Dor na cervical

ÍNDICE

A dor na cervical (ou cervicalgia) é um dos distúrbios mais irritantes que afeta a maioria da população.
Cerca de duas em cada três pessoas sofrem de dor cervical durante a sua vida.
Na maioria dos casos, não é causada por uma doença grave.
Muitas vezes, não é claro o que causa a dor, neste caso falamos de dor cervical não específica.
Normalmente, esses distúrbios passa completamente com o tempo, sem deixar consequências.

dor,pescoço,cervical,massagem,ombro
Massagear o pescoço e os ombros
© Vitaly Valua – Fotolia.com

Os músculos do pescoço podem ser contraídos por má postura, especialmente quando se trabalha no computador ou na mesa.
Muita gente tem os ombros levantados porque tem uma forte tensão muscular no músculo trapézio e no levantador da escápula.
A artrose é uma das causas mais comuns de dor cervical que afeta principalmente as pessoas com mais de 50 anos.

O tratamento inclui a correção da postura e um programa de exercícios posturais.
A grande maioria dos episódios de dor cervical melhora com o tempo e pode ser tratada sem cirurgia.

Quais são as causas de dor cervical?

Tensão e fadiga muscular
A dor cervical de tipo muscular é o tipo mais comum.
Muitas vezes, a fonte exata da dor não é conhecida, pode ser causada por contrações dos músculos, stress excessivo ou fadiga.
Os sintomas são dor cervical e na parte de trás dos ombros, além disso, restrição de movimento, em alguns casos pode causar dor de cabeça e tontura.

má postura,dor cervical, dor no pescoço
Má postura com a cabeça para a frente

A má postura é um fator que afeta os músculos e pode causar dor e rigidez do pescoço também nas crianças.
Por exemplo, o desconforto no pescoço é mais comum em pessoas que passam a maior parte do dia de trabalho na mesa do escritório inclinadas para a frente.
Uma outra causa de dor cervical causada por má postura é a almofada que você usa na cama e o colchão, você tem que escolhê-los com cuidado.
A dor muscular no pescoço pode ser causada por um distúrbio muito irritante: a fibromialgia é uma doença que afeta os músculos do corpo, provoca dor generalizada e fadiga também no pescoço e ombros.

Estresse e dor no pescoço
A principal causa da dor cervical é a tensão muscular.
Durante os períodos de forte tensão, os músculos se contraem.
A contratura muscular por ansiedade pode causar dor nos ombros, nas costas e no pescoço.

Um problema associado é o humor de alguém que tem ansiedade.
Muitas pessoas sentem tensão muscular no pescoço durante os momentos mais estressantes.
As pessoas ansiosas notam imediatamente a contratura e sentem muito incômodo, têm um limiar de dor muito baixo.
Quem está estressado tem uma tendência natural a se fixar em sentimentos negativos, por isso a dor cervical parece mais grave do que aqueles que não sofrem de ansiedade, embora objetivamente a dor seja a mesma.
Nem sempre o estresse provoca dor cervical, mas isso acontece com frequência.
A intensidade da dor pode ser suave ou severa e pode causar a restrição de movimento.

Bruxismo e dor na  mandíbula 
O pescoço está ligado aos músculos da língua e da mandíbula.
As pessoas que apertam os dentes à noite (bruxismo) podem ter tensão nos músculos da coluna cervical.
Um desalinhamento da mandíbula é outro motivo de dor no pescoço.
Nesses casos é necessário consultar um dentista e eventualmente um osteopata para eliminar as contraturas e corrigir os defeitos da mastigação.


Entorse no pescoço
Um trauma chamado de golpe de chicote é geralmente causado por um acidente de carro, pode resultar em ferimentos ou a ruptura de músculos, entorse das articulações vertebrais e distensão muscular dos ligamentos.
Os sintomas que podem ocorrer são: dor cervical, tontura, confusão mental, restrição de movimento e formigamento nos braços.
Se um carro bater por trás em outro veículo, a coluna vertebral do condutor e dos passageiros sofre um trauma contra o banco do carro e em seguida, um movimento violento para a frente que alonga os músculos do pescoço.
Em casos graves, pode haver uma fratura das vértebras cervicais.

Torcicolo
O torcicolo agudo afeta principalmente as crianças e tem um início súbito.
A rigidez do pescoço ocorre quando a cabeça se gira para um lado e é praticamente impossível virar o pescoço para o outro lado.
O paciente sente dor no pescoço do lado esquerdo ou direito, mas não em ambas as partes.
Os músculos ficam muito contraídos e resistem à rotação e inclinação para um lado, enquanto os movimentos opostos são livres e indolores.

Em caso de rigidez no pescoço, a extensão (o movimento que serve para olhar para cima) é limitada e causa desconforto, enquanto a flexão para a frente não faz mal.
A causa do torcicolo é geralmente a postura na cama, em alguns casos pode ser causada por exposição prolongada ao frio, por exemplo à noite, ou por manter uma posição incorreta por um longo tempo.
Normalmente, quando a pessoa vai dormir se sente bem, mas quando acorda de manhã sente um torcicolo agudo.
A dor geralmente alivia ou desaparece em alguns dias sem qualquer tratamento.

Artrose
A artrose ou espondilose cervical é a degeneração das articulações da coluna vertebral e dos discos que se encontram entre as vértebras. É uma causa comum de dor cervical persistente.
Os idosos são os que mais sofrem por causa da idade.
Esse distúrbio é chamado de espondilose cervical.
No entanto, a maioria das pessoas com mais de 50 anos de idade tem um certo grau de degeneração da coluna vertebral (espondilose), mas não sentem dor cervical.
Os sintomas da artrose cervical são:

  • Dor e rigidez pior na parte da manhã, depois de um esforço e quando o tempo muda
  • Rigidez
  • Limitação de movimento
  • Rangidos ao girar o pescoço.

Raramente os pacientes têm náusea, vômitos e tontura.
A espondilose pode provocar um estreitamento do forame neural que comprime os nervos da coluna vertebral. Neste caso, os sintomas que se fazem sentir irradiam desde o pescoço até o braço, raramente também na mão.

O paciente com estenose cervical se queixa de dor, formigamento, perda de força e sensibilidade.

 

Inflamação dos nervos do pescoço

Normalmente, a inflamação dos nervos cervicais é um sintoma de uma Dor na cervicalcompressão a nível da raiz ou ao longo do caminho do nervo.
As causas podem ser:

  • Uma protusão ou uma hérnia de disco que comprime a raiz do nervo ou danos na medula espinhal quando sai da medula espinhal ao nível cervical.
  • Contratura e encurtamento de certos músculos (por exemplo, escalenos) que exercem uma pressão sobre os nervos.
  • A estenose do canal cervical é um estreitamento do espaço no qual passam as raízes dos nervos e da medula espinal.
  • Um tumor da coluna vertebral ou uma infecção (por exemplo a meningite)

Além da dor cervical, pode ocorrer uma nevralgia cervicobraquial cujos sintomas são: perda de sensibilidade no membro superior (dormência), formigamento na mão e fraqueza do braço.

A dor piora durante a corrida e depois, mas você pode fazer caminhadas.
Neste caso você deve consultar um neurocirurgião que lida com distúrbios do sistema nervoso.

No entanto, existem alguns sintomas que são possíveis sinais de uma doença grave e os pacientes devem consultar um médico imediatamente.
Um déficit neurológico progressivo com fraqueza nos braços, perda de sensibilidade, dificuldade de coordenação dos membros superiores ou inferiores podem indicar danos aos nervos.


hérnia,cervical,artrose



A dor cervical durante a gravidez

A gravidez não causa dor cervical mas a mudança de postura pode afetar os músculos desta região.
O único teste que poderia ser feito para chegar ao diagnóstico é a ressonância magnética, que não emite radiação, mas é melhor evitar antes do nascimento.
Os medicamentos não são recomendados durante a gravidez, com raras exceções que deve verificar com o seu médico.

 

Linfonodos cervicais

Os linfonodos cervicais podem inchar e tornar-se dolorosos.
Neste caso, é provável que seja causada por um vírus (por exemplo gripe).
Os linfonodos aumentados devido a um tumor, por exemplo o linfoma de Hodgkin, não são dolorosos à palpação, mas são duros ao toque.


Causas graves

As causas mais graves e mais raras são:

Sintomas que ocorrem juntamente com dor cervical

A maioria dos episódios de dor cervical aguda é causada por fadiga ou a tensão muscular.
A dor cervical aguda pode ser localizada:

  • Por trás do pescoço, muitas vezes também se sente rigidez e dores musculares;
  • Pescoço e cabeça. Na parte superior do pescoço, neste caso pode irradiar para a nuca e na frente por trás dos olhos, também pode ser acompanhada de tonturas, dor de cabeça e confusão mental.
    As contraturas da cervical alta ou blocos das duas primeiras vértebras (C1 e C2) podem causar tontura ou vertigem, dificuldade em engolir e dor de cabeça.
    A dor piora durante as rotações e a extensão (olhar para cima).
    Os tratamentos cervicais mais adequados neste caso são massagens e exercícios de McKenzie.
  • Pescoço e braço. Na parte inferior do pescoço, por compressão dos nervos, a partir daqui pode descer ao longo do ombro e do braço, até os dedos da mão.
    A dor cervical que se irradia para o membro superior pode ocorrer com perda de força e sensibilidade no braço, formigamento nas mãos e restrição de movimento do pescoço.
    Você pode sentir sensações similares a alfinetes e agulhas que chegam à mão.
    A hérnia de disco ocorre mais facilmente nos discos entre C5 e C6 ou entre C6 e C7.
    A dor pode ser fortíssima e acompanhada de dormência ou formigamento nos braços e nas mãos. Os sintomas podem começar repentinamente ou podem se desenvolver com o tempo.
    A dor que se irradia para o membro superior nem sempre é causada por uma hérnia de disco, pode ser causada por espasmos musculares ou aderências do tecido conjuntivo, como a síndrome do desfiladeiro torácico.

síndrome,do,desfiladeiro,torácico,dor,no,braço

Dor crônica

Existem muitas doenças que podem causar sintomas crônicos no pescoço.

A dor cervical piora no período da manhã e à noite
Quem sofre de artrose se sente pior quando se levanta de manhã e no final do dia.
Essas pessoas se sentem melhor quando movem o pescoço, muitas vezes, a dor é aliviada em dias quentes e ensolarados, e piora nos dias frios, chuvosos ou nublados.
A degeneração da cartilagem das articulações pode causar dor cervical e afeta predominantemente os idosos  (acima de 60 anos).
As articulações são concebidas para se mover em superfícies lisas, mas quando a cartilagem degenera, desenvolve-se uma fricção e a limitação de movimento.
A dor e a rigidez são mais intensas ao acordar, também são afetados pela umidade do ar.

exercícios de rotação, dor cervical, pescoço
Rotação cervical para a dor no pescoço

Os tratamentos mais úteis para manter a amplitude de movimento e para reduzir o incômodo são: exercícios para recuperar o movimento, fisioterapia instrumental, tração e manipulação.
Além das doenças descritas acima, há um número de outras desordens cervicais menos frequentes.
Com base na localização, os cânceres (neoplasias) nos ossos da coluna vertebral podem causar dor, perda de sensibilidade e força, disfunção sexual e dos esfíncteres, formigamento e claudicação.
O câncer pode ser:

  • Maligno, pode causar metástases potencialmente fatais (glioblastoma, osteossarcoma, etc.)
  • Benigno, são massas que podem crescer e causar alguns sintomas, mas não constituem perigo de vida (lipomas, meningiomas, neuroma, etc.)


Dor cervical e no braço

A dor cervical que se desenvolve gradualmente (mesmo que por alguns anos) e ocorre durante ou após certas atividades ou posições do pescoço pode ser causada por estenose foraminal cervical.
Geralmente, a compressão da raiz do nervo de um lado da coluna causa os sintomas.
Este tipo de estenose espinhal é causada por alterações das articulações da coluna ou discos devido ao desgaste ou envelhecimento.
Essas mudanças podem ser diagnosticadas com uma ressonância magnética ou uma tomografia com mielograma.
Como em uma hérnia de disco, o pilar do tratamento da estenose é o tratamento médico (medicamentos, exercícios de fisioterapia, injeções, etc).
Se a dor for grave ou prolongada ou se o paciente tiver uma limitação funcional importante, o neurocirurgião pode recomendar a cirurgia de descompressão para ampliar o forame vertebral e dar mais espaço para a raiz do nervo.

Dor no braço com falta de coordenação

inclinação lateral,pescoço, flexão, movimentos, cervical
Movimento do pescoço, inclinação lateral

A dor cervical que se irradia para o braço acompanhada de sintomas como a falta de coordenação nos braços e pernas, coordenação motora prejudicada e pontadas intermitentes, provavelmente é causada por estenose espinhal cervical com mielopatia.
Estes sintomas também podem ser causados por uma hérnia do disco cervical ou alterações degenerativas das articulações que podem causar pressão na medula espinhal.
Geralmente desenvolvem-se lentamente.

Diagnóstico e estudos de imagem

Durante o exame físico, o médico deve considerar se o paciente sente rigidez, dormência e fraqueza muscular.

O médico pede para o paciente realizar a rotação, inclinações lateral, flexão e extensão da coluna cervical para avaliar a amplitude de movimento.

Testes de laboratório
Em alguns casos, o médico pode pedir exames de diagnóstico por imagem para ver o que está dentro do pescoço que causa os sintomas.

coluna,vertebral,cervical,ou pescoçoRadiografia
A radiografia pode revelar as áreas do pescoço onde os nervos espinhais ou a medula espinhal são comprimidos por osteófitos ou a redução de altura da cartilagem articular e dos discos intervertebrais.

A tomografia computadorizada (CT). A tomografia computadorizada mostra imagens detalhadas das estruturas internas do pescoço fazendo muitas secções transversais (semelhante a muitas fatias horizontais do pescoço).

A ressonância magnética utiliza ondas de rádio e um campo magnético forte para criar imagens detalhadas, particularmente dos ossos e tecidos moles, incluindo a medula espinal e os nervos que vêm da medula espinhal.
No entanto, a radiografia ou ressonância magnética cervical de pessoas apresentam problemas estruturais no pescoço, mas eles não sentem os sintomas.
Por isso, pode ser difícil determinar se os sintomas são realmente causados por aquilo que você vê nas imagens dos exames de imagem.
Exames dos nervos. Se o seu médico suspeita que a sua dor cervical pode ser relacionado a um nervo comprimido, ele ou ela pode aconselhar a eletromiografia (EMG).
Este teste envolve a inserção de agulhas muito finas no músculo através da pele e o envio de impulsos eléctricos para determinar se os nervos funcionam adequadamente.

Testes de laboratório
Os exames de sangue às vezes podem fornecer evidências de inflamação ou infecção que podem causar dor cervical.

Punção lombar. Durante uma punção na coluna lombar, uma agulha é inserida na coluna para obter uma amostra do líquido que rodeia o cérebro e a medula espinhal.
Este teste é útil para o diagnóstico de meningite.

 

 

Dr. Massimo Defilippo Fisioterapista Tel 0522/260654 Defilippo.massimo@gmail.com
P. IVA 02360680355

http://www.facebook.com/fisioterapiarubierese?ref=hl

© Scott Maxwell – fotolia.com

 

    Leia também