Remédios para a gengivite

A gengivite é uma doença da gengiva causada por uma infecção bacteriana das gengivas.

INDICE


Classificação da gengivite

Existem dois tipos de gengivite:

  • Gengivite aguda, é a inflamação reversível que passa em poucas semanas, aqui listamos alguns tipos.
    A gengivite herpética pode ocorrer juntamente com a estomatite, é causada pelo vírus herpes zoster.
    A gengivite ulcerativa pode causar a estomatite.
  • Gengivite crônica, é uma doença que provoca inflamação, dor e inchaço da gengiva e pode haver uma duração de anos, ou pode evoluir em periodontite (ou piorréia).
    Geralmente é causado por placa.

Outros tipos:

  • A gengivite hipertrófica é uma doença crônica caracterizada por um espessamento da gengiva.
  • A gengivite marginal afeta somente a borda e é o tipo mais frequente.
  • A gengivite desquamativa é causada por lesões da mucosa, com perda da camada superficial de queratina e pode formar úlceras.
  • A gengivite hormonal de natureza transitória ocorre em mulheres durante a gravidez ou no ciclo menstrual.

 


Causas da gengivite

As bactérias presentes na boca formam uma substância pegajosa clara nos dentes. Esta substância é chamada de placa e produz toxinas e ácidos que podem causar infecção da gengiva e cárie dentária.
Se a placa não é removida, causa o tártaro, ou seja a placa endurece.
Se não é curada pode provocar a perda dos dentes que é uma periodontite em fase avançada.
A periodontite é uma doença em que as gengivas se separam dos dentes e se formam cavidades que se tornam infectadas.
Esta infecção se espalha para o osso e pode causar a perda do dente.

Fatores de risco:

  • Má higiene dental
  • Fumar e mascar tabaco
  • Boca seca,
  • Dieta inadequada (por exemplo, deficiência de vitamina C)
  • Altos níveis de stress
  • História familiar de problemas dentários
  • Infecções virais ou fúngicas
  • Alguns tratamentos para câncer
  • Leucemia, a gengivite pode ser um sintoma de câncer
  • Poucas visitas ao dentista.

Em crianças pode ocorrer a gengivite infantil especialmente se as sofrem de diabetes tipo I ou pela má higiene bucal.

gengivite
As alterações hormonais também podem ser responsáveis por gengivite durante a gravidez.
Outros fatores que podem contribuir para a gengivite são os efeitos colaterais dos medicamentos, em particular:

  • Anticonvulsivantes,
  • O anti-angina.

A gengivite bacteriana é contagiosa?

A resposta é: depende.
Se a origem da gengivite é uma ação do indivíduo não é contagiosa, por exemplo nestes casos:

  1. Má higiene dental,
  2. Dentes tortos e difíceis de limpar,
  3. Fumar
  4. Drogas como cortisonas e alguns anti-inflamatórios,
  5. Uma dieta rica em açúcares e hidratos de carbono.

No entanto, os pesquisadores mostraram que as bactérias que causam a gengivite (por exemplo, Streptococcus mutans) podem ser transmitidas de pais para filhos e entre homens e mulheres vivendo juntos e compartilhando:

  • Pratos,
  • Utensílios,
  • Óculos,
  • Outros objetos.

Teoricamente, também pode ser transmitido com beijos.

 


Sintomas da gengivite

  • Gengivas inchadas e vermelhas,
  • Dor de gengiva,
  • Sangramento gengival,
  • Recessão gengival,
  • Mau hálito.

Descrição dos sintomas:

  • Um dos sinais mais evidentes é que as gengivas começam a sangrar facilmente.
    É particularmente freqüente durante a escovação ou o uso do fio dental.
  • As gengivas vermelhas e inchadas são outro sinal evidente da gengivite.
  • Ocasionalmente, as gengivas se podem tornar extremamente dolorosas e sensíveis.
  • Quando as gengivas estão saudáveis, têm a cor rosa pálido e o tecido é compacto.
    Se é infectada a cor muda para vermelho brilhante ou vermelho-violeta.
  • As pessoas que sofrem de gengivite enfrentam um outro problema chamado de recessão gengival.
  • Todos os sintomas acima mencionados podem ser acompanhados por halitose (mau hálito) ou um gosto ruim na boca devido ao crescimento de bactérias na cavidade oral.
  • A gengivite aguda ulcerativa necrosante é uma variante muito grave desta doença e também provoca febrelinfonodos do pescoço inchados e forte dor.

 


Diferença entre gengivite e paradontite

A periodontite é uma infecção que danifica o osso e outros tecidos de suporte dos dentes.
A causa é uma infecção bacteriana.
No caso de paradontite, existe sempre a gengivite, mas a gengivite não causa a periodontite.

 


Gengivite na gravidez

A gengivite gravídica é uma doença da gengiva freqüentemente observada em muitas mulheres grávidas.

Sintomas e tratamento da gengivite na gravidez
Os sintomas podem ser inchaço, inflamação e dor das gengivas.
Durante a limpeza dos dentes pode ocorrer sangramento nas gengivas.
Caso haja um sangramento nos tecidos gengivais que não agrava a parte interessada, recomenda-se consultar um médico logo que possível.
As gengivas afetadas aparecem vermelhas.

A melhor maneira de prevenir a gengivite da gravidez é seguir uma boa higiene bucal.
Dado que esta doença é causada por bactérias presentes na boca, a higiene bucal impede o desenvolvimento da gengivite.
Não existe dúvida que o aumento do nível do hormônio progesterona pode favorecer a aparência ou agravar a doença.
As gengivas são um órgão alvo dos hormônios esteróides.

Se não é curada, existem chances de que se torne uma doença periodontal.
Os pesquisadores pensam que existe uma relação entre a doença periodontal e o parto prematuro.
De acordo com estudos, as mulheres grávidas com doenças crônicas na gengiva têm mais probabilidades de um parto prematuro do que as gravidas com as gengivas saudáveis.

 


O que fazer? Tratamento para estomatite

O tratamento da gengivite é uma combinação de tratamentos dentários e rémedios caseiros.
Se a infecção não cura em poucos dias, o médico pode prescrever antibióticos.

Consultar um dentista
Como mencionado anteriormente, a gengivite é causada pelo tártaro e placa bacteriana na boca.
Por isso a primeira coisa que você precisa fazer é remover o tártaro e a placa bacteriana visitando um dentista.
O dentista limpa o tártaro.
Esta operação pode ser difícil de lidar, dependendo da quantidade de tártaro acumulado sobre os dentes e gengivas.
Após esta limpeza pode ser necessário usar um anti-séptico bucal, por exemplo, a benzidamina (Benflogin ®, Flogo-rosa ®).
Este processo de limpeza é o primeiro passo no tratamento da gengivite.

Lavar os dentes
Os pais sempre insistem em lavar os dentes duas vezes por dia para prevenir doenças dentárias.
É importante seguir essa regra e lavar os dentes pelo menos duas vezes por dia.
Quando você consegue limpar os dentes após cada refeição ou lanche, não há necessidade de se preocupar.
Portanto, o mais importante no tratamento da gengivite é lavar os dentes regularmente para evitar o acúmulo de tártaro.

Fio dental
Não acredite em publicidades de escovas de dentes que argumentam que as escovas são capazes de limpar completamente todos os espaços entre os dentes.
A escovação sozinha não é suficiente. O fio dental é o caminho certo para limpar essas áreas.
O fio dental é usado para remover todas as partículas de comida que ficam presas entre os dentes.
Portanto, usar o fio dental depois de lavar os dentes é o próximo passo.

Dicas de cuidados dentários
É fácil prevenir a gengivite seguindo as instruções que são importantes para o atendimento odontológico em casa.
Uma escovação regular e o fio dental duas vezes por dia são as melhores soluções para curar a gengivite em casa.
Você também pode usar uma pasta de dente com ervas.
Lembre-se de não se apressar na escovação e usar fio dental.
Gaste pelo menos 5-6 minutos para limpar os dentes.
O uso do colutório bucal é essencial.

 


Remédios caseiros e prevenção

Podemos curar a gengivite naturalmente usando óleos naturais tais como:

  • Óleo de tomilho
  • Óleo de melaleuca (Óleo de tea tree)
  • Óleo de hortelã-pimenta
  • Óleo de limão
  • Óleo de mirra
  • Óleo de cravo.

Esses óleos ajudam a reduzir o inchaço das gengivas.
As seguintes soluções são úteis para tratar a gengivite.

  • Faça gargarejos com água e sal (de preferência o bicarbonato de sódio) para aliviar a dor nas gengivas inchadas.
    Isso também ajuda a reduzir o inchaço das gengivas.
  • Você pode aplicar o óleo de cravo na gengiva afetada para reduzir a dor.
    Também mastigar um cravo que libera o suco é eficaz para reduzir a inflamação nas gengivas.
  • Misture o óleo de melaleuca, óleo de limão e óleo de hortelã-pimenta e aplique esta mistura sobre as gengivas inchadas para reduzir a inflamação.
  • Misture óleos diferentes, como mirra, hortelã-pimenta, tomilho e cravo em um copo de água e use essa mistura como um enxaguatório bucal.
  • Beber uma xícara de chá de camomila faz maravilhas para reduzir a inflamação e o inchaço nas gengivas.
  • Faça uma mistura de uma colher de chá de vinagre de maçã com meio copo de água morna e use como colutório.

 


Gengivite, remédios, dentistaDieta para gengivitee alimentação

Apenas uma boa higiene bucal não é suficiente para curar a gengivite, uma dieta saudável é muito importante.
Comer frutas tais como maçãs, cenouras e peras estimula a circulação sanguínea das gengivas.
Além disso, uma grande dose de vitamina C na dieta diária ajuda a manter as gengivas saudáveis.
Limite a ingestão de açúcares na dieta porque o açúcar é o pior inimigo das gengivas.
Portanto uma dieta saudável não só cuida da saúde mas também é responsável pela saúde das suas gengivas.

 


Receitas para os remédios naturais

1) Ingredientes

  • Água: 1 xícara
  • Óleo de limão: 1 gota
  • Óleo de hortelã-pimenta: 1 gota

Instruções

Misture os ingredientes e agite bem.
Use isto como qualquer outro colutório bucal.
Coloque a mistura na boca, enxague bem e depois cuspa tudo.
Este colutório bucal atua como um emulsificante e ajuda a aumentar a circulação de sangue nas gengivas que são menos propensas a problemas.

 

2) Ingredientes

  • Óleo de cravo: 2 gotas
  • Água quente: 1 copo

Instruções

Misture os ingredientes e faça gargarejos com esta mistura por alguns segundos e, em seguida, cuspir todo o líquido.
O óleo de cravo atua como um remédio eficaz contra a dor e inchaço que a gengivite pode causar.

 

3) Ingredientes

  • Água quente: 1 garrafa
  • Óleo de melaleuca (tea tree oil) ou óleo de hortelã-pimenta, 4 gotas
  • Açúcar: uma pitada

Instruções

Esta receita consiste em um composto que pode ser preparado e conservado na geladeira por alguns dias.
A água deve ser misturada com óleos.
Adicione uma pitada de açúcar na solução.
Agora misturar tudo e usar a mistura como um enxaguatório bucal antibacteriano eficaz contra gengivite.

 


Tempo de recuperação e prognóstico

A gengivite leve dura um período breve.
O período depende da gravidade.
É necessário um bom cuidado com a boca e visitar o dentista regularmente para reduzir o tempo de recuperação.

É necessário falar com o dentista quando você sofre de gengivite moderada ou grave.
Não espere porque se pode perder um ou mais dentes.
Visitas regulares ao dentista controlam os problemas dentários.

Leia também