Tontura e enjoo

Tontura, náusea e vômito podem ser causados por distúrbios menores ou graves em diferentes órgãos e sistemas:

  1. Órgãos digestivos,
  2. Sistema nervoso,
  3. Orelha,
  4. Sistema cardiovascular.
ÍNDICE

Causas de tontura e enjoo

Sistema nervoso

As enxaquecas são dores de cabeça recorrentes, caracterizadas por dor excruciante em apenas um lado da cabeça.
Outros sintomas da enxaqueca são:

Tumor cerebral
Nem todos os tumores cerebrais causam sintomas, especialmente nos estágios iniciais.
Os sintomas do câncer cerebral são numerosos e não específicos (podem ser causados ​​por muitas outras doenças).
Os sintomas podem ser causados ​​por:

  1. Um tumor que pressiona outras partes do cérebro e impede o bom funcionamento,
  2. Inchaço dentro do cérebro causado pelo tumor ou pela inflamação circundante.

Os sintomas mais comuns são:

Entre os outros sintomas e sinais estão:

  • Dificuldade de concentração e atenção,
  • Perda de memória,
  • Náusea e vômito,
  • Visão embaçada,
  • Dificuldade em falar.

Outras causas neurológicas de vertigem e náuseas:

 

Sistema cardiovascular

Ataque cardíaco
Um infarto cardíaco ocorre quando o suprimento de sangue para uma área do coração é reduzido; a consequência é a morte do tecido cardíaco.
Nas mulheres há alguns sintomas frequentes:

  • Náusea,
  • Vômito,
  • Tontura.

Os outros sintomas comuns de um ataque cardíaco são:

Baixa pressão
A pressão sanguínea é a força que o sangue exerce contra as paredes dos vasos sanguíneos.
Quando a pressão arterial cai abaixo do nível de 90/60 mmHg, podem ocorrer sintomas como:

  • Tontura,
  • Confusão mental,
  • Cansaço,
  • Náusea,
  • Sede,
  • Visão turva,
  • Respiração rápida,
  • Palidez,
  • Dificuldade de concentração.

 

Orelha interna

A labirintite é uma inflamação do labirinto da orelha interna, geralmente causada por uma infecção viral.

Entre os outros sintomas estão:

  • Náusea,
  • Vômito,
  • Problemas de equilíbrio.

A cinetose (enjoo de movimento ou mal do movimento) é uma desordem que ocorre durante uma viagem num meio de transporte (navio, carro, etc.) e pode causar:

  1. Náusea,
  2. Vômito,
  3. Tontura,
  4. Sensação de frio e calafrios.

Síndrome de Ménière e vertigem
De acordo com um artigo de Timothy C. Hain, MD da American Hearing Research foundation, a síndrome de Ménière pode causar tontura e náusea.
A doença de Ménière é uma doença rara, mas grave.
A doença está ligada a uma acumulação excessiva de líquido na orelha interna que provoca tontura repentina que pode durar várias horas.

Os sintomas da doença de Ménière também incluem:

Neuronite vestibular
Uma infecção viral pode se estender até o nervo vestibular da orelha interna causando a neuronite vestibular.
Esse nervo envia mensagens sensoriais ao cérebro para manter o equilíbrio.
A inflamação do nervo vestibular pode causar tontura ou vertigem.

Outros sintomas da neuronite vestibular incluem:

  • Náusea e vômito,
  • Fadiga,
  • Dificuldade em se concentrar,
  • Visão turva.

 

A vertigem posicional paroxística benigna (VPPB) é um distúrbio vestibular que provoca a falta de equilíbrio, náusea e tonturas.
A VPPB é causada pelos otólitos na orelha interna que se soltam da membrana otolítica no utrículo e  acumulam-se em um dos canais semicirculares.

Os sintomas pioram:

  • Quando o paciente se deita,
  • Ao girar a cabeça,
  • Ao girar na cama,
  • Ao se levantar da cama.
  • Raramente as tonturas ocorrem enquanto o paciente caminha.

O tratamento da VPPB é simples. O médico ou fisioterapeuta posiciona a cabeça em determinadas posturas. A terapia é eficaz após uma ou duas sessões.

exame neurológic,tonturaOutras causas:

  • Durante o primeiro trimestre de gravidez, a hiperemese gravídica causa tonturas e náusea matutinas,
  • Ataques de pânico,
  • Medicamentos antidepressivos,
  • Doença respiratórias (doença pulmonar obstrutiva, ataques de asma e edema pulmonar),
  • Doenças neurológicas (lesões no cérebro e na medula espinhal),
  • Dismenorreia,
  • Problemas gastrointestinais (intoxicação alimentar e gastroenterite),
  • Problemas olfativos,
  • Enxaqueca,
  • Anemia,
  • Abuso de álcool ou drogas,
  • Depressão,
  • Síncope (desmaio),
  • Baixa ou alta pressão sanguínea,
  • Hiperventilação,
  • Arteriosclerose (endurecimento das artérias),
  • Menopausa,
  • Desidratação.

Em geral, o médico prescreve medicamentos para reduzir a vertigem.
É necessário tratar a causa para ter resultados a longo prazo, mas o médico pode recomendar uma medicação para resolver o problema temporariamente, por exemplo, a betaistina (Betaserc).

 

Tontura e enjoo com dor cervical

De acordo com um estudo realizado por Timothy C. Hain, MD (American Hearing Research Foundation), existem duas causas potenciais de tontura, náuseas e cervicalgia:

1) Compressão vascular. As artérias vertebrais no pescoço podem ser comprimidas pelas vértebras (em que passam) ou por outras estruturas.

As causas da compressão dos vasos sanguíneos do pescoço são:

  • Artrose,
  • Uma cirurgia,
  • Um trauma ou um golpe de chicote,
  • A manipulação vertebral do quiroprático.

2) Informações sensoriais anormais provenientes dos proprioceptores do pescoço.
Os proprioceptores são terminações nervosas que percebem:

  • O movimento,
  • As vibrações.

As informações sensoriais provenientes do pescoço são utilizadas em conjunto com as informações visuais e vestibulares para determinar a posição da cabeça no espaço.
Os sinais que vêm dos nervos do pescoço podem ser:

  • Não confiáveis,
  • Ausentes.

Este mecanismo foi estudado por De Jong e De Jong que injetaram um anestésico local no próprio pescoço.
Essas injeções causaram instabilidade e vertigem leve.

A maioria dos pacientes com tontura de origem cervical melhora com o tratamento para o pescoço.



 

Golpe de chicote

O golpe de chicote não só causa um trauma no pescoço, mas também no tronco encefálico.
Os sintomas de golpe de chicote mais frequentes são:

  • Dor cervical,
  • Dor de cabeça,
  • Vertigem e tontura (25-50% dos casos),
  • Náusea (menos frequente),
  • Zumbido (raro).

Os sintomas aparecem algumas horas após o trauma ou no dia seguinte.
No entanto, estes sintomas são difíceis de demonstrar porque nos exames instrumentais não se vê uma lesão (Voyvodic F, Dolinis J, Ryan GA, Slavotinek JP, Whyte AM, Hoile RD, Taylor GW. MRI of car occupants with whiplash injury. Neuroradiology. 1997).
Alguns estudos mostram que os danos cerebrais sutis ou subclínicos sofridos durante um acidente podem causar:

  • Uma percepção alterada da dor,
  • Uma extensão do período sintomático (Vibert D, Hausler R. Acute peripheral vestibular deficits after whiplash injuries. Ann Otolo Rhinol Laryngol. 2003).

Dado que o diagnóstico é difícil, primeiro é necessário descartar todos os distúrbios:

O paciente não deve ter sintomas no ouvido, como:

  • Dor,
  • Perda auditiva.

O médico pode realizar um teste físico simples para ver se a coluna vertebral cervical provoca as tonturas e náusea.

Posição do paciente: sentado em uma cadeira com rodas (do escritório),

Execução: mantendo a cabeça paciente imóvel, girar o corpo do paciente para ambos os lados.

Desta forma, consegue-se examinar a coluna cervical excluindo as doenças do aparelho vestibular no ouvido e do cérebro.
Se este teste provocar vertigem e nistagmo, o diagnóstico pode ser confirmado.

 

Tontura, enjoo e dor de estômago

Os distúrbios digestivos são uma causa comum de náusea, vômito e tontura.
A gastroenterite é uma doença caracterizada por inflamação:

  • Do estômago,
  • Do intestino.

Geralmente provoca náusea, vômito, dor abdominal e diarreia.
A gastroenterite pode ser causada por:

  • Um vírus (como o norovírus),
  • Ingestão de substâncias tóxicas ou muitos medicamentos.

Náusea persistente, vômito e diarreia podem causar desidratação, cansaço e tontura.

Outros distúrbios gastrointestinais que podem causar náusea, vômito e tontura são:


Acidez excessiva do estômago

Os desequilíbrios hormonais durante o ciclo menstrual podem causar a produção de ácido gástrico em excesso e a náusea durante o ciclo é uma complicação possível.

 

Tonturas e enjoo com taquicardia e transpiração excessiva

Ansiedade e ataques de pânico
A ansiedade intensa, recorrente ou de longa duração pode indicar uma desordem psicológica caracterizada por pensamentos obsessivos e preocupações.
Existem algumas reações físicas (psicossomáticas) causadas pela ansiedade, por exemplo:

  1. Náusea,
  2. Tontura.

As pessoas com transtorno de ansiedade também podem ter ataques de pânico, ou seja, episódios agudos de medo que podem causar:

Hipoglicemia
A hipoglicemia significa níveis baixos de açúcar no sangue.
Esta desordem pode causar:

 

Tontura e náusea com diarreia

Envenenamento
A intoxicação alimentar ocorre quando uma pessoa come um alimento contaminado por toxinas.
De acordo com o Medical Center da Universidade de Maryland, ocorre especialmente nos meses de verão, quando os alimentos podem não ter sido conservados corretamente.
Nessa situação, as bactérias proliferam e produzem toxinas.

Os sintomas podem ser:

  1. Náusea,
  2. Tontura,
  3. Vômito,
  4. Diarreia,
  5. Cólicas abdominais,
  6. Fadiga,
  7. Dor muscular,
  8. Febre.

Geralmente ocorrem em até 72 horas após a ingestão de toxinas.
A hospitalização pode ser necessária para:

  1. Pessoas mais velhas,
  2. Crianças,
  3. Pessoas com um sistema imunológico comprometido,
  4. Quem que sofre de diarreia ou vômito graves.

Para prevenir a intoxicação alimentar, evitar a carne pouco cozida, ovos, produtos lácteos e alimentos cuja data de validade expirou.

 

Tontura e náusea com vômito

Existem muitas doenças que causam estes sintomas, incluindo:

  • Agorafobia,
  • Labirintite,
  • Cinetose,
  • Gravidez,
  • Cafeína em excesso,
  • Endometriose,
  • Envenenamento por monóxido de carbono,
  • Insuficiência renal,
  • Insuficiência hepática,
  • Distúrbios da tiroide,
  • Insuficiência adrenal.

Alguns desequilíbrios químicos graves no corpo podem causar esses sintomas, como a cetoacidose diabética que é uma doença em que a concentração de açúcares no sangue é muito alta (e há pouca glicose nas células).
O corpo queima grandes quantidades de gordura para obter o combustível necessário.

 

Tontura e enjoo em gravidez

Estes sintomas ocorrem principalmente no primeiro e terceiro trimestres.

Enjoo matinal
Durante a gravidez, algumas mulheres podem ter:

  1. Tontura,
  2. Vômito.

Em muitos casos, esses sintomas são a consequência do enjoo matinal e não são motivo de preocupação.
A doença da manhã pode ocorrer já três semanas após a concepção.
A consequência é o aumento de alguns hormônios femininos, incluindo:

  • Beta HCG,
  • Progesterona.

Esses hormônios retardam a digestão e por isso o estômago esvazia-se mais lentamente.

Vasos sanguíneos dilatados
Durante a gravidez, os vasos sanguíneos do corpo dilatam-se e a pressão arterial cai; a consequência é a tontura.
As mulheres grávidas devem:

  1. Evitar ficar em pé por longos períodos de tempo,
  2. Levantar-se devagar da posição deitada ou sentada para evitar tontura.

No caso da vertigem, é necessário deitar-se no lado esquerdo para evitar que o útero comprima a veia cava inferior.

Gravidez extrauterina ou ectópica
Em alguns casos, tontura e vômito durante a gravidez podem ser sinais de um problema importante.

Se ocorrerem tonturas graves, juntamente com dor no baixo ventre ou sangramento vaginal, é possível que a paciente tenha uma gravidez ectópica, ou seja, o óvulo fertilizado desenvolve-se fora do útero (geralmente na trompa de Falópio).
Nos estágios iniciais, os sintomas são leves, mas o crescimento do feto pode causar sintomas graves até a ruptura da trompa de Falópio.
A gravidez ectópica pode ser mortal.

 

Tontura e náusea em crianças

Em crianças, tontura e náusea podem ser sinais de:

  • Pressão arterial baixa: especialmente ao levantar muito rapidamente da cadeira.
  • Glicemia baixa: pode ocorrer se uma criança for diabética, realizou muito exercício ou não comeu por várias horas.
  • Intoxicação alimentar: pode causar vômito, diarreia e desidratação se a criança não estiver bebendo líquido o suficiente.
  • Desidratação: ocorre se a criança bebe muito pouco ou transpira demais.

Nos casos mais graves, esses sintomas podem ser provocados ​​por:

  • Problemas do sistema nervoso central, devido a formações anormais dentro do crânio (hematoma, abscesso, tumor) ou presença de líquido no cérebro,
  • Problemas na orelha interna que podem causar perda de equilíbrio,
  • Doenças neurológicas relacionadas com a circulação sanguínea, como um acidente vascular cerebral,
  • Hemorragia interna que pode resultar de um trauma e pode causar tontura e vômito devido à perda de sangue,
  • Ingestão de veneno ou respiração de substâncias químicas nocivas,
  • Alguns medicamentos, por exemplo, os antidepressivos.