Urinar frequentemente ou micção frequente

A necessidade de urinar frequentemente (ou micção frequente) pode indicar uma situação temporária inofensiva, como a gravidez, ou uma doença grave como uma infecção do trato urinário.


Micção frequente em homens

A necessidade de urinar muitas vezes é mais prevalente entre os idosos.
No entanto, não pode ser atribuída apenas à idade.

Algumas pessoas acreditam que faça bem ao corpo ou faça emagrecer, mas na verdade não é assim.

 

Causas da micção frequente em homens

A necessidade frequente de urinar pode ser um sintoma de várias doenças.
Aqui estão algumas doenças que nos homens podem ser responsáveis por este problema urinário.

Infecção do trato urinário: a micção frequente dia e noite é um sintoma frequente de infecções do trato urinário que ocorrem devido a uma invasão de bactérias nas vias urinárias.
As infecções causadas por bactérias como a Escherichia coli provocam danos aos tecidos e podem se espalhar também para a:

  • Uretra,
  • Bexiga,
  • Rins.

Diabetes: a vontade de urinar mais que o normal durante o dia pode ser um sinal precoce de diabetes tipo 1 ou tipo 2.
Devido ao aumento da glicemia no sangue, o corpo tenta se livrar da glicose pela urina e às vezes nos homens a consequência pode ser a desidratação.

Problemas de próstata: outra causa no homem é o aumento da próstata ou hiperplasia benigna da próstata.
A próstata aumentada pressiona contra a uretra (o canal que transporta a urina para fora do corpo) e bloqueia o fluxo de urina.
Para resolver esse problema, o músculo da parede da bexiga (detrusor) contrai-se mesmo se houver uma pequena quantidade de urina no interior da bexiga.
A consequência é a necessidade de urinar muitas vezes, a cada duas horas ou a cada hora.
Quando o homem vai ao banheiro urina pouco.

Cistite intersticial: a cistite intersticial (CI) é uma doença dolorosa que ocorre devido à inflamação dos tecidos da parede da bexiga.
Caracterizada por dor ou desconforto na região pélvica e na bexiga, esta patologia geralmente inclui sintomas como necessidade urgente ou frequente de urinar.

Medicamentos diuréticos: os medicamentos prescritos para pessoas que sofrem de hipertensão ou retenção de líquidos ajudam a remover o excesso de líquido do corpo, contribuindo assim para o aumento da micção.
Geralmente, são administrados pela manhã ou durante o almoço para evitar que a pessoa tenha que se levantar muitas vezes durante a noite para ir ao banheiro.

Doenças neurológicas: o acidente vascular cerebral ou outras doenças neurológicas que podem danificar os nervos presentes na bexiga podem causar problemas com a função deste órgão, incluindo necessidades frequentes, dolorosas e súbitas de urinar.

Radioterapia: a radioterapia ao redor da área da bexiga para a terapia do câncer de bexiga pode enfraquecer a parede deste órgão.
O efeito é tal que demora um ano para que a evacuação volte ao normal.

Outras causas: podem predispor a este distúrbio urinário as patologias como:

  • As disfunções da bexiga,
  • Bexiga hiperativa,
  • Álcool,
  • Outras bebidas que contêm cafeína.

 

 


Causas da micção frequente em mulheres

Alterações hormonais: a gravidez e a menopausa podem aumentar a frequência da micção porque afetam a capacidade de expansão da bexiga.

Gravidez múltipla: nas mulheres, outra causa de micção frequente é a gravidez múltipla.
Isso é devido à pressão suplementar sobre a bexiga causada pelo crescimento do útero.

Infecção do trato urinário: em mulheres, um dos problemas de saúde comuns é a infecção do trato urinário, que é uma causa de micção frequente.
É aconselhável urinar depois da relação sexual para prevenir a cistite que pode se estender a outros órgãos do trato urinário.

Cistite intersticial: outro problema é a cistite intersticial que pode causar micção frequente em mulheres.
Durante o ciclo menstrual e os momentos de estresse, os sintomas agravam-se.
A mulher deve ir muitas vezes ao banheiro, mesmo se beber pouco.

Diabetes: uma doença comum em ambos os sexos, o diabetes também pode causar um aumento na frequência de micção.
Este sintoma está presente tanto no diabetes tipo 1, quanto no tipo 2 e é devido ao aumento dos níveis de glicose.
O corpo tenta expulsar a glicose não utilizada no sangue através da urina.

Câncer da bexiga: a micção frequente pode ser um sintoma de câncer de bexiga que também pode causar:

Além das causas mencionadas acima, existem várias doenças e fatores relacionados com o estilo de vida que podem causar esse problema.
A seguir apresenta-se uma lista dessas doenças:

As mulheres geralmente reduzem a ingestão de água e seguram a urina por longos períodos a fim de evitar a micção por causa de problemas relacionados com a higiene e outras razões.
Ao longo do tempo, isso pode causar problemas como infecções e sintomas associados, tais como a micção frequente.

Ansiedade e tensão emocional
As preocupações e a ansiedade podem causar a vontade de urinar frequentemente.
Além desse sintoma, a mulher também pode ter diarreia frequente.

 

Necessidade de urinar frequentemente em crianças

Estresse e ansiedade
A micção frequente em crianças pode ser a consequência de emotividade.
Se a criança estiver sob pressão, pode ter muitas vezes o desejo de ir ao banheiro.

Causas comportamentais: a micção frequente também pode ser o resultado de algumas razões comportamentais.
Muitos meninos e meninas bebem muita água e isso pode causar micção frequente e abundante.
Em crianças de 3-4 anos de idade, é comum ficar fascinado pela micção e pela necessidade de ficar parado e de urinar com frequência.
Esta é uma peculiaridade do comportamento e em cerca de 6 meses o hábito cessa.
Muitas crianças também aprendem uma maneira inteligente de evitar as aulas indo ao banheiro e bebendo água imediatamente depois; assim, após cerca de uma hora devem voltar ao banheiro.
A maioria dos professores entende a situação e coloca rapidamente fim a este hábito.

Diabetes mellitus: se a criança sofrer de diabetes, é também possível que sofra de doenças como poliúria, polifagia (comer mais do que o habitual), polidipsia (beber mais fluidos do que o habitual) e perda de peso.

Diabetes insipidus: o diabetes insipidus não é uma causa muito comum de micção frequente.
Se a criança sofrer deste tipo de diabetes, provavelmente sofre de uma deficiência de vasopressina (hormônio ADH).
Neste caso, a criança bebe muito, urina muito e muitas vezes.

Infecção do trato urinário: uma causa muito comum, também nas mulheres, as infecções do trato urinário são um motivo de micção frequente.
Se a criança sofrer de infecções do trato urinário, então não sofre somente de micção frequente, mas também reclama de:

Disfunção da micção: a micção frequente em crianças também ocorre devido a esta doença em que algumas crianças não esvaziam a bexiga completamente porque  querem voltar logo às brincadeiras.

Vulvovaginite: a vulvovaginite (ou inflamação ao redor da área vaginal) pode ser uma causa de micção frequente.

 


Micção frequente durante a gravidez

Dado que uma nova vida está crescendo no útero, uma mulher grávida deve:

  • Aumentar a ingestão de líquidos,
  • Seguir algumas orientações dietéticas.

Existe a necessidade de garantir que o feto receba todos os nutrientes.
Por causa dessas mudanças relacionadas com o estilo de vida durante a gravidez, ocorrem várias alterações no corpo.
Entre elas estão:

  • O aumento do volume de sangue,
  • Um débito cardíaco aumentado.

Dado que aumenta o volume do sangue, os rins devem trabalhar mais para expelir os resíduos.
Isso provoca um aumento da produção de urina, o que provoca a micção frequente.
Se os músculos do assoalho pélvico enfraquecerem, podem aparecer sintomas como a perda de urina durante a tosse ou espirro.
O segundo trimestre é o momento em que as mulheres podem não ter a necessidade de urinar frequentemente.
Isso é devido ao fato de que, durante o segundo trimestre, o útero se move mais para cima.
Mais tarde, o útero deve crescer para acomodar o crescimento do feto.
Como resultado, exerce muita pressão na região pélvica.
Durante o terceiro trimestre:

  • O bebê se move mais para baixo,
  • A pressão sobre a bexiga aumenta consideravelmente.

Durante este período, a bexiga é submetida a uma maior pressão.
Por esta razão, as mulheres são mais propensas a sofrer de micção frequente durante a gravidez.

 

O que fazer para micção frequente durante a gravidez?

Em relação a micção, a melhor precaução é não beber líquidos que têm propriedades diuréticas.
É necessário evitar absolutamente:

  • Chá,
  • Café,
  • Álcool,
  • Bebidas carbonatadas.

As mulheres nunca devem cometer o erro de reduzir a ingestão de água ou outros líquidos para evitar o aumento da frequência urinária durante a gravidez.
Reduzir a ingestão de líquidos pode causar desidratação.

 


Micção frequente durante a noite

Causas e tratamento

Existem muitas causas de noctúria. Estão listadas abaixo juntamente com os tratamentos:

Diabetes mellitus: o diabetes mellitus é uma das causas mais comuns de micção frequente.
Um dos sintomas do diabetes é a necessidade de urinar com frequência durante a noite.

Tratamento: o diabetes é uma doença grave. Os diabéticos devem reduzir os níveis de açúcar com o tratamento recomendado pelo médico e alterando a alimentação.

Diabetes insipidus: o diabetes insipidus sozinho não é uma causa muito frequente de micção excessiva.
No entanto, quando esta doença ocorre, a noctúria pode ser um dos poucos sintomas perceptíveis.
Neste caso, o paciente bebe muito e a urina é transparente.

Tratamento: não existe atualmente um tratamento de reposição hormonal disponível para o diabetes insipidus.
No entanto, alguns medicamentos podem ajudar aos pacientes, por exemplo os diuréticos como hidroclorotiazida (Moduretic).
Também é muito importante beber bastante água porque os pacientes com diabetes insipidus desidratam-se muito facilmente.

Doenças da próstata: em homens, os distúrbios da próstata são uma das principais causas de noctúria.
Os distúrbios da próstata incluem:

  • Aumento da próstata,
  • Hipertrofia prostática benigna,
  • Câncer de próstata.

Tratamento: o tratamento para os distúrbios da próstata é um processo longo e complicado. É necessário fazer exames apropriados para confirmar a doença exata que afeta a próstata, ou seja, é necessário determinar se existe uma hipertrofia benigna relacionada com a idade ou o câncer de próstata.
Por isso o tratamento é diferente dependendo da doença.

Remédios: as sementes de abóbora são um excelente remédio para pessoas que acordam à noite para urinar.
É suficiente comer duas colheres de chá de sementes de abóbora todas as noites antes de ir para a cama.
Também é aconselhável urinar imediatamente antes de deitar.

Leia também