Dor no quadril

INDICE

 
A dor no quadril é um problema comum e pode ser causada por muitas doenças diferentes.
A articulação do quadril é projetada para suportar os movimentos repetidos e o desgaste.

Esta articulação é constituída por uma esfera colocada dentro de uma cavidade e é a maior do corpo.
A dor que se origina a partir do quadril nem sempre se sente nesta parte do corpo, mas você pode sentir no meio da coxa ou virilha.

Dor,quadril,exterior,posterior,lateral,interior
Do mesmo modo, a dor que é sentida no quadril pode provocar uma desordem na coluna, em vez do próprio quadril.
A localização da dor no quadril dá uma boa indicação para o médico descobrir a causa dos sintomas.


 

Dor no quadril lateral ou externa

 

Tendinite

A inflamação do tendão ou da sua bainha é chamado de tendinite. A tendinite da banda iliotibial provoca dor na parte externa do quadril.

Causas
O uso excessivo do tendão é a causa mais comum de tendinite da banda iliotibial. Um trauma ao tendão ou uma distensão pode causar a tendinite.

Fatores de Risco
Os fatores que aumentam a probabilidade de tendinites são: um desequilíbrio muscular, a obesidade, o esporte e as anomalias de alinhamento da perna.
No meu ambulatório, eu vejo muitos ciclistas com essa inflamação por causa da postura na bicicleta.

Os sintomas
Os sintomas incluem : dor especialmente durante as atividades, limitação de movimento das articulações e inchaço local.


Diagnóstico
O médico realiza um exame físico para conhecer a localização da dor.
Na maioria dos casos, o especialista faz um diagnóstico baseado na história clínica e no exame.
Se os sintomas forem graves, o médico pode pedir uma radiografia e uma ressonância magnética.

Tratamento
O tratamento convencional consiste em: evitar o movimento que causou a inflamação do tendão para permitir que o corpo se cure. A terapia também inclui o gelo após a atividade, órtese para problemas de alinhamento dos pés, o alongamento suave do tendão, o fortalecimento muscular do quadril e anti-inflamatórios (como o ibuprofeno).
Algumas terapias instrumentais podem ser úteis para o tratamento da tendinite da banda iliotibial, em particular o tratamento com laser.

Prevenção
Para evitar uma tendinopatia precisa treinar aumentando gradualmente a duração e intensidade da atividade.


 

Contusão no quadril

Uma contusão no quadril é um trauma que provoca um hematoma na parte superior e externa do quadril, chamado da crista ilíaca.
Há muitos músculos nesta parte do corpo, incluindo o glúteo máximo e o tensor da fáscia lata.
A contusão pode causar fraturas ou lesões de tecidos moles.
Em alguns casos, os pacientes têm uma edema ósseo, que é uma parte do osso que se torna inflamado e causar uma forte dor.quadril

Causas
As contusões são causadas por um golpe direto contra o osso da pelve. Isso ocorre com freqüência em jogadores de futebol ou de hóquei quando outro jogador atinge a pélvis.
Pode verificar ao cair de lado em qualquer esporte.

Fatores de Risco
Participação em esportes de contato são mais propensos a desenvolver contusão no quadril. Os jogadores de futebol e os jogadores de hóquei estão particularmente em risco.

Sintomas
Os sintomas são: dor durante a atividade, inchaço, equimose, espasmos musculares e diminuição da amplitude de movimento.
No caso de fraturas ósseas e de edema, o paciente é incapaz de andar normalmente, mas manca ou usa muletas.

Diagnóstico
O seu médico deve verificar seus sintomas e o histórico médico, então pode prescrever uma radiografia para ver se há lesões de músculos e tendões, ou pode pedir uma radiografia se suspeita uma fratura.

Tratamento
A contusão no quadril leve é tratada com repouso, anti-inflamatórios não esteróides (FANS ) e gelo.
Se o trauma é importante, a fisioterapia é útil para absorver o hematoma e inflamação, em particular a T.E.C.R. terapia.
O seu médico pode realizar a infiltração de cortisona diretamente na articulação do quadril.
As contusões mais graves podem precisar de várias semanas para cicatrizar.

Prevenção
A contusão do quadril ocorre por golpes diretos na área afetada. Por conseguinte, nem sempre a contusão no quadril pode ser evitada. No entanto, certifique-se de usar equipamento desportivo adequado e estofamento para diminuir as chances de lesões.


 

Bursite trocantérica

A bursite no quadril também é conhecida como a bursite trocantérica, ocorre quando a bursa cheia de líquido que está externamente ao trocânter maior se torna inflamada.
A bursa do quadril é muito grande e se pode irritar facilmente causando dor no quadril.
A dor pode ser aguda e forte, também pode piorar permanecendo deitado sobre o quadril ou sentado por longos períodos.

 bursite,trocantérica

Causas
Algumas causas comuns de bursite do quadril incluem:

  • Pressão excessiva sobre a área por a corrida, mountain bike, subir escadas ou ficar em pé por muito tempo;
  • Uma lesão no quadril, como cair de lado, uma colisão ou uma lesão esportiva;
  • Escoliose e outras doenças da coluna vertebral;
  • Pernas de comprimento diferente;
  • Artrite reumatóide;
  • Cirurgia de quadril;
  • Osteófitos ou depósitos de cálcio no quadril.

Sintomas
Os sintomas são os seguintes:

  • Dor no quadril e pelve na parte exterior;
  • Dor que irradia do quadril para a coxa, mas não até o joelho. O desconforto é pior à noite ou quando se apoia sobre os quadris;
  • Os sintomas se agravarem se você fica muito tempo em pé, depois de haver pasado muito tempo sentada e com determinadas atividades como subir escadas e agachar-se.

Tratamento
Normalmente, a bursite é tratada com repouso, gelo e medicamentos para aliviar a dor e reduzir o inchaço.
Outras terapias úteis incluem: ultra-som, osteopatia, injeções de cortisona e em raros casos cirurgia.

Prevenção
Alongamento antes do exercício, fortalecendo os músculos e descansar quando você faz as tarefas repetitivas ajuda a prevenir a bursite.


 

Infecção da prótese de quadril

A substituição do quadril envolve riscos como todas as outras intervenções, uma pequena porcentagem de pacientes pode desenvolver uma infecção após a operação.
O quadril pode ser infetado no local da ferida ou em torno do implante.
Uma infecção pode se desenvolver durante a internação ou após a alta, mesmo depois de meses ou anos.
As infecções são causadas por bactérias.
Mesmo se as bactérias são abundantes no tracto gastrointestinal e sobre a nossa pele, são geralmente controlados pelo sistema imunitário.
Por exemplo, se as bactérias se espalham pelo o sangue, o sistema imune reage e mata as bactérias.
No entanto, uma vez que as próteses articulares são feitas de metal e plástico, é difícil que o sistema imunitário seja capaz de combater estas bactérias.
Apesar dos antibióticos e tratamentos preventivos, os pacientes com próteses infectadas muitas vezes requerem cirurgia para tratar a infecção.

Causas
As maneiras pelas quais as bactérias mais comuns entram no corpo são: feridas, operações dentais (por exemplo, uma extração de dente) e através das feridas de outras cirurgias.
Algumas pessoas têm um alto risco de desenvolver uma infecção após um procedimento de substituição da articulação.
Os fatores que aumentam o risco de infecção é:

  • Deficiências imunológicas (por exemplo HIV, linfoma)
  • Diabetes mellitus
  • Doença vascular periférica (má circulação nas mãos e pés)
  • Tratamentos imunossupressores (tais como quimioterapia ou esteróides)
  • Obesidade

Sintomas

Tratamento não-cirúrgico
Em alguns casos, apenas a pele ou tecidos moles em torno da articulação ficam infectadas, mas a infecção não se espalha em profundidade. São chamados de “infecções superficiais”.
O seu médico pode prescrever antibióticos orais ou intravenosos.
Se a infecção é tratada em tempo, este tratamento tem uma boa taxa de sucesso para infecções superficiais.

Tratamento cirúrgico
As infecções que vão penetrar profundamente na articulação artificial envolvem a necessidade de um tratamento cirúrgico quase sempre.
Infecções profundas que são tratadas no inicio (dentro de alguns dias após a sua estreia) podem ser tratados com uma lavagem cirúrgica da articulação.

Durante este procedimento, chamado desbridamento, o cirurgião remove todos os tecidos moles contaminados.
Depois do procedimento, os antibióticos são prescritos por cerca de 6 semanas.
Geralmente, infecções que duram mais são mais difícil de tratar sem remover o implante.
A primeira fase deste tratamento inclui:

  • A remoção do implante
  • Lavagem dos tecidos articulares e dos tecidos moles
  • Posicionamento de um espaçador com antibiótico
  • Antibióticos.


 



 

Dor profunda no quadril

Luxação do quadril

A luxação do quadril ocorre quando a cabeça do fêmur sai da sua localização anatômica dentro da cavidade da pelve (acetábulo).
Estas duas partes formam a articulação do quadril.
Causas
A luxação do quadril é relativamente rara e é acompanhada por lesões graves.
Esta lesão geralmente ocorre junto com fraturas pélvicas.fratura,iliaco,intervenção,luxação,quadril,trauma

O quadril normal é estável e forte.
Um deslocamento do quadril pode ocorrer apenas se é aplicada uma força violenta, por exemplo como uma grave queda, especialmente se de uma altura, no caso de acidente de carro ou moto.


Fatores de Risco

  • Uma cirugia anterior de substituição do quadril,
  • Forma anormala dos ossos,
  • Abuso de álcool
  • Controle muscular pobre ou fraqueza.

Os sintomas
Os sintomas incluem dor no quadril, principalmente quando você tenta mover a perna, você também sente dor ou dormência ao longo da área inervada pelo nervo ciático (parte de trás da coxa) se os tecidos estão pressionando o nervo ciático.
A parte inferior do lado afectado aparece mais curta do que a outra.
O quadril parece deformado.

Diagnóstico
O médico examina os sintomas, a forma em que ocorreu o acidente e examinar todo o membro inferior.
Os testes instrumentais mais adequados são a radiografia e a tomografia computadorizada.

Tratamento
A primeira coisa a fazer é reduzir o deslocamento, o cirurgião ortopédico deve manipular o quadril para colocá-lo de volta em seu local anatômico.
Pode ser dada alguma medicação para relaxar.
Se a redução não funciona, você pode precisar de cirurgia. É necessária a redução aberta (pela cirurgia) se a coxa ou ossos pélvicos são fraturados.

Prevenção
Existem orientações para a prevenção de luxação do quadril.
A maioria dos deslocamentos vêm de lesões desportivas ou acidentes.
Para reduzir o risco você tem que usar as seguintes precauções: usar cinto de segurança no carro, observar os limites de velocidade e regras de trânsito, não beber e usar equipamento de segurança apropriado para o esporte.


 

Fratura do quadril

A fratura da parte superior do fêmur é a ruptura do osso da coxa, logo abaixo da articulação do quadril.
A articulação do quadril é formada pela cabeça do fêmur e o acetabolo da pélve.
As fraturas de quadril ocorrem geralmente no colo do fêmur 1-2 cm abaixo da cabeça.

Causas
Fatores que podem contribuir para a fratura de quadril são: queda (a causa mais comum) osteoporose, acidente automobilístico, traumatismo grave, fratura por estresse em atletas (raro), doenças ósseas como osteomalácia (raro) e câncer ósseo (raro).

fratura,bacia,intervenção,parafusoFatores de Risco
Fatores de risco para fratura de quadril são:

  • Uma fratura de quadril anterior em pessoas com idade superior a 65 anos,
  • Gênero feminino (especialmente após a menopausa)
  • Hereditariedade,
  • Má nutrição,
  • Falta de cálcio e vitamina D,
  • Magreza excessiva,
  • Inatividade física,
  • Fraqueza muscular,
  • Falta de equilíbrio e coordenação,
  • Fumo,
  • Abuso de álcool,
  • Doenças crônicas, doença de Parkinson,
  • Acidente vascular cerebral,
  • Deficiências mentais, incluindo a doença de Alzheimer,
  • Problemas de visão,
  • Algumas medicamentos que causam tonturas, etc.

 

Sintomas
Os sintomas incluem dor no quadril, dificuldade ou incapacidade de se sentar, andar ou mover o quadril.
A perna tem uma aparência anormal (parece mais curta e voltada para fora).

Diagnóstico
O médico precisa conhecer os sintomas e como a lesão ocorreu antes do exame físico. O teste instrumental mais adequado é a radiografia, mas em casos mais complicados, o médico pode prescrever uma ressonânza magnética.

Tratamento
O objetivo é andar novamente o mais rapido possível, enquanto o osso fraturado se cura.
Para os pacientes mais velhos, ficar na cama por vários dias pode causar sérias complicações.
O tratamento envolve muitas vezes a cirurgia para alinhar e soldar os fragmentos do osso.
Desde que se faz a cirurgia para fratura de quadril, a taxa de mortalidade relacionada a esta lesão é diminuida.


 

Displasia congênita de quadril

 displasia congênita de quadril,operação,cirurgia,próteses
Displasia congênita de quadril, antes e depois da cirurgia de implante

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A displasia congênita do quadril é uma desordem relacionada com o desenvolvimento da articulação do quadril.
Geralmente está presente desde o nascimento e é mais comum em meninas.
Se a displasia congênita de quadril é diagnosticada e tratada precocemente em crianças, geralmente o resultado é excelente.
Se o tratamento for retardado, o tratamento é mais complexo e com menor taxa de sucesso.

O que causa a displasia congênita de quadril?
A causa exacta não é fácil de definir, mas pensa-se que existem vários factores que contribuem para o desenvolvimento desta doença.
A displasia do quadril ocorre em aproximadamente 0,4% de todos os nascimentos e é mais comum em meninas recèn-nascidas.

Alguns fatores de risco são:

  • As crianças com um histórico familiar de displasia no quadril,
  • Crianças nascidas na posição pélvica,
  • Crianças nascidas com outras doenças músculo-esqueléticas,
  • Excessiva frouxidão ligamentar

Sintomas

Os primeiros sinais clínicos de displasia congênita de quadril são identificados durante o exame do recém-nascido.
O teste clássico é a manobra de Ortolani, que consiste em abdução (movimento para fora) e rotação externa do quadril.
Se durante este teste você ouvirá um “clique”, é provável que a criança sofre de displasia congênita do quadril, mas para ter um diagnóstico preciso também se deve realizar uma ultrassonografia.

Qual é o tratamento para a displasia congênita de quadril?
O tratamento depende da idade da criança.
O objetivo é posicionar corretamente a articulação do quadril.
Depois de uma redução adequada o médico tem o quadril naquela posição para permitir que o corpo se adaptar a nova localização.
É importante agir o mais rápido possível, pois com o passar do tempo o corpo torna-se menos eficiente para o reposicionamento da articulação do quadril.


 

Dor na região posterior do quadril

A dor no quadril na parte de trás é freqüentemente causada pela síndrome do piriforme.
Síndrome do piriforme é uma causa comum de dor no quadril. Esta dor é sentida profundamente na região glútea.
Os sintomas são agravados pela posição sentada, correndo ou girando o corpo na cama.
O teste para determinar se o piriforme é a causa da dor envolve a rotação externa ativa do quadril ou a rotação interna passiva.
A dor pode irradiar para baixo na parte de trás da coxa.
Em alguns casos, o músculo piriforme fica inflamado e pressiona o nervo ciático causando sintomas semelhantes a uma hérnia do disco.piriforme,glúteo,grande,médio,trocânter
O músculo está dolorido ao toque e com alongamento (flexão do quadril e rotação interna).
O tratamento mais adequado envolve massagem profunda da área, alongamento do músculo piriforme, o reforço dos rotadores e abdutores do quadril.
O tempo de cicatrização pode ser longo, especialmente se não se realiza o tratamento adequado, pode levar semanas ou meses para curar.
As fraturas do quadril e pelve ocorre devido a quedas ou por causa de uma grave osteoporose. Também são comuns em corredores. fratura,de,quadril
A dor profunda que se agrava com a corrida ou saltos e piora com o passar do tempo deve levantar a suspeita de uma fratura por estresse. O entorpecimento do osso é uma boa indicação.
A radiografia pode não mostrar uma fratura por estresse nas primeiras 3-4 semanas, a ressonância magnética pode ser útil para visualizar pequenas lesão do osso.
A maioria das fraturas de stress pode ser tratada simplesmente com o repouso, no entanto, alguns casos são mais graves e podem requerer a utilização de muletas ou uma cirurgia.
A fratura por estresse geralmente ocorre devido a um erro no treinamento (correndo muito ou rapidamente).
Uma boa regra é não aumentar a duração, frequência ou intensidade de treinamento por mais de dez por cento durante a semana. As mulheres em menopausa têm um maior risco de desenvolvimento de fraturas por estresse.

A fibromialgia é uma síndroma de fadiga crónica associada a dor e rigidez muscular generalizada que pode causar desconforto significativo em todo o corpo.
Entre os pontos dolorosos (tender point) existem algumas áreas da parte posterior do quadril, atrás da parte superior da bacia.
Outros sintomas incluem distúrbios do sono, cãibras musculares, espasmos, dormência de muitos grupos musculares em todo o corpo e fraqueza.
A dor ciática ou inflamação do nervo ciático também pode ocorrer com dor no quadril e formigamento da perna até o pé.

Há várias razões que causam a inflamação do nervo ciático, incluindo:

    Leia também