Câncer de fígado – sintomas e causas

O câncer no  fígado pode ser benigno ou maligno. Os tumores malignos podem ser primários ou secundários, ou seja, metástases que originam-se de um tumor em outro órgão (por exemplo, o mais frequente é o cólon, mas também pode ter origem a partir de câncer de mama, do rim ou pulmão).

INDICE

Na Europa e Estados Unidos é mais provável que uma massa única no fígado seja um câncer metastático em vez de câncer primário de fígado.

O câncer de fígado é a terceira principal causa de morte por câncer.

Os principais fatores de risco para o câncer de fígado são:

 

Tumores benignos do fígado

 

Hemangioma

O hemangioma é um tumor de células endoteliais que formam a parede interna dos vasos sanguíneos.
Consiste em um emaranhado de pequenos vasos sanguíneos ou vasos capilares e, geralmente, não causa dor ou outros sintomas, mas em casos raros pode ser grande e pressionar contra os órgãos vizinhos.
Neste caso, pode causar sintomas e consequências.
Os hemangiomas são tumores benignos do fígado mais freqüentes em adultos e crianças. Normalmente se encontram mais freqüentemente no lobo direito do fígado do que o esquerdo.


Os hemangiomas hepáticos podem ocorrer como parte de uma síndrome clínica, tais como a doença de síndrome Klippel-Trenaunay-Weber, a doença de Rendu-Osler-Weber e a doença de Von Hippel-Lindau.
Os hemangiomas cavernosos podem chegar a 8-10 cm de diâmetro.
Essas massas podem crescer sob a influência da pílula anticoncepcional e regridem quando se para de tomar.
Estes tumores benignos também podem crescer durante a gravidez.
Os hemangiomas hepáticos podem ser encontrados em 10% das crianças com menos de 1 ano de idade, mas geralmente desaparecem nós dois primeiros anos de vida.

Sintomas de hemangioma
Geralmente são pequenos, assintomáticos ese  encontram por acaso em caso de laparotomia ou outros exames para o fígado.
Os sintomas mais descritos são dor abdominal no lado direito e barriga inchada.
O exame clínico objetivo é normal, mas pode ter hepatomegalia (fígado aumentado) e/ou um sopro arterial no quadrante superior direito.
Entre os sintomas mais raros estão:

  • Uma grande massa abdominal;
  • Perda de apetite,
  • Sensação desaciedade mesmo depois de comer pouco,
  • Um grande tumor pode pressionar o estômago, causando náuseas e vômitos.

icterícia,pele,amareladaA ruptura é rara, mas pode ocorrer espontaneamente, como resultado de um trauma ou no momento da biópsia.
Técnicas de diagnóstico instrumentais incluem ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, arteriografia hepática e angiografia de subtração digital.

Tratamento para hemangioma
Geralmente não é preciso um tratamento, mas se o hemangioma do fígado causa sintomas o médico pode sugerir tratamentos diferentes.
A remoção cirúrgica de um hemangioma ou uma parte do fígado é o tratamento de primeira escolha.
Outros tratamentos menos invasivos são embolização arterial, ablação por radiofreqüência e irradiação hepática.
O transplante de fígado é necessário apenas em casos raros.

Adenoma hepático

Os adenomas hepáticos são raros tumores benignos. Cerca de 90% dos casos ocorrem em mulheres, principalmente com idades entre 15-45 anos.
Os adenomas hepáticos ocorrem mais freqüentemente em mulheres em idade fértil e muitas vezes são causados pela pílula anticoncepcional.
Outros fatores que podem aumentar o risco de desenvolver adenomas hepáticas são os esteróides anabolizantes, beta-talassemia, tirosinemia, diabetes tipo 1 e doença de acúmulo de glicogénio (tipos 1 e 3).
Os adenomas hepáticos são comuns na doença do armazenamento de glicogênio.
O risco de progressão maligna não é conhecido, mas pode chegar a 13% dos casos.

Sintomas de adenoma hepático
Os adenomas hepáticos são muitas vezes assintomáticos e são localizados casualmente durante investigações instrumentais realizadas por outras razões.
Se o tamanho do tumor aumenta, se pode formar uma massa palpável e uma dor no lado direito ou uma dor de barriga na região superior (acima do umbigo).
Em caso de ruptura do adenoma, pode ser sentida uma dor abdominal aguda com hemorragia abdominal grave que leva ao choque.
Outros sintomas raros também incluem icterícia obstrutiva.

Diagnóstico de adenoma hepático

tumor benigno,no fígado, massa, hemangioma, sintomas, tratamentoGeralmente, a função do fígado não é afectada, mas os níveis de aminotransferase podem ser ligeiramente altos ou você pode apresentar características que indicam a icterícia obstrutiva.
Testes de diagnósticos adequados são a:

Pacientes com adenomas hepatocelulares que têm uma dor abdominal ou sinais de instabilidade hemodinâmica devem realizar imediatamente um exame de diagnóstico com imagem abdominal (por exemplo, a tomografia computadorizada).

Os exames devem determinar se o tumor está confinado ao fígado ou se espalhou para os linfonodos e outros órgãos para escolher o melhor tratamento.

Tratamento para adenoma hepático
Os pacientes devem parar de usar contraceptivos ou esteróides anabolizantes.
A gravidez deve ser evitada até a ressecção do tumor devido ao risco de ruptura e de crescimento.
Tumores sintomáticos devem ser ressecados cirurgicamente.
Os adenomas hepáticos assintomáticos que se aproximam a 4 cm de tamanho devem ser removidos cirurgicamente por o risco de sangramento espontâneo e possíveis tumores malignos associados a evolução de grandes dimensões.
Os pacientes que têm adenomas hepáticos ainda não removidos devem fazer ecografias anuais.

 


Hiperplasia nodular focal

Hiperplasia nodular focal é o segundo câncer mais comum do fígado.
Caracteriza-se pela formação de nódulos dentro do órgão.
Hiperplasia nodular focal é um tumor benigno do fígado que muitas vezes é descoberto por acaso durante um controle radiológico realizado para outras investigações.

Este tumor sem progressão maligna é mais freqüente em mulheres.
Hiperplasia nodular focal é raramente sintomática e geralmente não precisa de cirurgia.
No entanto, às vezes pode causar sintomas e o tumor pode ter um crescimento rápido.
Neste caso é preciso de uma ressecção cirúrgica.

Para monitorar uma hiperplasia nodular precisa simplesmente fazer uma ultrassonografia, mas o médico também pode prescrever uma tomografia computadorizada ou uma ressonância magnética.
Em alguns casos foram relatadas a ruptura e hemorragia.
Por causa desses riscos, existem aqueles que argumentam que é melhor remover o tumor, enquanto outros afirmam que pode ser controlado através de exames.

Outros tumores benignos do fígado
Também existem outros tipos de câncer que são mais raros:

 

Quais são os sintomas do câncer de fígado

Uma criança com tumor benigno ou maligno do fígado pode não ter sintomas.
O câncer de fígado na fase inicial é assintomáticos, portanto os primeiros sintomas ocorrem em um estágio bastante avançado.
Com o crescimento do tumor, a criança pode desenvolver vários sintomas:

Leia também