Sintomas da menopausa

 

INDICE

O que é menopausa?

A menopausa é definida como a ausência de menstruação por 12 meses.
É um período da vida de uma mulher em que os ovários param de funcionar e não existe mais o risco de engravidar.

 

Quando começa a menopausa?

A menopausa chega em média aos 51/52 anos, embora em algumas mulheres pode chegar a 30 ou 40 anos.
Se uma mulher tem a menopausa com menos de 45 anos de idade, é conhecida como menopausa precoce ou antecipada enquanto depois dos 52 anos é definida tardia.
A menstruação pode parar de repente, quando chega a menopausa.
No entanto, é mais provável que os ciclos tornam menos frequente, com intervalos mais longos entre eles antes de parar.

 

Quais são as causas da menopausa?

A menopausa é causada por uma alteração no equilíbrio dos hormônios sexuais.
Primeiro, diminue o nível de estrogênio que causa o bloqueio da ovulação.
O estrogênio é o hormônio sexual feminino que regula o ciclo menstrual de uma mulher.
A menopausa também pode ser causada por outras doenças ou eventos:

  • Remoção cirúrgica dos ovários,
  • Pode ser induzida pelo tratamento do câncer, quimioterapia e radiação,
  • Falência ovariana prematura.

 

Sintomas da menopausa

Os primeiros sintomas começam com a diminuição do estrogênio que não corresponde com a data do início da menopausa (12 meses sem menstruação).
Abaixo está uma lista dos principais sintomas da menopausa.

Irregularidades menstruais
A maioria das mulheres nota algumas irregularidades do ciclo menstrual que pode durar até quatro anos.
O ciclo pode haver uma duração superior até diversos meses ou encurtar até 2-3 semanas.
Um ligeiro aumento na quantidade de perda de sangue menstrual é normal.
Para algumas mulheres, três meses consecutivos de ausência de menstruação (amenorréia) ou a duração do ciclo médio superior a 42 dias são preditores da menopausa iminente.
Cerca de 10% das mulheres têm uma interrupção abrupta do ciclo.

Ganho de peso
Muitas mulheres ganham peso quando entram em menopausa e após a menopausa porque seu metabolismo diminui.
Pode ser necessário comer menos para manter seu peso atual e fazer mais exercícios.
A distensão abdominal (barriga inchada) é causada por uma diferente distribuição de gordura corporal depositada na região abdominal, em comparação com os quadris, coxas e cintura.

Ondas de calor e transpiração
Estes são os sinais e sintomas vasomotoras da menopausa.
As ondas de calor (fogacho ou calorão) afetam o rosto, cabeça, pescoço e peito e duram por alguns minutos.
Uma análise recente sugere que os sintomas vasomotores em mulheres aumentam de dois anos antes da menopausa até um ano mais tarde.
As ondas de calor podem causar perda de magnésio que agrava os outros sintomas da menopausa pode ser útil tomar un integrador.

Por quanto tempo duram as ondas de calor?
Normalmente passa após oito anos. No entanto, há uma variação considerável entre as mulheres.

Distúrbios do sono
Muitas mulheres na menopausa têm problemas para dormir por causa de suores noturnos, mas insônia pode ocorrer devido à ansiedade.
Podemos notar que a falta de sono torna irritável, diminui a memória de curto prazo e a capacidade de concentração.
Existem vários produtos naturais e suplementos que podem ajudar, tais como valeriana, erva-cidreira e melatonina.

Sintomas vaginais
Durante o período conducente à menopausa, você pode sentir secura, coceira ou queimação íntima porque as paredes da vagina ficam mais finas e secas.
Isso pode tornar as relações sexuais dolorosas (Dispareunia). Estes sintomas combinadas são conhecidas como atrofia vaginal.
Cerca de um terço de mulheres sente sintomas de atrofia vaginal após a menopausa, outras mulheres vão sentir mais tarde.
Em alguns casos, a atrofia vaginal pode persistir por mais de 10 anos após o último ciclo.
Se você tiver sintomas vaginais, é provável que continue ou se agravam ao longo do tempo, a menos que você faça uma terapia com cremes ou lubrificantes vaginais.

Sintomas urinários
Durante a menopausa, é mais provável verificar-se infecções recorrentes do trato urinário inferior, tais como cistite. Você também pode sentir uma necessidade de urinar freqüentemente e com urgência.

Alterações de humor
Estes podem incluir; ansiedade, nervosismo, irritabilidade, perda de memória, dor de cabeça, depressão e dificuldade de concentração.
Um estudo sugeriu que uma tendência a desenvolver sintomas psicológicos pode estar relacionada a fatores como nível de educação, a obesidade e a falta de atividade física.

Perda da libido
A diminuição do desejo sexual pode ser causada por valores hormonais, estrogênio, progesterona e testosterona estão envolvidos.
Secura vaginal, desempenho de um parceiro idoso, a perda de sua imagem e outros fatores psicossociais podem agravar a situação.

Osteoporose
Esta é uma doença em que os ossos tornam-se finos e fracos. A osteoporose pode causar à perda de altura e as fraturas.

Outros sintomas
Entre estes são unhas frágeis, afinamento da pele, perda de cabelo, dores musculares e articulares.
Acredita-se que estes são devidos aos níveis de estrogênio que caem.
As alterações na estrutura da pele, incluindo rugas, podem se desenvolver juntamente com o agravamento da acne (espinhas no rosto) para quem já tem.
Dado que o corpo continua a produzir pequenos níveis de hormônio masculino testosterona, algumas mulheres podem notar alguns pêlos no queixo, lábio superior, peito ou abdómen.

Algumas mulheres também sentem náusea e sofrem de prisão de ventre, tontura, calafrios, taquicardia (batimento cardíaco rápido) e retenção de água.

 

Sintomas da menopausaDiagnóstico e teste

Os testes não são necessários para o diagnóstico de menopausa. No entanto, em determinadas circunstâncias, seu médico pode recomendar exames de sangue para verificar o nível de:

  • Hormônio folículo – estimulante (FSH) e estrogênio, porque com a menopausa os níveis de FSH aumentam e diminuem os níveis de estrogênio.
  • Hormônio luteinizante (LH), na menopausa os valores de LH são mais altos, os valores normais são entre 15,0 e 62,0 mUI/ml
  • Hormônio da tireóide estimulante (TSH) porque o hipotireoidismo (atividade reduzida da tireóide) pode causar sintomas semelhantes aqueles da menopausa.

O que fazer? Tratamento para os sintomas da menopausa

Gerenciar a menopausa
Os sintomas desagradáveis da menopausa podem ser reduzidos muitas vezes através da melhoria do estilo de vida com uma dieta saudável e exercício físico regular.

Dieta e alimentação saudável
Recomendações para a gestão dos sintomas da menopausa através da dieta são:

  • Escolha entre uma ampla variedade de alimentos, incluindo vegetais frescos, frutas, cereais, grãos integrais e pequenas porções de carne magra ou peixe.
  • Aumentar os líquidos e comer produtos lácteos com baixos conteúdo de gordura (é melhor evitar os produtos lácteos).
  • Aumentar os líquidos e comer frutos secos que contém ômega 3 (por exemplo, nozes).
  • Reduzir a cafeína e limitar álcool (reduzir o consumo de bebidas de 1-2 ou menos por dia).

 

Exercício físico

O exercício regular é importante. Pelo menos 30-45 minutos em quase todos os dias da semana serve para:

  • Manter um coração saudável e melhorar a saúde geral,
  • Manter os ossos saudáveis e prevenir a perda de densidade óssea que ocorre com osteoporose,
  • Haver uma sensação de relaxamento e bem-estar,
  • Talvez ajude a reduzir as ondas de calor.

Evite fumar

É importante evitar fumar por causa do risco de osteoporose, doença cardíaca coronária e câncer de pulmão,

 

Tratamento farmacológico para os sintomas da menopausa

Estrogênio vaginal.
Para aliviar a secura vaginal, os estrogênios podem ser administrados diretamente na vagina com um comprimido vaginal, um anel ou um creme.
Este tratamento libera apenas uma pequena quantidade de estrogênio que é absorvida pelo tecido vaginal.
Pode ajudar a aliviar a secura, desconforto durante a relação sexual e alguns sintomas urinários.

Baixas doses de antidepressivos
Alguns medicamentos antidepressivos conhecidos como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS ou SSRI) podem diminuir as ondas de calor da menopausa. Um antidepressivo de baixa dose para gerenciar as ondas de calor pode ser útil para mulheres que não podem tomar estrogênio por motivos de saúde ou para as mulheres que precisam de um antidepressivo para um distúrbio de humor.

Gabapentina (Neurontin)
Gabapentina é um medicamento aprovado para o tratamento de convulsões, mas foi demonstrado que pode ajudar a reduzir as ondas de calor. Este medicamento é útil em mulheres que não podem usar o tratamento de estrogênio e aqueles que sofrem de enxaqueca.

 

Tratamento de reposição hormonal

Terapia de reposição hormonal, na verdade, reduz os sintomas da menopausa e pode ser adequada para uso a curto prazo em mulheres com sintomas de moderados a graves.
O 10% das mulheres tem sintomas graves que duram 10 anos ou mais, neste caso o médico pode aconselhar a continuar fazendo o tratamento de reposição hormonal a longo prazo.
É importante fazer um check-up uma vez por ano para avaliar os riscos específicos e os benefícios que possam surgir como resultado do tratamento.

Riscos para a saúde a longo prazo associados com a menopausa
Uma diminuição de hormônios femininos após a menopausa pode levar a:
Afinamento dos ossos (osteoporose) e aumento do risco de fratura
Um aumentado risco de acidente vascular cerebral e doença cardíaca, hipertensão e derrame.

 

menopausa tardiva,riscos,causasRemédios naturais contra os sintomas da menopausa

Algumas mulheres podem desfrutar as terapias naturais, mas é importante lembrar que ervas ‘naturais’ e medicamentos fitoterápicos podem ter efeitos colaterais desagradáveis em algumas mulheres, como os medicamentos que devem ser prescritos pelo seu médico.
Um naturoterapeuta pode dar conselhos e diretrizes para haver uma menopausa feliz.

Por exemplo, para as ondas de calor recomendamos as raízes de gengibre, as flores de açafrão e uma alimentação que contém quantidades adequadas de zinco.

Os remédios naturais, muitas vezes, podem ser tomados com a terapia hormonal prescrita pelo seu médico.
É importante que seu médico e naturoterapeuta saibam exatamente o que se toma, consultar seu médico antes de iniciar quaisquer tratamentos com ervas ou suplementos. Algumas terapias naturais podem afetar ou interagir com outros medicamentos.

 


Fitoestrógenos podem ajudar?

Fitoestrogênios são substâncias de estrogênio, como encontradas em alguns grãos, vegetais, legumes (incluindo a soja) e ervas.
Eles podem funcionar no corpo como uma pequena quantidade de estrogênio.
Pesquisadores estão tentando descobrir se os fitoestrogênios aliviam alguns sintomas da menopausa e podem causar perigos.
Existem 3 classes de fitoestrogênios:

 

Como funcionam os fitoestrogênios?

Os fitoestrógenos agem da mesma maneira dos hormônios, ou seja se ligam aos receptores de estrógeno que estão localizados fora das células. Isto dará a célula um sinal de começar algumas actividades.

 

Quais são os efeitos dos fitoestrogênios?

Efeitos favoráveis em mulheres na pós-menopausa podem ser vistos estudando mulheres asiáticas, na verdade elas têm menos ondas de calor porque elas se alimentam com leite de soja que pode reduzir o colesterol e a incidência de câncer de mama.

Leia também