Diarréia: causas e sintomas

A diarréia é uma doença caracterizada por evacuações freqüentes e líquidas.

INDICE


Existem essencialmente três tipos de diarréia:

  1. Aguda,
  2. Crônica,
  3. Recorrente.

Felizmente, a maioria dos tipos de diarréia é aguda ou de curta duração.

Este tipo de diarréia dura apenas dois dias.
Se persiste pelo menos 4-5 dias recomenda-se procurar o médico.

Diarréia, dor no estômago

© Massimo Defilippo

  • A diarréia aguda também é conhecida como diarréia não inflamatória.
  • A diarréia crônica é persistente, é causada por doenças crônicas intestinais ou sistêmicas.
  • A diarréia recorrente é caracterizada por episódios recorrentes intercalados com períodos sem sintomas.

 


Causas da diarréia

A diarréia é um problema desagradável e pode ser perigoso para a saúde dado que geralmente indica uma infecção.
Algumas causas de diarréia incluem:

  • Antibióticos.Os antibióticos (Varughese et al. – 2013), os medicamentos oncológicos, a pílula anticoncepcional e antiácidos que contém magnésio podem causar a diarréia súbita.
  • Doença celíaca. A doença celíaca é uma doença que danifica o intestino das pessoas intolerantes ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, centeio e cevada.
    A doença celíaca provoca a diarréia osmótica (Bul et al. – 2016) que é caracterizada por uma retenção de líquido significativa no cólon.
  • Doença de Crohn. Uma desordem inflamatória que geralmente ocorre na última parte do intestino delgado (íleo), causando inchaço intestinal. A doença de Crohn também pode ocorrer no intestino grosso e provoca uma diarréia (Binder – 2009) inflamatória (com pus e sangue nas fezes).
  • Diverticulite. A diverticulite é a inflamação dos pequenos sacos (divertículos) que podem se formar na parede muscular enfraquecida do intestino grosso (Tursi et al. – 2009).
  • Disenteria. A disenteria é uma inflamação intestinal acompanhada de diarreia intensa e sangramento intestinal (Dans et al. – 2007), causada por água potável que contém um parasita chamado de Entamoeba histolytica.
  • Intoxicação alimentar. Comer alimentos que estão contaminados ou estragados porque contêm microorganismos nocivos ou substâncias tóxicas (Cangemi – 2009).
  • Diarréia de origem infecciosa. A diarréia causada por infecções bacterianas ou virais. Vários tipos de bactérias ingeridos através da água ou alimentos contaminados podem causar diarréia. Geralmente, os culpados incluem Campylobacter (Blaser et al. – 1997), Salmonella, Shigella e Escherichia coli.
  • Síndrome do intestino irritável (SII). O cólon irritável é uma doença onde as contracções musculares são mais rápidas (diarréia funcional) (Saha – 2014).
  • Intolerância à lactose. A incapacidade de digerir uma quantidade significativa de lactose (Rejane Mattar et al. – 2012).
  • Má absorção. O intestino delgado absorve alguns nutrientes e causa diarréia crônica com inchaço e flatulência (Keller et al. – 2014).
  • Colite ulcerativa. A colite ulcerativa é uma inflamação da parede interna do cólon (Sandle – 2005), caracterizada por feridas abertas que aparecem na mucosa.
  • Gastroenterite viral ou gripe intestinal (Chow et al. – 2010).
    Uma inflamação do aparelho digestivo causada por um vírus, se isso acontece depois de uma viagem ao exterior é chamada de diarréia do viajante.
    Muitos vírus causam a diarréia, incluindo rotavírus, norovírus, citomegalovírus, herpes simplex e o vírus da hepatite.
    A infecção com o rotavírus é a causa mais comum de diarréia aguda em crianças, geralmente passa em 3-7 dias, mas pode causar problemas para digerir a lactose por mais de um mês.
  • Parasitas. Parasitas podem entrar no corpo através de alimentos ou água e se estabelecer no sistema digestivo. Parasitas que causam diarreia incluem Giardia lamblia, Entamoeba histolytica e Cryptosporidium.
  • O mesmo sintoma pode aparecer para aqueles que sofrem de intolerância à frutose.
  • Algumas pessoas podem ter diarreia se comem certos tipos de adoçantes em quantidade excessiva.
  • Suplementos. Muitas vitaminas, minerais, aminoácidos, creatina, carnitina, etc. podem causar diarréia.
  • Síndrome pré menstrual. Uma semana antes da menstruação algumas mulheres sofrem de diarréia, esse sintoma ocorre mesmo antes do parto.
  • Algumas pessoas desenvolvem diarréia após a cirurgia de estômago, que pode resultar em um fluxo mais rápido dos alimentos através do sistema digestivo.
  • Câncer colorretal (Chow et al. – 2010), provoca uma diarréia aquosa (líquida).
  • O estresse e ansiedade (Hamidreza Roohafza et al. – 2016) podem causar a colite nervosa.
  • Exercício físico excessivo (Prado de Oliveira et al. – 2011).

Em muitos casos, não é possível encontrar a causa da diarréia. Uma vez que a diarréia passa própria dentro de 1 ou 2 dias, não é necessário compreender a causa.

 


Quais são os sintomas da diarréia?

Geralmente, a diarréia se apresenta em conjunto com vários sintomas, tais como:

Nos adultos geralmente a diarréia temporária não é prejudicial, mas algumas vezes pode indicar problemas mais sérios.
Por causa do menor volume do corpo, as crianças podem sofrer graves consequências resultantes de diarréia prolongada.
Os recém-nascidos e os lactentes devem continuar a amamentação para evitar a desidratação e porque o leite materno tem propriedades antibacterianas (Sazawal et al. – 1992).

 


Remédios naturais para parar a diarréia

Comer refeições pequenas e freqüentes e lanches.
Não comer grandes quantidades de alimentos de uma só vez porque isso pode piorar a diarréia.
Durante todo o dia comer muitas vezes pequenos lanches.

Comer alimentos com probióticos. Os probióticos são encontrados naturalmente no iogurte e tem benefícios para diferentes tipos de diarréia, incluindo a diarréia induzida por um tratamento de câncer como quimioterapia ou radioterapia.

Evitar o frio. É importante cobrir á barriga.

Os indivíduos são diferentes na tolerância aos alimentos. Evitar os alimentos que causam cólicas, flatulência e diarréia.

Quando você tem cólicas, evitar alimentos que podem produzir gases tais como:

  • Bebidas carbonatadas
  • Cerveja
  • Leguminosas (feijões, ervilhas, grão de bico ou lentilhas)
  • Repolho
  • Brócolis
  • Couve-flor
  • Alimentos muito condimentados
  • Goma de mascar.

Os alimentos à temperatura ambiente podem ser tolerados melhor do que os alimentos quentes ou frios.

Leia também

Bibliografia

  1. Varughese CA, Vakil NH, Phillips KM. Antibiotic-associated diarrhea: a refresher on causes and possible prevention with probiotics–continuing education article. J Pharm Pract. 2013 Oct;26(5):476-82. doi: 10.1177/0897190013499523.
  2. Bul V, Sleesman B, Boulay B. Celiac Disease Presenting as Profound Diarrhea and Weight Loss – A Celiac Crisis. Am J Case Rep. 2016 Aug 5;17:559-61.
  3. Binder HJ. Mechanisms of diarrhea in inflammatory bowel diseases. Ann N Y Acad Sci. 2009 May;1165:285-93. doi: 10.1111/j.1749-6632.2009.04039.x.
  4. Tursi A, Papagrigoriadis S. Review article: the current and evolving treatment of colonic diverticular disease. Aliment Pharmacol Ther. 2009 Sep 15; 30(6):532-46.
  5. Leonila F Dans, and Elizabeth G Martínez, Amoebic dysentery. BMJ Clin Evid. 2007; 2007: 0918.
  6. Cangemi JR. Food poisoning and diarrhea: small intestine effects. Curr Gastroenterol Rep. 2011 Oct;13(5):442-8. doi: 10.1007/s11894-011-0209-5.
  7. Blaser MJ. Epidemiologic and clinical features of Campylobacter jejuni infections. J Infect Dis. 1997 Dec;176 Suppl 2:S103-5.
  8. Rejane Mattar, Daniel Ferraz de Campos Mazo, and Flair José Carrilho. Lactose intolerance: diagnosis, genetic, and clinical factors. Clin Exp Gastroenterol. 2012; 5: 113–121.  doi:  10.2147/CEG.S32368
  9. Lekha Saha. Irritable bowel syndrome: Pathogenesis, diagnosis, treatment, and evidence-based medicine. World J Gastroenterol. 2014 Jun 14; 20(22): 6759–6773. doi:  10.3748/wjg.v20.i22.6759
  10. Sandle GI. Pathogenesis of diarrhea in ulcerative colitis: new views on an old problem. J Clin Gastroenterol. 2005 Apr;39(4 Suppl 2):S49-52.
  11. Chung M Chow, Alexander KC Leung, and Kam L Hon. Acute gastroenteritis: from guidelines to real life. Clin Exp Gastroenterol. 2010; 3: 97–112.
  12. Hamidreza Roohafza, Ehsan Zare Bidaki, Ammar Hasanzadeh-Keshteli,Hamed Daghaghzade, Hamid Afshar, and Peyman Adibi.
  13. Margaret Astin, MSc BSc, Tom Griffin, MSc, BSc, and Richard D Neal, PhD, FRCGP. The diagnostic value of symptoms for colorectal cancer in primary care: a systematic review. Br J Gen Pract. 2011 May; 61(586): e231–e243. doi:  10.3399/bjgp11X572427
  14. Anxiety, depression and distress among irritable bowel syndrome and their subtypes: An epidemiological population based study. Adv Biomed Res. 2016; 5: 183. doi:  10.4103/2277-9175.190938
  15. Erick Prado de Oliveira and Roberto Carlos Burini. Food-dependent, exercise-induced gastrointestinal distress. J Int Soc Sports Nutr. 2011; 8: 12. doi:  10.1186/1550-2783-8-12
  16. Acta Paediatr Suppl. 1992 Sep;381:93-7. Sazawal S, Bhan MK, Bhandari N. Type of milk feeding during acute diarrhoea and the risk of persistent diarrhoea: a case control study.

Deixe uma resposta