição, levar a cabeça para a posição de flexão máxima,
  • Esperar aproximadamente 60 segundos para o desaparecimento do nistagmo e da tontura.

manobra deep hanging,jacovino

Exercícios para vertigem paroxística posicional benigna

Reabilitação em casa
Independentemente dos canais envolvidos, o exercício Brandt-Daroff pode ser útil:

  • Quando as manobras de reposicionamento não funcionarem,
  • Se os pacientes não tolerarem as manobras.

Execução da manobra Brandt-Daroff

O paciente deve:

  • Deitar-se rapidamente de lado,
  • Sentar-se,
  • Deitar-se do outro lado,
  • Sentar-se.

manobra de brandt-daroff

 

Cada posição deve ser mantida por pelo menos 30 segundos.
Esses exercícios são repetidos em série, 5-10 vezes por dia, até os sintomas desaparecerem.

Quanto dura a vertigem paroxística posicional benigna?

A VPPB geralmente é uma doença temporária e pode passar com o tempo sem tratamento.
De acordo com um relatório sobre o curso natural da VPPB não tratada:

1. Se os otólitos estiverem no canal lateral, geralmente a pessoa sara em 16-19 dias,
2. Se os otólitos estiverem localizados no canal posterior, o transtorno geralmente passa em 39-47 dias (Review article: reflux and its consequences–the laryngeal, pulmonary and oesophageal manifestations).

No entanto, um diagnóstico correto e as manobras de liberação corretas permitem sarar rápida e facilmente.

Recorrência de vertigem
A vertigem pode ocorrer novamente após a cura.
De acordo com um estudo científico, em um período de 10 anos a metade dos pacientes tem pelo menos uma recorrência (Brandt T, Huppert D, Hecht J, Karch C, Strupp M. Benign paroxysmal positioning vertigo: a long-term follow-up (6-17 years) of 125 patients. Acta Otolaryngol. 2006;126:160–163).

Em geral, ocorre novamente no primeiro ano.