Pílula anticoncepcional

ÍNDICE


A pílula anticoncepcional (também chamada de pílula) é um comprimido que contém hormônios para mudar o funcionamento do corpo e evitar a gravidez.
Os hormônios são substâncias químicas que controlam o funcionamento dos órgãos do corpo.
Neste caso, os hormônios na pílula controlam os ovários e o útero.
O custo da embalagem varia de 10 a 15 reais mais ou menos.
Este medicamento deve ser prescrito pelo seu médico.

 

Como funciona?

1. Pílula combinada
A maioria das pílulas anticoncepcionais são tomadas em combinação, contêm dois diferentes hormônios: estrogênio e progesterona para evitar a ovulação (a liberação de um óvulo durante o ciclo menstrual).
As pílulas combinadas no mercado são por exemplo: Yasmin, Selene, Tamisa, Yaz, Siblima, Diane 35.

2. Minipílula
Existem outras que contêm apenas progesterona, por exemplo Cerazette.
É necessário escolher o medicamento mais adequado para a pessoa, ou seja, com menos efeitos colaterais.
Uma mulher não pode engravidar se ela não ovula porque não há óvulo para ser fertilizado.

A pílula provoca o espessamento do muco ao redor do colo do útero que torna difícil a entrada dos espermatozóides.
Desta forma, o esperma não pode alcançar o óvulo que foi liberado.
O comprimido também pode afetar a parede externa do útero e torna difícil a fixação de um ovo na parede do útero.


Classificação baseada na quantidade de hormônios

Existem três tipos de pílula:

Anticoncepcionais monofásicos
A pílula monofásica é um contraceptivo oral que tem a mesma quantidade de estrogênio e progesterona em cada comprimido da caixa.
Este tipo de medicamento é dividido em:

  1. Pílulas de baixa dose que têm menor quantidade de estrogênio (20 mcg)
  2. Com dose regular contêm 30-35 mcg de estrogênio
  3. Pílulas de alta dose têm cerca de 50 mcg de estrogênio.

Pílula anticoncepcional bifásica
Este anticoncepcional têm um nível de hormônios que muda durante o ciclo.
Os primeiros 7-10 dias contêm mais estrogênio (e têm uma cor), os 14 comprimidos subsequentes têm mais progestina (outra cor). Os últimos 7 comprimidos são pílulas placebo e não contêm hormônios.

Pílula anticoncepcional trifásica
As pílulas de combinação trifásicas contêm 3 diferentes doses de hormônios nas 3 semanas de pílulas ativas.
Os estrogênios são baixos nos primeiros 5 dias, aumentam em 5 dias e retornam para o nível inicial nos últimos dez.
A progesterona aumenta gradualmente desde o início até o fim do ciclo menstrual.
Os últimos 7 comprimidos (se incluídos) são comprimidos placebo e não são ativos.

 


Eficácia

A eficácia é uma preocupação importante e frequente na escolha de um método para não engravidar.
As pílulas anticoncepcionais são muito eficazes.
A medicação combinada funciona melhor se for tomada todos os dias.
As pílulas só de progestógeno deve ser tomada todo dia na mesma hora.
Isso mantém o nível correto de hormônios no corpo de uma mulher.
Menos de 1 em cada 100 mulheres engravidam a cada ano, se tomam a pílula todos os dias, como prescrito.
Cerca de nove entre 100 mulheres engravidam a cada ano se não tomam a pílula todos os dias como indicado.
Este medicamento pode ser ligeiramente menos eficaz para as mulheres que estão muito acima do peso.
Converse com seu médico se você estiver preocupada com a eficácia da pílula.
Algumas meninas tomam a pílula mesmo se não buscam uma forma de não engravidar, por exemplo, para remover acne de sua pele.

Alguns estudos científicos mostram que tomar uma dose de estrógenos baixa (20 mcg) dá resultados semelhantes a dosagem usada normalmente.

A pílula anticoncepcional não substitui a pílula do dia seguinte.

Alguns medicamentos e suplementos podem tornar a pílula menos eficaz:

  • O antibiótico rifampicina, enquanto que os outros antibióticos não alteram a eficácia da pílula
  • O antifúngico griseofulvina, enquanto que os outros antifúngicos não alteram a eficácia da pílula
  • Alguns medicamentos anti-HIV
  • Alguns medicamentos anti-epilépticas
  • Erva de São João

Vômitos e diarreia podem cancelar o efeito da pílula. Peça um conselho ao seu médico.
Após vômitos ou diarreia, use um método anticonceptivo alternativo, como um preservativo, DIU, diafragma, ou um método de contracepção de emergência (a pílula do dia seguinte) até o médico dizer que é necessário.
Devemos sempre ter em mente que a pílula não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.
Deve-se usar um preservativo para reduzir o risco de infecção.

 

Como se inicia a tomar a pílula anticoncepcional? Quando faz efeito?

Pílula anticoncepcionalAs mulheres estão acostumadas a começar a tomar a pílula no primeiro dia do ciclo (menstruação).
Ora, nós sabemos que se pode começar a tomar a pílula em qualquer dia do mês.
Converse com seu médico para saber qual é o melhor dia para começar a tomar a pílula.

 

Pílula combinada

Mesmo a pílula combinada se pode começar em qualquer momento.
Se a mulher começa dentro de cinco dias após o início do ciclo, a proteção contra a gravidez é válida imediatamente.
Não é necessário utilizar um método contraceptivo adicional.
Isto significa que se o ciclo começa na quarta-feira de manhã, você pode começar a tomar a pílula até segunda-feira de manhã para ficar protegida imediatamente.
Se você começar em qualquer outro momento durante o ciclo menstrual, a proteção contra a gravidez começa após sete dias.
Utilize um outro método de prevenção, tal como um preservativo, um diafragma ou uma esponja contraceptiva em caso de relação sexual vaginal durante a primeira semana de utilização.
Alguns ginecologistas recomendam esperar até o final da primeira caixa para ter relações sexuais desprotegidas.

 

Mini-pílula

Outro tipo de pílula anticoncepcional que tem uma dose baixa de progesterona, é chamada de mini-pílula.
Este tipo de medicamento é diferente de outras pílulas contraceptivas dado que contém apenas um tipo de hormônio (a progesterona) em vez de uma combinação de estrogénio e progesterona.
Ele funciona alterando o muco cervical e a parede externa do útero e por vezes afeta a ovulação.
A mini-pílula pode ser um pouco menos eficaz na prevenção da gravidez em relação aquela combinada.

A mini-pílula deve ser tomada todos os dias, sem interrupção.
Uma garota que está tomando a mini-pílula pode não ter nenhum ciclo ou apresentar ciclos irregulares.
A mini-pílula funciona se for tomada na mesma hora todos os dias, sem esquecer uma.
Qualquer tipo de pílula anticoncepcional funciona melhor se for tomada todos os dias na mesma hora, independentemente de estar praticando atividade sexual.
A regularidade é particularmente importante se a pílula tem somente progesterona.
Se você tomar três horas após o horário regular, deve usar um método contraceptivo adicional por 48 horas depois de tomar a pílula.
Pode começar a tomar este medicamento com apenas progesterona a qualquer momento. Utilize outro método de prevenção se tiver relações sexuais vaginais durante as primeiras 48 horas a partir do início porque a proteção começa após dois dias.

 

Iniciar a tomar a pílula após a gravidez

Você pode engravidar novamente logo após o parto. Começar a usar métodos contraceptivos após a gravidez é uma grande preocupação para muitas mulheres.
E muitas dessas mulheres escolhem a pílula.
Pode começar a tomar a pílula combinada pelo menos três semanas após o parto.
Se você estiver amamentando ou se houver um aumento do risco de coágulos de sangue, deve esperar pelo menos seis semanas após o parto.

 


Tamanho da embalagem

A maioria das pílulas encontram-se em embalagens de 21 comprimidos (Yasmin) ou 28 (Yas).
A pílula hormonal deve ser tomada todos os dias na mesma hora durante 21 dias.
Dependendo da embalagem, pode fazer uma pausa de 7 dias (como na embalagem de 21 comprimidos) ou tomar um comprimido que não contém hormônios por 7 dias (embalagem de 28 comprimidos).
Normalmente uma mulher tem a mestrução no período em que para de tomar as pílulas que contêm hormônios.
Algumas mulheres preferem a embalagem de 28 dias, pois ajuda a manter o hábito de tomar um comprimido todos os dias.
Também existe um tipo de pílula de combinação que reduz a frequência de menstruação da mulher; toma o fármaco hormonal durante 12 semanas e em seguida para por 7 dias. Isto diminui o número de períodos a cada 3 meses em vez de um mês.

 

O que ocorre se você perder ou esquecer de tomar um ou mais comprimidos?

A ovulação (e, portanto, a gravidez) pode ocorrer se você esquecer a pílula, especialmente se os comprimidos em falta estão no início ou final da embalagem.
O conselho depende de quantas pílulas foram esquecidas e em que momento do ciclo.
Se você perder um comprimido em qualquer parte da embalagem, tem que tomar a pílula que está faltando.
Isso pode significar tomar duas pílulas em um dia.
Deve tomar como habitualmente o resto da embalagem.
Não precisa de uma prevenção adicional.
Deve manter a pausa de 7 dias, como previsto.
Se esquecer dois ou mais comprimidos em qualquer parte da embalagem, tome o último comprimido esquecido nesse momento.
Isso pode significar tomar duas pílulas em um dia. Os comprimidos esquecidos anteriormente não devem ser tomados.
Deve tomar como habitualmente o resto da embalagem. Também precisa tomar precauções extras (por exemplo, preservativos ou abstinência) nos próximos 7 dias.

 

Quais são os benefícios da pílula?

  • É muito eficaz
  • Não interfere com as relações sexuais
  • Os períodos são muitas vezes mais leves, menos dolorosos e mais regulares
  • Alivia a síndrome pré-menstrual para algumas mulheres
  • Reduz o risco de desenvolvimento de câncer do cólo do útero e ovário 
  • A proteção contra o câncer do ovário é muito clara e parece continuar por muitos anos após a interrupção da pílula
  • Também pode reduzir o risco de desenvolver determinados tipos de cistos nos ovários
  • O risco de infecção pélvica (uma vez que o tampão de muco pára as bactérias como o esperma que chega no útero) é reduzido
  • Pode ajudar a proteger contra algumas doenças benignas da mama (não câncer).

 

A pílula faz mal? Quais são os efeitos colaterais e contraindicações da pílula?

 

A maioria das mulheres que tomam a pílula não desenvolvem efeitos colaterais. No entanto, um pequeno número de mulheres desenvolve náusea (enjoo), dor de cabeça ou dor nos seios. Estes sintomas geralmente desaparecem dentro de alguns dias ou algumas semanas da iniciação. Se os sintomas persistirem, há muitas marcas diferentes de pílulas que o médico pode aconselhar e provavelmente não vai sentir os mesmos sintomas.
Outros efeitos colaterais são raros e incluem fadiga, alterações no desejo sexual, acne, ressecamento da pele, mudança de humor, membranas mucosas secas na boca e na vagina.
Estas consequências são raras e você deve informar ao seu médico ou enfermeiro em caso de efeitos colaterais duradouros.
A pílula pode provocar um aumento na pressão sanguínea, então é necessário medir a pressão a cada seis meses.
A ingestão deste medicamento pode ser interrompida se a pressão arterial ficar muito alta.

A pílula engorda?
Muitas pessoas acreditam que tomar a pílula engorda, mas isso nunca foi comprovado em estudos científicos.
Na verdade o comprimido não faz engordar nem emagrecer, mas causa um aumento na retenção de água que foi resolvida com as novas pílulas, por exemplo a pílula Yasmin.
Algumas mulheres notam um aumento do seio com este medicamento.

 


Existe algum risco ao tomar a pílula?

A pílula pode ter alguns efeitos secundários graves, mas estes são muito raros.
Para a maioria das mulheres, os benefícios dos medicamentos são superiores aos riscos potenciais.
O paciente deve conversar com seu médico sobre os riscos e benefícios da pílula.
As pessoas que tomam a pílula têm um pequeno aumento do risco de trombose (formação de coágulos sanguíneos).
Este risco é maior no primeiro ano em que se começa a tomar.
É por isso que as pessoas com alto risco de formação de coágulos não podem tomar a pílula.
No entanto, esta possibilidade é consideravelmente menor em comparação com o risco de coágulo natural do que tem durante a gravidez.
As mulheres têm um risco maior de formação de coágulos sanguíneos se:

  • São obesas
  • Têm mais de 35 anos
  • Em caso de cesariana
  • Ter sofrido de hemorragia grave após o parto
  • Tiveram pré-eclâmpsia
  • Têm os distúrbios de coagulação hereditárias
  • Já tiveram coágulos de sangue no passado
  • Sua família tem um parente próximo com coágulos sanguíneos
  • Deve ficar na cama por um período prolongado
  • Recebe uma transfusão de sangue no momento do parto
  • Fuma

Pode começar a usar a pílula combinada ou só de progesterona imediatamente após um aborto espontâneo.
Hoje, todos os comprimidos que são receitados têm baixas doses de estrogênio dentro.
Alguns são menos potentes e podem ser mais adequados se existem fatores de risco de trombose.
Você deve consultar um médico imediatamente se sentir algums dos seguintes sintomas: dor de cabeça intensa, dor intensa no seio, pernas ou barriga, pernas inchadas, dificuldade para respirar, tosse com sangue, problemas imprevistos com visão ou da fala, fraqueza ou formigamento em um braço ou uma perna, um colapso.
Estes sintomas podem ser causados por um coágulo de sangue.

Pílula e cigarro
Após os 35 anos, as mulheres que tomam a pílula têm um risco aumentado de trombose venosa profunda (TVP).
Fumar cigarro causa muitos danos, incluindo o endurecimento das artérias que é um fator de risco para infarto e trombose.
Portanto as fêmeas que fumam e tomam a pílula têm um risco maior de doença cardiovascular do que as outras mulheres.

 

Câncer

Tomar a pílula pode aumentar o risco de certos tipos de câncer, mas protege contra outros tipos.
A pesquisa sobre os riscos de câncer de mama em pessoas que tomam a pílula é controversa e os resultados não são facilmente interpretáveis.
Alguns estudos sugerem um possível ligeiro aumento no risco de câncer do colo do útero para mulheres que tomam a pílula por mais de oito anos.
Algumas pesquisas sugerem uma ligação entre o uso da pílula e o desenvolvimento de um raro câncer de fígado.
No entanto, há uma redução do risco de desenvolvimento de câncer do ovário, cólon e útero para pessoas que tomam esta medicação.
Se você considerar todos os tumores em geral, o risco de desenvolver um câncer é reduzido se tomar a pílula.
Outras pesquisas estão sendo desenvolvidas.

 

A amamentação e a pílula anticoncepcional

As pílulas só de progestógeno não afetam o leite materno durante a lactação.
Se você amamenta, tem que esperar antes de começar a usar a pílula combinada dado que pode reduzir a quantidade e a qualidade do leite nas primeiras seis semanas de amamentação.
O leite materno contém vestígios de hormônios da pílula.
É pouco provável que estes hormônios tenham efeitos sobre a criança.
O melhor é conversar com um médico sobre os métodos mais apropriados de contracepção após o parto.