Anemia por falta de ferro

ÍNDICE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A anemia por falta de ferro (também conhecida como ferropriva, ferropênica ou sideropênica) ocorre quando os valores da hemoglobina no sangue são inferiores a:

-14 g/dl em homens,
-12 g/dl em mulheres, mas o valor de referência é 11 para mulheres grávidas.

 

Causas de anemia por deficiência de ferro no sangue

O ferro é um dos minerais mais importantes para o corpo.

Exames de sangue, ferro
Pode haver muitas causas de deficiência de ferro e as mais comuns são:

  • Perda de sangue. Isso ocorre principalmente em mulheres durante o ciclo menstrual. Além disso, as doenças como a úlcera gástrica (muitas vezes causada pela bactéria helicobacter pylori), os pólipos no cólon e a hérnia hiatal causam perda de sangue crônica mas lenta no corpo e, consequentemente, a deficiência de ferro.
  • Dieta sem ferro. Algumas pessoas não conseguem absorver uma quantidade suficiente de ferro, apesar de terem uma dieta rica desse nutriente. Isso pode ser devido a doenças como a doença celíaca que impede ao intestino de absorver os nutrientes dos alimentos.
  • Bypass ou remoção do intestino delgado.
  • Cânceres como a leucemia, HIV/AIDS e outras doenças inflamatórias crônicas que são responsáveis pela diminuição dos glóbulos vermelhos.
  • Em alguns casos, a medula óssea torna-se incapaz de produzir glóbulos vermelhos.
    Esta doença perigosa é conhecida como anemia aplástica.
  • Os vermes intestinais e oxiúros podem causar anemia porque absorvem os nutrientes.
  • Defeito de hemoglobina: anemia falciforme, talassemia e anemia hemolítica (ocorre quando os glóbulos vermelhos são destruídos com uma velocidade mais rápida do que a necessária para a substituição deles).
  • Gravidez e certos medicamentos, por exemplo, medicamentos para quimioterapia.
  • Os idosos sofrem de anemia mais do que os jovens por causa da desnutrição ou de doenças.

 

Existem três tipos principais de anemia:

1. Anemia macrocítica – hipercrômica (perniciosa e deficiência de folato)

Também é conhecida como anemia megaloblástica e ocorre quando os glóbulos vermelhos assumem uma forma anormal, mas a concentração de hemoglobina permanece normal.

Na anemia macrocítica o volume corpuscular médio (MCV) é maior do que 94 fl.
A deficiência de vitamina B12 ou de folatos altera a síntese do DNA e causa a morte prematura das células vermelhas do sangue.
A consequência é um número reduzido de eritrócitos maduros.
Existe um desequilíbrio na síntese de RNA e DNA.
As funções nucleares e a divisão celular são dificultadas.

Este tipo de anemia enfraquece o sistema imunitário e as defesas do corpo porque reduz o número de linfócitos (glóbulos brancos) que produzem os anticorpos.
Quem se submeteu a uma remoção de uma parte do estômago ou do intestino delgado pode ter problemas na absorção de vitamina B12.

 

2. Anemia microcítica – hipocrômica (sideroblástica ou talassemia)

Neste tipo de anemia são produzidos eritrócitos pequenos demais e diminui a concentração de hemoglobina.
A hipocromia pode ocorrer mesmo se as células tiverem um tamanho normal.
As principais causas podem ser úlceras do estômago e hemorragia digestiva devido a angiodisplasia.
Na anemia hipocrômica microcítica o volume corpuscular médio (MCV) é menor de 80 fl.úlcera,duodenal,anatomia,estômago

As mulheres grávidas ou que têm menstruações são propensas a sofrer deste tipo de anemia.
Durante a gravidez e lactação, as exigências metabólicas reduzem o ferro no corpo.
As doenças do metabolismo do ferro, da síntese de porfirina e heme ou da síntese da globina podem causar anemia hipocrômica.
Para prevenir ou tratar esse distúrbio, é necessário comer alimentos com alto conteúdo de:

  • Vitamina C,
  • Ferro,
  • Cobre.

Os níveis adequados de cobre no sangue são vitais para o transporte do ferro por todo o corpo e a vitamina C ajuda muito a absorção de ferro
É necessário evitar alimentos e substâncias que inibem a absorção de ferro no corpo:

  • Chá,
  • Café e bebidas contendo cafeína,
  • Cereais integrais,
  • Muito leite e produtos lácteos,
  • Antiácidos.

 

3. Anemia normocítica – normocrômica (doença aplástica, pós-hemorrágica, hemolítica, crônica, falciforme).

Neste tipo de anemia ocorre a destruição/depleção de glóbulos vermelhos normais ou maduros.
O tamanho dessas células e o conteúdo de hemoglobina é normal, porém a quantidade delas é insuficiente.
Se não for diagnosticada em tempo, pode causar um colapso cardiovascular (infarto devido à pressão sanguínea).
Pode agravar as doenças:

  • Cardíacas,
  • Pulmonares,
  • Cerebrovasculares.

 

Sintomas da anemia

Sintomas da deficiência de ferro em crianças

O recém-nascido tem cerca de 500 mg de ferro no organismo. Quando ele cresce e aproxima-se da idade adulta precisa de cerca de 5000 mg de ferro para o bom funcionamento dos órgãos.
As crianças precisam introduzir cerca de 10 mg de ferro por dia através da alimentação. Nas crianças, alguns sintomas da deficiência de ferro podem ser:

  • Fraqueza geral;
  • Desejos estranhos de comer, especialmente materiais não alimentares (gelo, papel, gesso, etc.);
  • Falta de concentração;
  • Falta de ar;
  • Crescimento lento;
  • Fezes com vestígios de sangue – Se a anemia é causada por sangramento intestinal.
  • Unhas quebradiças;
  • Coceira na pele;
  • Olhos amarelados;
  • Palidez da pele;
  • Lento desenvolvimento das habilidades motoras;
  • Irritabilidade crônica.

Estes sintomas indicam a falta de ferro que os pais devem controlar nas crianças.
Depois de falar com o médico, o tratamento correto deve ser iniciado imediatamente para evitar danos permanentes.

 

Sintomas da deficiência de ferro em mulheres

Nas mulheres grávidas, os sintomas devem ser monitorados cuidadosamente porque elas precisam de três vezes mais ferro do que as outras pessoas (a ingestão recomendada é de 27 mg/dia).
Estes são alguns dos sintomas que indicam baixos níveis de ferro em mulheres:

 

Sintomas da deficiência de ferro em homens

Nos homens, os sintomas da deficiência de ferro podem ser:

Se aparecer um destes sintomas, aconselha-se procurar um médico.
Nos atletas, os sintomas de nível de ferro baixo podem ser causados por:

 

Anemia por falta de ferroDiagnóstico da anemia por deficiência de ferro

Para o diagnóstico é necessário fazer exames de sangue que incluem:

  • Hemograma completo – em caso da anemia, os seguintes valores são baixos: hemoglobina (Hb) e volume corpuscular médio (VCM).
  • Dosagem de ferritina (uma proteína que contém uma quantidade substancial de ferro e indica a quantidade de ferro no organismo).
  • Dosagem de transferrina,
  • Exame de ferro sérico,
  • Índices de eritrócitos: hemoglobina corpuscular média (HCM) e concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM).

 

Anemia na gravidez

A anemia é um problema de saúde comum durante a gravidez. Dado que é uma doença grave, pode causar complicações.

Causas de anemia por deficiência de ferro na gravidez
A anemia por deficiência de ferro é observada especialmente durante o segundo e terceiro trimestres de gravidez.
Durante este período, a criança necessita dos glóbulos vermelhos maternos para se desenvolver.
As mulheres que não consomem quantidades adequadas de alimentos que contêm ferro para equilibrar a destruição das células vermelhas do sangue tornam-se anêmicas.

Deficiência de ácido fólico
O ácido fólico (folato) é uma vitamina é necessária para a saúde do bebê.
Os pesquisadores observaram que a ingestão de alimentos contendo ácido fólico durante a gravidez pode reduzir o risco de danos para o cérebro e a medula espinhal do bebê.

Falta de vitamina B12 no corpo
Esta vitamina é essencial para:

  • A formação de glóbulos vermelhos,
  • A síntese de proteínas.

A perda de sangue pode causar o desenvolvimento de anemia durante a gravidez.
Em algumas mulheres grávidas pode ocorrer uma hemorragia digestiva ou hemorroidas, com a consequente perda excessiva de sangue.
A anemia também pode ser causada por perda de sangue durante e após o parto.

 


O que fazer? Tratamento para anemia por deficiência de ferro

O tratamento médico para  a anemia ferropênica inclui suplementos de ferro ou medicamentos para doenças que causam anemia.

Tratar as causas da deficiência de ferro
O médico pode prescrever certos medicamentos ou intervenções para remover a causa da anemia sideropênica, por exemplo:

1. A pílula anticoncepcional para reduzir as perdas de sangue menstrual;
2. Antibióticos e outros medicamentos para tratar a úlcera péptica;
3. Cirurgia para remover um pólipo sangrante, mioma ou câncer.

 

Remédios naturais para anemia por deficiência de ferro

Suplementos de ferro
O médico pode recomendar alguns suplementos de ferro em forma de comprimido.
O ferro também está disponível na forma líquida para bebês e crianças.

Não tome ferro com medicamentos antiácidos: estes medicamentos aliviam a azia, mas podem interferir com a absorção do ferro.
Tome os comprimidos de ferro junto com vitamina C porque esta substância melhora a absorção do ferro.
Os suplementos podem causar:

 

Alimentação e dieta para anemia por deficiência de ferro

Alimentos que inibem a absorção de ferro

Existem diversos alimentos que podem afetar negativamente a absorção de ferro devido à presença de alguns compostos.

Alimentos ricos em cálcio
O cálcio pode impedir a absorção de ferro heme e não-heme.
Alguns alimentos ricos em cálcio que podem afetar a absorção do ferro são:

  • Leite,
  • Iogurte,
  • Queijo,
  • Salmão,
  • Sardinha,
  • Tofu,
  • Figo,
  • Ruibarbo,
  • Nabo.

Foi observado que 50 mg de cálcio têm um efeito negligenciável sobre a absorção de ferro.
A ingestão de 300-600 mg de cálcio pode inibir significativamente a absorção de ferro.
No entanto, alguns alimentos ricos em cálcio, como peixes e figos são importantes fontes de ferro.

Alimentos ricos em fósforo
O fósforo é importante para a saúde óssea.
No entanto, pode afetar negativamente a absorção de ferro não-heme.
O fósforo é encontrado principalmente em:

  • Carnes,
  • Aves,
  • Peixes,
  • Produtos lácteos,
  • Cereais integrais,
  • Nozes,
  • Leguminosas.

A carne, o peixe e as aves são excelentes fontes de ferro heme; no entanto, o cozimento reduz a concentração de ferro nos alimentos e a carne deve ser evitada porque não é útil para o corpo.

Café e chá
O café e o chá podem afetar a capacidade de absorver ferro, principalmente devido à presença de um composto chamado tanino.
Os taninos são polifenóis que podem ter um forte efeito inibitório sobre a absorção do ferro não-heme.

As bebidas que contêm taninos são:

  • Café,
  • Chá,
  • Vinho tinto,
  • Cerveja,
  • Suco de maçã,
  • Suco de frutas silvestres.

Alimentos que contêm oxalatos
O oxalato é um sal ou um éster do ácido oxálico que reduz a absorção de ferro no organismo.
O espinafre é uma fonte rica de ferro dietético não-heme, mas contém oxalatos.
Por esta razão, às vezes o ferro presente no espinafre não é facilmente absorvido pelo organismo. Os efeitos dos oxalatos podem ser anulados comendo espinafre com alimentos ricos em vitamina C, tais como:

  • Laranjas,
  • Brócolis.

Além do espinafre, os oxalatos são encontrados:

  • Na beterraba,
  • No repolho,
  • No chá,
  • Nos chocolates,
  • No ruibarbo,
  • No manjericão,
  • Na salsa,
  • No orégano.

 

O que comer?

Vegetais ricos em ferro
As verduras verdes são uma rica fonte de ferro, embora haja hortaliças diferentes das primeiras que contêm boas quantidades de ferro.
Algumas substâncias melhoram a absorção de ferro, tais como:

  • Vitamina C,
  • Ácido cítrico.
Vegetais com ferro (mg/1 xícara)
Sementes de soja maduras, cozidas, fervidas, sem sal 8,84
Soja verde, fervida, escorrida, cozida, sem sal 4,50
Espinafre enlatado, escorrido 4,92
Espinafre cru 0,81
Tomate seco 5,00
Abóbora fervida, escorrida, cozida, sem sal 1,4
Beterraba fervida, escorrida, cozida, sem sal 1,15
Acelga fervida, escorrida, cozida, sem sal 2,2
Couve fervida, escorrida, cozida, sem sal 1,17
Brócolis fervidos, escorridos, cozidos, sem sal 1,05
Brócolis crus 0,64
Aspargos congelados, fervidos, escorridos, cozidos, sem sal 1,01

 

Existem dois tipos de alimentação natural que produziram excelentes resultados:

  • A dieta vegana com pelo menos 50% de alimentos crus recomendada pelos higienistas,
  • A dieta do tipo sanguíneo.

Dieta e alimentação recomendada por higienismo 

De acordo com o higienismo, a origem da anemia por deficiência de ferro é o acúmulo de toxinas no sangue.
O médico recomenda:

  • Comer fígado,
  • Tomar suplementos de ferro, ácido fólico e vitaminas,
  • Fazer transfusões.

Esta terapia não adianta porque não age sobre as causas do problema.
Não adianta receber sangue de uma fonte externa; é necessário restaurar a capacidade do organismo de assimilar e usar o ferro.
A medicina tenta curar a disfunção (mau funcionamento) de um único órgão, ao invés de considerar todo o corpo.

Muitas vezes os anêmicos são obesos ou comeram muito durante anos.
O problema não é a falta de alimentos, mas a eliminação das toxinas produzidas pela digestão de alimentos de origem animal.
Este estado de toxemia reduz a capacidade de produzir células vermelhas do sangue.
As pessoas com anemia perniciosa e outros tipos de anemia têm muito ferro armazenado nos órgãos que não pode ser usado.

Por esta razão, não adianta ingerir o ferro:

  • Na forma de suplementos,
  • Na alimentação.

Para a anemia, o higienista Shelton tem tratado muitas pessoas com:

  • Poucos dias de jejum,
  • Com uma dieta baseada em frutas e vegetais crus.

De acordo com o higienismo, é preciso evitar:

  • Alimentos de origem animal (carne, peixe, ovos, produtos lácteos),
  • Alimentos processados ​​e doces,
  • Alimentos fritos ou cozidos em altas temperaturas,
  • Bebidas e alimentos estimulantes, tais como chá, café e chocolate.

 

Dieta do tipo sanguíneo

De acordo com este tipo de alimentação, a causa da anemia por falta de ferro é a má absorção intestinal causada por:

  • Leite e produtos lácteos,
  • Cereais que contêm glúten,
  • Chá.

Estes alimentos causam a inflamação do sistema digestivo e portanto, má absorção.

Durante a gravidez, é preciso verificar se a mulher sofre de anemia.
O médico pode prescrever suplementos de ferro, mas isso pode causar:

  • Problemas digestivos,
  • Problemas para o feto.

Se as mulheres grávidas não comerem alimentos que contêm glúten e leite, é difícil que tenham anemia.