Aumento do baço ou esplenomegalia

 

INDICE


O aumento do baço (ou esplenomegalia) pode ser causada por muitas doenças. As principais são as infecções crônicas e o câncer.
O baço é um órgão pequeno localizado no lado esquerdo do abdômen, abaixo da caixa torácica.
O baço é grande quanto um punho e intervém em algumas funções do corpo humano.

Essas funções estão listadas abaixo:

  • Pressão arterial,
  • Controle da contagem das plaquetas,
  • Prevenção das infecções.


As causas do baço inchado

Muitas doenças comprometem a funcionalidade do baço e causam inchaço.
As causas de aumento do fígado e baço são classificadas em vários grupos:

As infecções são divididas em:

  • Infecção viral (mononucleose),
  • Infecção parasitária (malária),
  • Infecções bacterianas (sífilis).

O inchaço do baço secundário à infecção ocorre em resposta a um mecanismo de defesa do organismo para lutar contra o patógeno.
Certos tipos de cânceres como a leucemia e a doença de Hodgkin são diagnosticadas quando ocorrem os primeiros problemas no baço.
Qualquer outro tipo de câncer que se espalha no baço pode danificar e causar inchaço.
A destruição prematura dos glóbulos vermelhos devido a anemia aumenta o baço.
Existem algumas doenças metabólicas como doença de Gaucher, doença de Niemann-Pick e síndrome de Hurler que provocam um aumento do baço.

A obstrução do fluxo pode causar inchaço neste órgão.
Na pessoa que sofre de insuficiência cardíaca congestiva, a pressão da veia esplênica é alta.
Isso se traduz em um aumento no tamanho do fígado e do baço.
Algumas doenças inflamatórias como artrite reumatóide e sarcoidose causam um aumento do baço.
Os traumas contra este órgão causam um baço inchado.


Sintomas do aumento do baço

O aumento do baço não é sempre um motivo de preocupação. Existem muitas razões para haver um aumento do baço.
Um aumento do baço ocorre quando o órgão é hiperativo: destrói muitas células do sangue.

A seguir estão os principais sintomas:


Aumento do baço em crianças

O aumento do baço em crianças é causado por:

  • Anemia mediterrânea ou talassemia,
  • Câncer,
  • Outras infecções.

Estas doenças são problemas sérios para a criança.



 

Aumento do baço ou esplenomegalia
Aumento do baço ou esplenomegalia

Diagnóstico de aumento do baço

Os médicos diagnosticam facilmente o aumento do baço em crianças.
Um médico suspeita que existe um problema no órgão quando o paciente se queixa de estômago inchado mesmo sem comer.
O médico sente o tamanho do baço na palpação, na região superior esquerda do abdômen. Para confirmar a presença de esplenomegalia (baço aumentado), os médicos prescrevem exames de diagnósticos incluindo:

As imagens são estudadas para determinar o aumento do tamanho do baço.


Quando se preocupar?

O paciente realiza exames de sangue para verificar a contagem dos glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
No caso da leucemia, existem glóbulos brancos altos, mas as hemácias e as plaquetas baixas.
No caso de hiperesplenismo e doença de Gaucher, os exames de sangue mostram os glóbulos brancos e vermelhos baixos e a trombocitopenia.
A forma e o tamanho das células são informações úteis: a partir desses parâmetros o médico diagnostica as doenças.
O médico controla os valores das proteínas do plasma e diagnostica as possíveis doenças.

No caso de mononucleose e anemia também é possível ver a bilirrubina indireta alta.
Se o médico suspeita de câncer como leucemia ou linfoma, pode prescrever a recolha de células da medula óssea para analisar.
As transaminases alta, a taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) alta e o aumento do baço podem indicar a mononucleose.


Qual é o tamanho do baço saudável nos adultos e nas crianças?

Idade Tamanho do baço em cm
(menor ou igual a)
0 – 3 mês 6
3 – 6 meses 6.5
6 – 12 meses 7
1 – 2 anos 8
2 – 4 anos 9
4 – 6 anos 9.5
6 – 8 anos 10
8 – 10 anos 11
10 – 11.5 anos 12
12 – 15 anos 12
15 – 20 anos 12 (para mulheres) e 13 (para homens)

 


O que fazer? Tratamento para esplenomegalia (baço aumentado)

O tratamento da esplenomegalia depende da causa da doença.
Os antibióticos são prescritos para tratar as infecções bacterianas, na gravidez é necessário conversar com o médico antes de tomar qualquer medicamento.
Existem muitos medicamentos homeopáticos utilizados para tratar os problemas do baço.
O paciente pode se submeter a sessões de quimioterapia ou radioterapia quando a leucemia ou a doença de Hodgkin causa o aumento do baço.
Até a total recuperação, recomenda-se descanso e evitar o estresse que pode baixar sua imunidade.

A cirurgia para o baço é recomendada quando não é possível identificar a causa. A intervenção cirúrgica é indicada na doença crônica quando o paciente não responde ao tratamento e precisa de transfusões de sangue.
Nesses casos, uma parte do baço ou o inteiro órgão deve ser removido.
A remoção do baço não cura a doença, mas reduz o efeito da baixa contagem dos leucócitos.
Entre as complicações do aumento do baço existe a ruptura do baço, nesse caso, é necessário fazer a esplenectomia urgentemente porque esta lesão pode ser mortal.

Baço,rompido,remoção

A remoção cirúrgica do baço é a última opção.
Uma pessoa pode viver sem o baço, mas as chances de desenvolver uma infecção grave são altas.
Para minimizar o risco de infecção recomenda-se a vacinação antes e após a remoção do baço.
Essas injeções protegem contra a pneumonia, meningite e infecções dos ossos, articulações, sangue e pulmões.
Alguns pacientes precisam tomar penicilina, antes e após a cirurgia.


Remédios naturais para aumento do baço

Para os problemas do baço é importante seguir uma dieta ou alimentação saudável, os alimentos que devem ser evitados são:

  • Carne e peixe
  • Produtos lácteos
  • Frituras
  • Álcool
  • Bebidas açucaradas e doces encontrados no supermercado.

Recomenda-se comer frutas, verduras, legumes e outros produtos vegetais não processados pelo homem.