Ginástica corretiva

ÍNDICE

 

 

A ginástica corretiva é essencial para reduzir a curva escoliótica e manter a correção, evitando um agravamento.
A ginástica corretiva é baseada em exercícios com diferentes posições: deitado, sentado ou em pé.
Existem métodos que incluem somente exercícios de quatro apoios, mas não são suficientes.
É necessário trabalhar em pé e sentado para corrigir a postura das crianças/adolescentes, mesmo sob condições normais da vida cotidiana.

Ginástica corretiva
Os músculos da parte côncava estão retraídos e mantêm as vértebras inclinadas para a curva escoliótica, portanto é necessário fazer exercícios e manter uma postura que os alongue.
É importante trabalhar em posição encurtada com os músculos que foram colocados em alongamento desde a convexidade da curva, e vice-versa é necessário reforçar em uma condição de estiramento aqueles que estão na convexidade da curva.
Entre os exercícios e as posturas, uma parte importante é realizada por aqueles em alongamento, ou seja distanciar a cabeça do osso sacro.
É possível pedir à criança/adolescente de levantar pesos sobre a cabeça ou tentar de esticar e endireitar a coluna vertebral.
Este trabalho também melhora a postura sentada durante as atividades da vida diária.

Para que serve a ginástica corretiva?


Existem duas grandes categorias de exercícios:
• Aqueles simétricos, são feitos com ambos os lados das costas ou pescoço
• Aqueles assimétricos são feitos apenas com um ombro ou quadril, envolvem principalmente os músculos de um lado do tronco
Os pacientes mais graves devem executar em particular os exercícios assimétricos, enquanto quem têm a atitude escoliótica (leve) ou os pacientes com uma inclinação da coluna menos pronunciada devem trabalhar quase exclusivamente simetricamente.

Os exercícios também são usados em casos de cifose dorsal que é geralmente acompanhada por uma lordose lombar muito marcada (hiperlordose).
A ginástica corretiva funciona se os exercícios são feitos regularmente, mas o paciente não pode pensar de endireitar totalmente a coluna com este tratamento.
A ginástica corretiva também pode servir para corrigir defeitos posturais das pernas, por exemplo no caso de joelho valgo ou varo.
Por exemplo, existem alguns exercícios de alongamento e reforço seletivo dos músculos internos e externos da coxa.

Como fazê-lo e quais são os objetivos da ginástica corretiva?

Primeiro de tudo, os pacientes com escoliose devem perceber a inclinação da coluna para corrigi-la e resolver a dor na coluna.
Para esta finalidade, usar instrumentos como o espelho ortopédico, as fotografias e a parede.

Escoliose lombar,convexa,direita, Radiografia, dor nas costas, postura
Escoliose lombar convexa para a direita.

O paciente deve fazer regulamente o programa de exercícios de ginástica postural corretiva.
É importante mudar a postura diária, mantendo as posições que tendem a reduzir a escoliose e evitar aqueles que a pioram.
Alguns exercícios podem ser repetidos em casa regularmente.
Os exercícios para melhorar o equilíbrio trazem os estímulos certos ao sistema vestibular portanto estimulam o adolescente ou a criança a perceber a localização de partes individuais do corpo e procurar uma correção da postura.

Uma parte importante da atividade corretiva é dedicada ao fortalecimento dos músculos: lombar, dorsal e abdominal porque se cria uma cinta muscular tônica que dá suporte a coluna e retarda a deterioração de dorso curvado.
Os músculos da frente do tronco (abdominal, flexores do quadril, intercostal) se originam das vértebras e costelas, portanto não é necessário concentrar apenas sobre a fáscia posterior do dorso, caso contrário se corre o risco de desenvolver desequilíbrios musculares e deficiência de força em determinados movimentos.
A escoliose cervical é muito rara, mas pode ocorrer, neste caso temos que trabalhar nos músculos que se encontram na frente do pescoço.

Os exercícios que se efetuam nas sessões de ginástica corretiva seguem diferentes métodos: Neiderhoffer, Iop, Klapp, etc., porque não existe um sistema perfeito, cada um deles tem pontos fortes e fracos, mas são complementares entre eles.

A realização de um exercício em vez de um outro deve ser decidida de acordo com o tipo de escoliose da criança/adolescente e deve mudar ao longo do tempo, de acordo com a evolução da curva.



Em casos graves de escoliose, o ortopedista recomenda a cirurgia ou o uso de um gesso ou uma órtese que bloqueia o avanço da curva e a endireita o máximo possível.
A atividade corretiva principal consiste em exercícios isométricos e assimétricos, alongamento da coluna, movimentos em todos os planos do espaço: flexões, extensões, inclinações, rotações etc. e fortalecimento dos músculos abdominais.
Não esquecer os exercícios preparatórios de reabilitação respiratória.


Como precisa trabalhar com a órtese?

A manipulação da coluna vertebral não é recomendada, mesmo quando se usa uma órtese, porque é como “bater na torre inclinada de Pisa”, se o equilíbrio é precário pode piorar a situação.
Por isso, o paciente pode realizar contrações isométricas dos músculos lombares, dorsais, peitorais e abdominais que consolidam os resultados obtidos com a cinta ortopédica.
Dessa maneira evitamos que a coluna vertebral volte a ficar torta quando se remove a órtese.

Para dar maior estabilidade ao rapaz, introduzimos no programa alguns exercícios de mobilização e fortalecimento dos músculos do ombro e do quadril.
O rapaz deve aprender a sentir a nova inclinação da coluna, também precisa desenvolver uma coordenação melhor com atividades orientadas.

A nível respiratório, é fundamental ensinar o rapaz a respirar na parte livre da órtese — ou seja na concavidade.
É essencial fazer os exercícios para colocar os ombros para trás porque muitas vezes o paciente tende a colocá-los para a frente.

Como corrigir a curva da coluna com o método Klapp?

frente flexão da coluna vertebral, médico e fisioterapeuta parte flexão, rigidez, mobilidade, grau de movimento ou ROM, amplitude de movimento, fisioterapia e reabilitação, diagnóstico, escoliose
Flexão da coluna

O método Klapp é baseado na observação dos animais que vivem na posição de cachorrinho (cães, gatos, leões, etc.), eles não estão sujeitos a uma escoliose, portanto o paciente assume a posição de quadrupedia.

As vantagens da posição em quadrupedia são:

  • Cancelar o efeito de gravidade
  • Os músculos das costas e tronco são relaxados porque eles não têm que suportar o peso e manter o equilíbrio
  • A coluna vertebral é mais móvel

A inclinação do tronco para a frente modifica a lordose da coluna lombar em cifose e bloqueia o movimento lateral, portanto é necessário concentrar no movimento a nível dorsal.

Como corrigir a curva segundo o método Neiderhoffer?

O método Neiderhoffer baseia-se no princípio que não é suficiente realizar exercícios de alongamento da coluna ou dos músculos de um lado.
Existem dois grupos de músculos nas costas que funcionam de forma diferente e complementares:

  • Os músculos que se originam nas costelas e as vértebras superiores com inserção nas costelas mais baixas e na pelve, com decurso vertical;
  • Os músculos que se originam nas vértebras e tem inserção na escápula ou membros tem um decurso horizontal.

Uma coluna curva à esquerda mantém em contração e alongamento os músculos horizontais no lado esquerdo para neutralizar a gravidade, enquanto no lado direito existe uma hipotrofia por menor uso.

escoliose,coluna,vertebralComo se corrige a curva de acordo com o método IOP?

O método IOP é uma evolução do Klapp, baseia-se no princípio de que a posição quadrupedal, com o apoio de uma mão e um joelho, não permite uma boa execução dos exercícios.

O paciente deve ser capaz de suportar tanto as mãos e as joelhos, se estender a perna deve manter o pé no chão e não levantado.
É possível levantar um braço ou ambos segurando a barra de ling (espaldar).
A flexão do quadril ou só de uma perna pode permitir de mover a correção da espinha dorsal até a lombar inferior.
Levantar um ombro ou quadril sobre o outro cancela a rotação das vértebras causada pela escoliose.

Qual esporte pode fazer uma pessoa com escoliose?

O esporte praticado de forma competitiva não é recomendável porque pode agrava a curva. Se for realizado em maneira não-competitiva, ajuda a criança a se relacionar com os outros e não ter limitações devido a curvatura.
Os esportes que podem ajudar são o basquete que dá um impulso em extensão e em direção para cima, o karatê que obriga a tomar uma postura ereta ou golf que é feito ao ar livre e é assimétrico.

Natação não é prejudicial, nos anos 80/90, todos os médicos recomendavam a natação porque pensavam que poderia endireitar a coluna.
Nos últimos anos, tem sido demonstrado que não corrige a coluna vertebral porque é um trabalho muito simétrico e fora das condições naturais do paciente, portanto não ajuda na correção da postura.

    Leia também

Deixe uma resposta