Fezes duras e fecaloma: causas e sintomas

Descubra as causas de fezes duras e fecaloma, quais sintomas podem causar esses problemas de saúdee se há alguma complicação.

A consistência ideal das fezes é grande, mole e macia, além disso as fezes normais também saem facilmente.
Em caso de um problema, as fezes podem tornar-se pequenas parecidas com bolinhas duras.
O tempo de trânsito no intestino pode ser um fator de risco porque se as fezes fluem lentamente perdem líquido e tornam-se menos volumosas e macias.
Geralmente este tipo de fezes são pesadas e permanecem no fundo do sanitário, enquanto as moles flutuam.

As conseqüências são:

  • Uma diminuição na frequência de evacuação,
  • Dificuldade na evacuação de fezes (Brandt et al. – 2005).
Índice

Causas de fezes duras ou do fecaloma

Alimentação
Os alimentos que não contêm muita fibra podem causar fezes duras.
A falta de fibra na dieta pode ser responsável.
Atenção, as dietas hiperproteica (como Atkins ou Dukan) que são baseadas no aumento das proteínas e a diminuição dos carboidratos têm um baixo teor de fibra.
Entre as consequências estão as fezes duras com a forma de algunhas bolinhas.
Em qualquer caso, as pessoas que comem pouco sofrem mais frequentemente de constipação.

As pessoas que comem muitos carboidratos, como pão branco ou arroz branco devem passar a comer aqueles integrais.
Os ovos podem causar fezes duras, juntamente com a carne e produtos lácteos (como queijo).
Muitas vezes, as crianças comem alimentos processados (como bolos) que causam dificuldade para evacuar.

Medicamentos que causam fezes duras
Às vezes, a dificuldade para defecar é um efeito colateral de uma medicação.
Os medicamentos que causam fezes duras são:

  • Diuréticos (Gandel et al. – 2013) porque causam a perda de muita água, neste caso é necessário beber muito.
  • Antidepressivos (Talley et al. – 2003), antagonistas de cálcio, codeína e morfina são outros medicamentos que causam fezes duras.

Esta lista não está completa, é preciso controlar a bula de cada medicamento para saber se causam prisão de ventre.

Gravidez e fezes duras
Devido as alterações hormonais e a necessidade de mais água no corpo, a gravidez pode causar fezes duras.
A mulher grávida pode comer um pouco de farelo no café da manhã, além de damascos e ameixas.
A constipação durante a gravidez é frequente no terceiro trimestre e passa normalmente após o parto.

Fezes duras e doenças do sistema digestivo
Em caso de prisão de ventre constante, é possível sofrer de uma doença do sistema digestivo.
síndrome do intestino irritável pode causar uma alternância entre fezes moles e duras.
Além disso, o médico deve excluir a possibilidade de uma obstrução intestinal.
Raramente a constipação é causada por um câncer do cólon, mas o médico deve prescrever os exames para excluir esta doença (por exemplo, colonoscopia).colonoscopia

Distúrbios neurológicos
Algumas doenças metabólicas e neurológicas podem retardar a passagem das fezes no sistema digestivo, isso provoca a prisão de ventre.
As doenças neurológicas, como um trauma da medula espinhal e a o parkinsonismo afetam o cérebro e a medula espinhal.

Diabetes
diabetes pode alterar a consistência das fezes se afetar o funcionamento do sistema nervoso autônomo (Haines – 1995).

Hipotireoidismo
O hipotireoidismo é uma doença que induz o corpo a produzir poucos hormônios da tireóide, portanto os hormônios podem causar a desaceleração de muitas funções do corpo, incluindo digestão.
A consequência é o endurecimento das fezes.

Ansiedade e depressão
Em alguns casos, até mesmo o stress e a depressão podem causar esse problema devido a alterações hormonais.

Laxantes
O uso excessivo de laxantes pode causar ironicamente as fezes duras.
Isso ocorre porque o uso constante de laxantes enfraquece os músculos dos intestinos que movem as fezes.
Portanto os resíduos digestivos permanecem mais tempo no cólon e perdem mais líquidos.

Suprimir a vontade de defecar regularmente pode resultar na perda de impulso para expelir as fezes.

Fezes duras no recém-nascido
A constipação em recém-nascidos pode acontecer porque o intestino não está ainda totalmente desenvolvido.
Os recém-nascidos que são alimentados com leite artificial sofrem mais frequentemente de constipação (Biggs et al. – 2006).
O médico pode aconselhar os probióticos ou ácido láctico para promover a saúde intestinal.
Durante a amamentação, a mãe deve seguir uma dieta saudável, evitando o café e as bebidas açucaradas.

Outras causas de constipação e fezes duras:

  • Falta de exercício,
  • Desidratação,
  • Ignorar a necessidade de evacuar,
  • Idade avançada,
  • Viagem ou feriados.

 


Sintomas de fezes duras ou fecaloma

Os sintomas mais comuns são:

 

Um indivíduo que não é constipado pode ter as fezes duras?

Sim, é possível ir ao banheiro todos os dias e ter as fezes duras.
A prisão de ventre é definida como uma doença em que uma pessoa tem menos de três evacuações por semana.
As pessoas que evacuam todos os dias também podem haver as fezes duras.

Fecaloma, fezes duras, ultrassonografia


Quais são as complicações da constipação?

A constipação pode causar um fecaloma que ocorre principalmente em crianças e adultos mais velhos.
A constipação pode causar complicações tais como:

  • Hemorróidas, que ocorrem pelo esforço durante a defecação
  • Fissuras anais (lesões cutâneas ao redor do ânus), que ocorrem quando as fezes duras esticam o músculo do esfíncter. Isso pode causar sangramento retal.
  • Às vezes, a pressão excessiva provoca o prolapso retal, em que uma pequena parte da mucosa intestinal sai através da abertura anal.

Leia também

Bibliografia:

  1. Christopher N Andrews, MD MSc FRCPC and Martin Storr, MD. The pathophysiology of chronic constipation. Can J Gastroenterol. 2011 Oct; 25(Suppl B): 16B–21B.
  2. Brandt LJ, Prather CM, Quigley EM, Schiller LR, Schoenfeld P, Talley NJ. Systematic review on the management of chronic constipation in North America. Am J Gastroenterol. 2005;100(Suppl 1):S5–S21.
  3. Dov Gandell, MDCM, Sharon E. Straus, MD MSc, Maria Bundookwala, MD, Vincent Tsui, MD, and Shabbir M.H. Alibhai, MD Msc. Treatment of constipation in older people. CMAJ. 2013 May 14; 185(8): 663–670. doi:  10.1503/cmaj.120819
  4. Talley NJ, Jones M, Nuyts G, Dubois D. Risk factors for chronic constipation based on a general practice sample. Am J Gastroenterol. 2003 May; 98(5):1107-11.
  5. Haines ST. Treating constipation in the patient with diabetes. Diabetes Educ. 1995 May-Jun;21(3):223-32.