Cólica estomacal

 

INDICE

A cólica estomacal é uma contração involuntária dos músculos que se sentem na parte esquerda do abdome logo abaixo das costelas.
As cólicas são muito diferentes de azia, indigestão e dor menstrual.

Muitas vezes descrito como “forte”, “facada” e “intensa”.

As cólicas podem ocorrer a qualquer momento, mesmo com o estômago vazio.

 

Causas de cólicas estomacais

Uma combinação de fatores pode desencadear espasmos musculares dolorosos.
Muitas pessoas que sofrem de dores de estômago não sabem a causa.
As principais causas podem ser:

  • Comida,
  • Mudanças de estilo de vida,
  • Eventos ou outras situações estressantes.

 


Os principais fatores de risco para cólicas estomacais são:

Dieta – podemos ser sensíveis a um determinado alimento, podemos ter uma alergia ou intolerância, por exemplo, a doença celíaca.
Alguns alimentos podem causar cólicas estomacais tais como:

  • Cereais contendo glúten (por exemplo, pão),
  • Repolho,
  • Leguminosas.

Quem usa um diário alimentar todos os dias pode identificar mais fácilmente o alimento responsável.

A intolerância à lactose – é uma intolerância ao açúcar do leite (lactose) encontrado em produtos lácteos como:

  • Leite,
  • Queijo,
  • Creme de leite,
  • Outros alimentos que contêm esses produtos lácteos.

As pessoas com intolerância à lactose não produzem suficientes enzimas para digerir e quebrar a lactose.
Os sintomas de intolerância à lactose depende da quantidade de alimentos lácteos que se consome e a gravidade da doença.
Os sintomas são:

Mudanças no estilo de vida – uma mudança na rotina que pode ocorrer nas férias pode causar uma alteração do alvo.
É possível não ficar à vontade em um banheiro de avião, ou estar com ansiedade em um ambiente desconhecido.
Além disso, uma mudança de dieta ou desidratação associada com um clima diferente pode afetar os hábitos intestinais.

Ansiedade e estresse – o stress pode causar:

  • Tensão mental ou emocional,
  • Agitação,
  • Nervosismo,
  • Pode causar vários sintomas como cólicas estomacais.

O estresse pode fazer a mente mais conscientes das sensações que se originam no estômago e provoca a percepção de sensações desagradáveis.
As pessoas nervosas sofrem frequentemente de distúrbios no estômago.

Fatores hormonais – os hormônios afetam o estômago e as mulheres que estão passando pela menopausa podem sofrer de intensas cólicas abdominais.
Algumas pessoas que sofrem de cólicas abdominais dizem que muitas vezes o distúrbio piora na fase pré-menstrual.

Intoxicação alimentar – entre os sintomas da intoxicação alimentar mais comuns estão:

  • Vômitos,
  • Dores de estômago,
  • Diarréia.

É importante beber bastante água para evitar a desidratação. Isto é especialmente importante para as crianças.
Se os sintomas persistirem ou piorarem, você deve contatar seu médico.

Infecção viral – existem diversos vírus conhecidos como norovírus que causam “gripe intestinal”, ou gastroenterite. Estes vírus produzem sintomas semelhantes à intoxicação alimentar:

Não há nenhum tratamento específico para o norovírus, além de deixar a doença seguir seu curso.
É importante beber bastante água para evitar desidratação, especialmente para as crianças.
As crianças devem seguir uma alimentação com alimentos naturais e não processados.

Cólicas causadas por gases no estômago
As cólicas estomacais são devidos ao gás aprisionado e a distensão abdominal.
Este é um problema muito comum que pode ser irritante, mas pode ser curado facilmente:

  • Alterando a alimentação,
  • Pedindo ao farmacêutico que pode recomendar alguns produtos, tais como mebeverina ou buscopan que podem ser comprados sem receita médica.

Cólica súbita com diarréia
Se as cólicas no estômago estão acompanhadas por diarreia, provavelmente a causa é gastroenterite.
Isto significa que há uma infecção viral ou bacteriana no estômago e intestino.
Deve passar sem tratamento dentro de poucos dias.
Uma causa freqüente de gastroenterite é o norovírus.
As cólicas no estômago e diarréa que causam um forte mal-estar (por exemplo com febre ou calafrios) podem ser causadas por uma infecção mais grave, como uma intoxicação alimentar.
Mesmo neste caso, passa sem fazer uma terapia.
Se as cólicas no estômago e a diarréia continuam por mais de alguns dias, é possível haver uma doença a longo prazo, como a síndrome do intestino irritável.

 

 

Cólicas estomacais depois de comer

Há certas doenças que podem causar dor e cólicas depois de comer, cerca de 30 minutos mais tarde, por exemplo:

  • A gastrite (inflamação da parede do estômago) provoca a desaceleração da digestão portanto após as refeições, a comida fica mais tempo no estômago causando a distensão do órgão.
  • A úlcera gástrica é uma desordem causada por uma lesão na parede do estômago, expondo outros tecidos em contacto com o ácido clorídrico que pode causar dor e cólicas.
    A gastrite e a úlcera podem ser causadas por administração de medicamentos antiinflamatórios como imodium ou Advil.
  • Entre as outras doenças que causam dores de estômago depois de comer existe á intolerância e a intoxicação alimentar.

 



Cólicas estomacais durante a gravidez

É normal sentir dor abdominal durante a gravidez?
As dores e as cólicas leves no estômago são normais em mulheres grávida.
Geralmente não há nada para se a gravidez não apresenta outras complicações.

O feto provoca uma forte pressão sobre as articulações, músculos e veias.
Isso pode causar desconforto ao redor do estômago.

Durante a gravidez, tecidos duros e flexíveis (ligamentos) que conectam os ossos obtem mais tempo para dar suporte ao crescimento do útero.
Quando se move, é possível sentir uma leve dor em um ou ambos os lados do corpo.

Quando o feto cresce, o útero inclina-se levemente e os músculos do abdome podem ter um espasmo ou contração.
Portanto se podem sentir cólicas dolorosas mais frequentemente no lado onde o útero é inclinado.

 


Como posso aliviar as cólicas abdominais durante a gravidez?

Geralmente o repouso alivia as cólicas, as ações a seguir podem ajudar:

  • Sentar um pouco.
  • Deitar-se no lado oposto da dor e levantar os pés.
  • Tomar um banho quente.
  • Aplicar uma garrafa de água quente ou um aquecedor quente sobre as áreas dolorosas.
  • Relaxar.

Às vezes, fazer relações sexuais pode dar uma leve cólica e dor nas costas. As relações sexuais podem causar movimentos de onda até o útero e podem causar cólicas.

Ter relações sexuais durante a gravidez pode perceber as ondulações como cólicas ou contrações, particularmente no terceiro trimestre. Não se preocupe, porque não há provas que as relações sexuais induzam o parto.

Se as relações sexuais são delicadas e lentas, se podem aliviar as cólicas. Depois, uma suave massagem nas costas pode ajudar.

 

 

Cólicas de estômago causadas por doenças não relacionadas à digestão

1. Efeito colateral de rémedios quimioterápicos;
2. Ingestão de substâncias químicas tóxicas;
3. Aneurisma da aorta;
4. Insuficiência cardíaca aguda;
5. Excessiva atividade física.
6. Câncer de estômago.

 

 

Sintomas  que acompanham as cólicas estomacais

Cólica estomacalAs pessoas que sofrem de cólicas frequentemente descrevem uma sensação semelhante a uma facada.
São causadas por espasmos do trato digestivo que causam dor e desconforto.

As dores de estômago também podem ocorrer juntamente com outros sintomas.

Entre estes estão:

Se você sente que um aperto na boca do estômago, é preciso ir imediatamente ao médico porque entre as causas possíveis também existe o ataque de coração.

 

 

Tratamento para cólicas de estômago

Para gastrite, o médico pode prescrever medicamentos antiácidos.

Buscopan
Os comprimidos de Buscopan ® contém um ingrediente ativo chamado butilbrometo de escopolamina que tem propriedades anti-espasmódicas.
O buscopan serve para relaxar os músculos no trato digestivo, para aliviar a dor e o desconforto das cólicas estomacais.
Este ingrediente ativo é derivado de substâncias naturais das folhas da planta Duboísia.

 

 

Remédios naturais para cólicas estomacais

Muitas pessoas pensam que podem resolver os problemas de digestão com chás de ervas, mesmo se continuam a seguir uma dieta pouco saudável.
Na verdade, o problema da população é o acúmulo de toxinas causadas por excessos alimentares e combinações incorretas.
O corpo não pode digerir a proteína juntamente com os hidratos de carbono e gorduras, também os frutos devem ser comidos meia hora antes dos outros alimentos.
Normalmente, as pessoas fazem os seguintes erros:

1. Ingerem muitos alimentos na mesma refeição,
2. Comem antes de ter digerido a refeição anterior,
3. As bebidas no final da refeição.

As consequências são:

1) A fermentação intestinal de açúcares e hidratos de carbono que causam a formação de gases e ácidos gordos inferiores que irritam a mucosa intestinal e causam:

  • Diarreia,
  • Inchaço abdominal,
  • Dor de barriga,
  • Flatulência.

2) A putrefaco intestinal das proteínas que provoca a formação de resíduos, por exemplo amoníaco.
As toxinas se acumulam no sangue e podem causar doenças e sintomas, incluindo cólicas estomacais.

 

Alimentação e dieta para dores de estômago
As cólicas no estômago podem ser causadas por certos alimentos como:

  • Comidas picantes,
  • Alimentos fritos,
  • Frutos do mar,
  • Algumas verduras, legumes e frutas que contêm frutose ou sorbitol (por exemplo ameixas e damascos).

A melhor maneira de descobrir se você tem uma intolerância a certos alimentos é manter um diário alimentar durante um mês.
No diário, é necessário gravar tudo o que o bebê come, notar quaisquer sintomas que ocorre como conseqüência.
É possível tentar mudar sua dieta, evitando alimentos prejudiciais para ver se pode resolver as dores de estômago.

 

Remédios de ervas

Os chás quentes de ervas podem ser muito úteis em caso de cólicas abdominais.
ervas e plantas com propriedades calmantes como são indicados:

  • Camomila,
  • Melissa,
  • Valeriana.

Estas ervas também são encontradas como extratos ou em gotas.

 

 

Exercício fisíco e estilo de vida

O exercício regular é uma ótima maneira de obter alívio do stress e pode ajudar a acalmar os intestinos.
Uma caminhada diária, nadar por 30 minutos, seguir um curso de ioga ou Pilates para ver uma diferença notável.
Os exercícios também melhoram o seu humor e ajudá-lo a lidar melhor com o estresse, também dão uma série de outros benefícios de saúde, incluindo a redução do:

  • Colesterol
  • Peso corporal.

Gestão de stress e relaxamento
Gerenciar o stress também pode dar benefícios ao estômago e intestino.
É necessário dedicar algum tempo para se relaxar
Experimente uma aula de yoga que combina:

  • Respiração profunda,
  • Meditação,
  • Exercícios posturais.

Uma alternativa é uma massagem ou momentos de descanso no sofá com uma música relaxante.

Tomar um banho quente pode aliviar a tensão muscular e ajuda a relaxar o corpo.
Uma pessoa estressada deve tentar abordar a origem da ansiedade e procurar ajuda.
Se você não expressar seus sentimentos, pode se tornar ansiosos e deprimido.