Dor nos olhos e dor de cabeça

A dor nos olhos e na cabeça é bastante comum porque existem várias conexões entre essas duas partes do corpo:

  • Nervos,
  • Músculos,
  • Vasos sanguíneos.
ÍNDICE


Os nervos dos olhos originam-se no cérebro e inervam outras estruturas de cabeça.
Um dano ou uma disfunção de um nervo podem causar dor em todas as regiões onde tem terminações nervosas.

Os músculos do rosto e do pescoço podem ter pontos-gatilho, ou seja, pontos que podem causar dor em uma região do corpo quando estão ativos.

No nível vascular, pode haver um hematoma (acumulação de sangue) em caso de trauma ou pode ocorrer uma hemorragia subdural que pressiona contra certas estruturas da cabeça e dos olhos.
Finalmente, uma inflamação dos seios paranasais (sinusite) pode causar dor ao redor dos olhos.

 

Dor nos olhos e na testa

Sinusite
A sinusite é uma infecção dos seios nasais e paranasais que pode causar uma inflamação atrás dos olhos.
A sinusite pode causar:

  • Dor em um ou ambos os olhos (bilateral),
  • Nariz entupido e resfriado,
  • Dor nas têmporas,
  • Dor frontal até o nariz,
  • Febre.


Pontos-gatilho
Há pontos chamados de pontos-gatilho nos músculos que causam dor muscular irradiada quando estão ativos.
Os músculos que podem causar dor desde o pescoço até a testa, chegando até o olho são:

  • Esternocleidomastoideo,
  • Músculos suboccipitais (logo abaixo da nuca).

Os feixes musculares anteriores do temporal têm um ponto-gatilho que pode causar dor:

  • Nas têmporas,
  • Na testa,
  • Nos olhos.

 

Causas de dores nos olhos e na cabeça

Se o paciente tiver uma dor intermitente ao redor dos olhos, mas eles forem saudáveis, é possível que a causa seja uma das seguintes:

Enxaqueca. A enxaqueca é uma doença que provoca:

  • Dor latejante nos olhos,
  • Fotofobia,
  • Náusea,
  • Distúrbios visuais.

Esta desordem é uma das causas mais comuns de dor nos olhos durante a gravidez.

Cefaleia em salvas. A cefaleia em salvas causa dor ocular episódica que pode durar de 15 minutos a duas horas.
É caracterizada geralmente por um mau funcionamento do sistema nervoso simpático.

herpes zoster

Herpes zoster

Neuralgia do trigêmeo. A neuralgia do trigêmeo é mais irritante porque provoca dor crônica com pontadas ocasionais ou ardor.
A dor dura alguns minutos ou segundos, e não tem nenhuma frequência estabelecida.

A dor pode ser localizada ao nível de:

  • Mandíbula e maxila,
  • Maçã do rosto e olhos,
  • Testa e couro cabeludo.

A dor pode ser desencadeada por vibrações ou pelo contato, por exemplo pentear o cabelo, escovar os dentes, tocar nas têmporas ou expor-se a um jato de ar frio.
Geralmente, a causa é a herpes zoster, uma infecção que pode causar uma dor excruciante que é resistente à terapia médica.

Pressão intracraniana alta
As doenças que causam uma alta pressão intracraniana e dor ocular podem ser:

  • Aneurisma cerebral,
  • Tumores cerebrais,
  • Trombose do seio venoso,
  • O pseudotumor cerebral.

A dor nos olhos causada pela alta pressão intracraniana pode ser agravada pela manobra de Valsalva.aneurisma,cerebral,edema,dor,de,cabeça

Dor no pescoço
A dor cervical superior pode causar dor de cabeça que se irradia da fronte até atrás do olho, vertigem (tontura) e confusão mental.
Entre as duas primeiras vértebras cervicais (C1 e C2) não há nenhum disco e, portanto, a dor não pode ser causada por uma hérnia de disco.
As causas podem ser artrose cervical, um bloqueio das articulações que interfere com os nervos ou as aderências do tecido conjuntivo.

Doenças vasculares que causam dor nos olhos
Raramente, a dor nos olhos é o sintoma de uma hemorragia subdural, peridural intracerebral ou subaracnoide.
Qualquer doença da artéria carótida (por exemplo, inflamação, embolia, trombose, dissecação) pode causar sintomas monoculares e poderia anunciar um derrame iminente, embora a dor ocular isolada não seja o único sintoma.

artérias,do,pescoço,e,do,cérebro

Dor nos olhos e tireoide

O hipertireoidismo causado pela doença de Graves-Basedow pode provocar dor nos olhos, especialmente quando a pessoa olha para cima, além dos típicos sintomas:

 

Tratamento para dor nos olhos e dor na cabeça

Sinusite: se a sinusite for causada por uma infecção bacteriana, pode ser tratada com antibióticos.

Muitas pessoas desenvolvem uma sinusite crônica que não passa com antibióticos; neste caso, entre as terapias mais eficazes, há uma dieta natural baseada em:

  • Frutas,
  • Vegetais,
  • Outros alimentos não processados.

Enxaquecas: a enxaqueca causa dor também nos olhos. Existem vários medicamentos que podem ser tomados individualmente ou em combinação, por exemplo, ibuprofeno ou paracetamol.

Alguns estudos científicos mostram que existem alimentos que podem causar enxaqueca, por exemplo:

  • Glúten,
  • Chocolate,
  • Carne de porco, etc.

As queimaduras químicas no olho e na córnea: as queimaduras químicas no olho são tratadas imediatamente com grandes quantidades de água para lavar o olho, seguidas de colírio anestésico, até chegar a níveis normais de acidez ou alcalinidade do olho.
Se a substância for um ácido, lavar os olhos com água e bicarbonato de sódio.

 

Remédios naturais para a dor nos olhos e na cabeça

Para casos leves de desconforto no olho:

  • Descansar os olhos,
  • Evitar a luz intensa.

Tal como acontece com outras doenças, uma dieta saudável pode curar a maioria dos problemas oculares, embora os pacientes muitas vezes prefiram colírios e medicamentos que dão alívio apenas temporário.

Existem vários tipos de nutrição natural muito eficazes, mas muitas vezes é necessário mudar muitos hábitos alimentares.
Entre as dietas mais eficazes estão:

  • Dieta Paleo,
  • Dieta vegana-crudívora,
  • Dieta do tipo sanguíneo.

A nutrição natural dá ao corpo todos os nutrientes necessários, mas não as substâncias nocivas ou indigestíveis como:

  1. Glúten,
  2. Lactose e caseína,
  3. Cafeína e outros estimulantes.

 

Bibliografia

1. Migraine Headaches: Gluten Triggers Severe Headaches in Sensitive Individuals
2. a b Sun-Edelstein C, Mauskop A., Foods and supplements in the management of migraine headaches., in Clin J Pain, vol. 25, nº 5, giugno 2009, pp. 446-52., PMID 19454881.

Leia também