Dor de dente

 

INDICE


A dor de dente, na gengiva ou no maxilar é causada principalmente por distúrbios dentais tais como:

Algumas doenças podem causar dor de dente intermitente, por exemplo, um problema da articulação temporomandibular (doença articular da mandíbula).

 


Causas da dor dental

A causa mais comum do dor de dente é uma cárie.
A cárie é uma erosão progressiva do dente causada por uma bactéria.

  • Em pacientes que são objeto de estudos científicos, a dor intensa após uma obturação é uma ocorrência frequente quando é feito de modo aproximado.
  • Muitos pacientes sentem dor após um tratamento de canal.
    Nestes casos, quando se mastiga a comida se sofre de dor intensa.
  • Os distúrbios da gengiva são outra causa comum. Uma pessoa pode notar uma inflamação das gengivas que pode se espalhar para os ossos que rodeiam e suportam a estrutura dental.
  • A retração gengival é outro distúrbio que pode ser uma causa de dor intensa em um dente.
    A recessão gengival (que provoca uma exposição de pequenas áreas das raízes dentárias) pode ser curada cobrindo a parte exposta.
  • Além disso, uma rachadura ou fratura dental causada por trauma (como um acidente ou lesão) é uma causa de dor de dente..
  • A inflamação do tecido da polpa dental é uma causa menos frequente de dor. Os sintomas de inflamação do tecido da polpa são: uma dor leve, mas constante, perto de um dente e um aumento da sensibilidade ao mastigar. Neste caso, recomendamos uma visita ao dentista ou ao prostodontista (um dentista que é responsável pelo cuidado do dente através da utilização de coroas, facetas e/ou próteses dentárias).
    Pode ser recomendado um tratamento endodôntico para eliminar o problema.
  • O abcesso dentário (que é uma fase pior da cárie e ocorre quando não é curada) é uma causa de forte dor.
    O osso ao redor do dente com o abscesso torna-se infectado.
    Para sair desta situação, pode ser necessário um tratamento de canal radicular (desvitalização).

Alguns indivíduos sofrem uma leve dor e uma sensação de pressão sobre os dentes e maxilar.
Estes sintomas são observados em pessoas que sofrem de bruxismo (ou ranger os dentes).
Não existe um tratamento para bruxismo, mas pode diminuir quando você elimina os fatores que causam esta doença (tais como insônia, fumo, estresse, alcoolismo, má oclusão, etc.).

Quando nasce o dente do siso (terceiro molar) se sente uma dor aguda nos dentes.
A dor dos dentes do siso é comum porque estas estruturas corporais desalinhadas empurram para a frente os molares que já estão presentes.
Existem 4 dentes do siso, dois acima e dois em baixo, em cada arcada existe um dente do lado esquerdo e umo no lado direito.
Geralmente, o dentista recomenda remover o dente.
Após a extração, a dor que se sente por 24/48 horas e as bochechas podem inchar.

Outras causas
Muitas vezes, a dor não é devido a problemas com os dentes ou gengivas.
A dor nestas áreas também é atribuída à doenças cardíacas (angina ou infarto) infecção no ouvido (otite) e infecções dos seios paranasais (sinusite).

Em muitos casos, os pacientes cardíacos queixam-se de uma dor irradiada para os dentes ou para a maxila.
As pessoas que têm uma infecção no ouvido, muitas vezes se queixam de dor intensa nos dentes superiores e mandíbulas, especialmente na articulação temporomandibular.
Raramente, uma dor de dente é causada por uma doença neurológica chamadade  neuralgia do trigêmeo.
Em crianças, a erupção dos dentes de leite pode causar dor e irritabilidade.
Um problema de oclusão da articulação da mandíbula (Temporomandibular ) pode causar dor:
1. Na mandíbula,
2. No pescoço,
3. No ombro,
4. Dor nas costas (dorsal).

maloclusão,mandíbula


Sintomas que ocorrem em conjunto com a dor de dentes

No início, a intensidade da dor é leve.
Esta dor aumenta quando você come ou bebe algo quente ou frio.
Após alguns segundos que é passada a sensação de quente ou frio, geralmente a dor diminui.
Quando a área de inflamação aumenta, a dor de dente se torna mais intensa e dá uma sensação pulsante.
Pode estender-se para as bochechas, orelhas e cabeça.
Outros sintomas que podem indicar doenças periodontais são as seguintes:

  • Inchaço da mandíbula
  • Inchaço ao redor do dente afetado
  • Hemorragia do dente ou uma perda em toda a área se a gengiva é afetada.
  • Dor na gengiva e na mandíbula que torna-se sensível ao tato.

gengiviteMuitas vezes a dor intensifica-se com uma maior pressão sobre o dente. Pode ocorrer durante a mastigação ou quando a pessoa está deitada.
Às vezes, o dente parece normal e torna-se difícil identificar a origem da dor.
Nesses casos, quando tocamos os dentes podemos sentir dor.
Raramente observamos os gânglios linfáticos do pescoço inchados.


Dor de dente após uma obturação

Para a maioria das pessoas, após uma obturação, a dor de dente é frequente.
O dentista pode recomendar uma terapia de obturação para reparar um dente danificado pela cárie.
Uma obturação também ajuda a prevenir futuras cáries e deixa o dente na função e forma normal.
Após um tratamento dentário, é comum sofrer de dor de dente.
Após uma obturação, a maioria das pessoas sofre de uma dor de dente leve ou intensa.
Às vezes, o dente torna-se extremamente sensível.
Após o tratamento, o dente afetado pode sofrer de sensibilidade ao ar, pressão, alimentos doces, quentes ou frios.
Normalmente, este problema de sentibilidade e a dor de dente depois de uma obturação passa sem tratamento em poucas semanas.

 

Tipo de dor de dente após a obturação

A dor na area da obturação: quando você tem dor em torno da obturação, é necessário consultar um dentista. Pode ocorrer porque a cárie não foi fechada corretamente.

Dor durante a mordida: você pode sofrer deste tipo de dor quando você tenta morder alguma coisa.
Depois que a anestesia passa, você começa a sentir a dor que poderia continuar por algum tempo. Quando você tem uma dor imediata durante a mastigação, a causa pode ser uma obturação que não foi feita corretamente.
Quando mordemos colocamos pressão sobre a obturação.
Isso geralmente acontece quando a obturação interfere com a mordida, quando a obturação toca os dentes superiores e inferiores.

dor de denteDor quando os dentes se tocam
A dor é devida a duas diferentes superfícies metálicas que se tocam, como uma amálgama de prata em um dente apenas bloqueado e uma coroa de prata em outro dente. Geralmente, a dor desaparece por si só em um curto espaço de tempo, mas se não passa é necessário procurar um dentista.

Dor no dente relatada: neste caso você está sofrendo de dor ou sensibilidade ao dente ao lado daquele obturado. Quando você tem este tipo de dor, provavelmente existe um problema no dente e a dor deve desaparecer por si só.

Dor de dente constante: se a cárie era muito profunda e chega à polpa do dente, você poderia ter uma dor constante (especialmente ao comer) que dura algumas semanas após a obturação.
Esta constante dor de dente indica que o tecido não é mais saudável e talvez é necessário um tratamento de canal para curar esta dor.



Sintomas da alergia após a obturação: pode ocorrer uma reação alérgica a amálgama de prata usada na obturação. Neste caso você tem erupções cutâneas, coceira e outros sintomas alérgicos e você tem que substituir as obturações de prata com obturações em compósito.
As reações alérgicas as obturações de prata são raras.
Os sintomas da alergia a amálgama são muito similares aqueles de alergia na pele que incluem eczema e coceira. Neste caso, substituir a obturação com restauração em compósito é a melhor solução.


Dor latejante no dente

Uma dor latejante indica uma pulpite aguda.
Quando uma pessoa vai ao dentista e se queixa desta doença significa apenas uma coisa, que a infecção chegou à polpa e causou uma pulpite aguda (ou seja, uma inflamação aguda da polpa).
Quando é presente uma cárie, o esmalte é o primeiro a ser infectado.
A partir daí a infecção atinge a dentina e então (se o dente não for curado) atinge a polpa.
Depois de atingir a polpa, esta infecção pode ter um curso agudo ou crônico.
Se ela se torna crônica, provoca dor e possivelmente causa uma necrose ou a morte da polpa.
Se a infecção tem um curso agudo, causa inflamação intensa da polpa juntamente com uma dor latejante no dente que aumenta na cama.
Em breve, uma fortíssima dor de dente.


Dor de dente após a preparação da coroa

Causas e solução

Calor produzido pela broca dor,de,dente
Uma das causas mais frequentes de dor é a sensibilidade que ocorre devido ao calor gerado pela broca.
Durante a preparação da coroa, se a superfície do dente é muito fina, o calor gerado pela broca pode afetar o tecido pulpar.
Este calor pode causar uma lesão à polpa, conhecida como pulpite (inflamação da polpa).

Hipersensibilidade nos dentes tratados no externo
Na maioria dos casos, quando um dente precisa de uma coroa significa que está danificado na estrutura e não pode resistir a uma força externa por si só .
Portanto, precisa de uma coroa dentária.
Na maioria dos casos, você pode fazer um tratamento de canal para evitar a hipersensibilidade.
No entanto, às vezes o dentista prefere não correr o risco de fazer um tratamento de canal porque aumenta o custo da coroa dental e pode igualmente danificar e encurtar a vida do dente.
Nesses casos, é possível que a polpa com fibras nervosas torna-se hipersensível e provoque dor de dente.
Se a pessoa afetada sofre dor intensa, é melhor fazer um tratamento de canal e remover o tecido pulpar.

Coroa provisória com defeito
Às vezes, uma pessoa pode ter uma dor de dente devido a uma coroa com defeito que tem rachaduras e causa a sensibilidade quando bebe líquidos quentes ou frios.
Nestes casos, é melhor ser reparado ou reconstruído.

Coroa de tamanho errado
Depois que a coroa final está posicionada, a pessoa pode sentir dor e hipersensibilidade porque a coroa tem o tamanho errado, ou seja, é muito apertada (por isso bate contra a gengiva e provoca dor) ou muito soltas (permitindo assim que as bactérias se acumulam no espaço entre a coroa e o dente, causando uma infecção).


Dor de dente durante a gravidez e amamentação

Quando você sofre de dor de dente, você não deve hesitar para marcar uma consulta com o dentista. Além disso, você deve informar ao dentista que está grávida.
O dentista fornece analgésicos para reduzir a dor.
Também pode prescrever alguns antibióticos como a penicilina para tratar a infecção.
Geralmente, uma operação dental regular é adiada até depois do parto.
Se a infecção é grave (como uma cárie dentária), pode ser uma operação dentária.
O problema é identificado com a ajuda de uma radiografia.
A principal preocupação das mulheres grávidas para a operação dentária são os efeitos dos raios-x  e da anestesia no bebê que deve nascer.
No entanto não é necessário se preocupar porque o dentista evita causar riscos para o bebê.
Dá um tipo especial de avental que pode proteger a criança dos efeitos nocivos dos raios-x.
A dosagem de anestesia é mantida a um mínimo para garantir a proteção ao feto.


Dor de denteO que fazer? Tratamento para dor de dente

O tratamento depende da desordem, podem ser úteis os medicamentos ou alguns remédios naturais, mas em casos mais graves é necessária uma intervenção do cirurgião-dentista.


O que tomar? Medicamentos para dor de dente

Os medicamentos de venda livre são aqueles que você pode comprar sem receita médica.
Esses medicamentos ajudam a aliviar a dor, especialmente quando a causa da dor de dente não é um problema sério.
O médico geralmente prescreve cetoprofeno (profenid ®) para reduzir a dor rapidamente, raramente recomenda:

1. Nimesulida (Nisulid ®),
2. Diclofenaco (Voltaren ®),
3. Metanossulfonato
4. Dipirona (Novalgina ®).

Abaixo estão alguns medicamentos para dor de dente (a prescrição não é necessária):

  • Aspirina ou doril,
  • Acetaminofeno (paracetamol),
  • Ibuprofeno (Alivium ®),
  • Naproxeno (Flanax ®).

Medicamentos antibióticos contra a dor de dente em crianças
Você pode dar um analgésico como o acetaminofeno (Paracetamol) para crianças, mas você deve consultar o dentista para descobrir a dosagem exata.
Depois de saber o peso da criança, o médico determina a dose de paracetamol.
Também os medicamentos orais que estão disponíveis em forma líquida podem aliviar a dor.
Estes medicamentos líquidos requerem um delicado pincel para a aplicação fácil.
Uma pessoa só precisa mergulhar o pincel no líquido do medicamento e aplicar a solução na área da dor.

Antibiótico para infecções nos dentes
Você não pode curar uma infecção bacteriana do dente (como o abscesso) apenas com analgésicos. O paciente também deve tomar antibióticos para eliminar a infecção. Em outras palavras, a terapia para infecções que causam dor de dente é uma combinação de antibióticos e analgésicos. Abaixo estão os antibióticos:

  • Amoxicilina (Amoxil ®)
  • Clindamicina
  • Metronidazol
  • Eritromicina


dor nos dentes, gengivas, remédiosRemédios naturais para dor de dente

Embora seja possível tomar medicamentos sem receita para aliviar a dor, é melhor consultar um dentista em caso de lesão na estrutura do dente.
É necessária uma visita ao dentista mesmo se a dor for acompanhada de sintomas como febre, dor de cabeça ou rosto inchado ao redor do dente afetado.
No entanto, é possível tomar alguns remédios naturais para o alívio temporário da dor.

Óleo de cravo
O óleo de cravo é usado por um longo tempo para curar a dor de dente. Para ter alívio mergulhe simplesmente um cotonete limpo em algumas gotas de óleo de cravo e coloque este remédio perto do dente afetado. O óleo de cravo contém um químico chamado eugenol.
Esta substância tem propriedades anestésicas.
Colocar esta substância ao redor do dente afetado entorpeça a área, portanto dà alívio.
Além disso, os cravos têm propriedades antibacterianas.
Portanto o óleo de cravo ajuda a diminuir o risco de infecções bacterianas.

Cebola e alho
As infecções dentárias podem ocorrer quando as bactérias agem nos resíduos de comida presas entre os dentes.
Dado que a cebola é conhecida por possuir propriedades bactericidas, colocar uma fatia de cebola sobre o dente afetado por alguns minutos pode ser eficaz.
Os dentes de alho esmagados contêm alicina, um composto orgânico sulfídrico que possui propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas.
Mastigar alho pode ajudar a aliviar a dor.

Assa-fétida
A assa-fétida é uma goma-resina rica de vitaminas e minerais. Acredita-se que tem propriedades terapêuticas. Ela pode ser usada para obter alívio da dor de dente.
Para usar este remédio, devemos fazer uma pasta misturando uma pitada de assa-fétida com algumas gotas de suco de limão.
Embeba um cotonete limpo nesta pasta e aplique no dente afetado.

Extrato de baunilha
As propriedades terapêuticas do extrato de baunilha são devido à presença de eugenol.
Para usar o extrato de baunilha contra dor de dente, você deve embeber um cotonete em algumas gotas de extrato de baunilha puro e aplicar no dente afetado .

Grama do trigo
A grama do trigo é rica em vitaminas e minerais, tais como:

Também contém fitonutrientes responsavéis pelas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Usar um colutório de grama de trigo pode ser eficaz para a prevenção de cáries.

Solução salina
O gargarejo com uma solução salina morna é um dos velhos remédios caseiros para alíviar a dor de dente.
Agitar uma solução salina morna na boca pode ajudar a reduzir o inchaço.
Isso também pode reduzir a dor.

Chá de ervas
Infusões de ervas, como camomila ou chá de hortelã estão entre os remédios caseiros melhores para dor de dente.
Você também pode usar as flores de orelacea Acmella para aliviar a dor de dente.
A tintura de Echinacea e milefólio pode ser benéfica no tratamento de problemas com os dentes e gengivas.
O chá de malva ou Sage pode reduzir a inflamação e a dor nos dentes.

Compressas quente/fria
Aplicar compressas quentes ou frias pode aliviar a dor e o inchaço.
Enrole um bloco de gelo em uma toalha limpa e coloque sobre a área afetada.
Você também pode colocar na bochecha um saco de chá quente.
Os taninos no chá ajuda a anestesiar a área, permitindo assim um alívio temporário.


O que comer? Dieta e alimentação

Na fase aguda ou após uma cirurgia dental é recomendado comer batatas, frutos vermelhos e vegetais.
Não engolir alimentos muito quentes ou frios, Evite alimentos com alto conteúdo de açúcar.